Surpresa nas ruas de Floripa


Este domingo, eu estava a pedalar pelas ruas de Floripa, seguindo em direção à Ponta das Canas, a fim de participar do evento “Um Dia de Saúde e Alegria”, quando me deparei com uma bicicleta pintada na geral do Pantanal (R. Dep. Antônio Edu Vieira). Era de um dos modelos que são encontrados no disco virtual do Apocalipse Motorizado, pintada ao lado direito da rua para quem vem do Sul em direção ao Norte da Ilha, no mesmo sentido de circulação dos automóveis. Havia apenas duas dessas bicicletas pintadas nessa rua, sempre no mesmo sentido da via. O caminho para quem vai do Norte ao Sul da Ilha não estava demarcado. Passei direto sobre elas e acabei não parando para fotografá-las.

Quando voltei para casa, cansado após pedalar mais de 70km, fui conversar com umas pessoas que poderiam ter feito tal pintura. Fui informado que ela também havia sido feita na geral do Córrego Grande (R. João Pio Duarte Silva). Mas mesmo assim fiquei sem saber quem é que acabou por pintar essas bicicletas nas ruas.

Pedalando mais um pouco nesta terça-feira, encontrei mais algumas bicicletas na rua. Além das duas do Pantanal, vi mais uma na Trindade (R. Lauro Linhares), duas na geral do Córrego Grande e mais duas na Carvoeira (R. Cap. Romualdo de Barros).

Bicicleta pintada na R. Lauro Linhares, na Trindade.

Bicicleta pintada na R. Lauro Linhares, na Trindade.

Bicicleta pintada na R. João Pio Duarte Silva, no Córrego Grande.

Bicicleta pintada na R. João Pio Duarte Silva, no Córrego Grande.

Bicicleta pintada na R. Cap. Romualdo de Barros, na Carvoeira.

Bicicleta pintada na R. Cap. Romualdo de Barros, na Carvoeira.

Essas bicicletas pintadas no asfalto sinalizam que naquelas ruas passam muitos ciclistas. Elas indicam àqueles que não sabem que a bicicleta é um meio de transporte – por sinal bastante eficiente – e que o lugar dela é na rua. São poucos os motoristas que conhecem a legislação de trânsito referente à bicicleta, inclusive aquelas leis mais básicas, como a que o ciclista (e o pedestre também) têm prioridades em relação ao transporte motorizado.

Quanto às pinturas, todas elas se encontram em apenas um sentido da via, próxima ao bordo direito da rua, no sentido de circulação. Todas as ruas estão com essa demarcação em apenas um de seus lados e as bicicletas pintadas não estão contínuas formando uma ciclofaixa cidadã. O molde utilizado não foi o molde oficial que a prefeitura utiliza – e que já foi prometido aos ciclistas há mais de 2 meses.

Eu desisti de saber quem é que demarcou as ruas com essas pinturas de bicicleta. Mas se a pessoa quiser se manifestar terá os meus parabéns! Ela realizou uma ação muito positiva para a cidade. As bicicletas pintadas na rua trazem uma maior visibilidade ao ciclista – e, com isso, diminuem os riscos de acidentes.

Essas pinturas, tão difundida em outras cidades – apenas em São Paulo (SP) mais de 50 km de ruas e avenidas as contêm -, estavam demorando para reaparecerem em Florianópolis. Esperamos que elas se espalhem rapidamente por aí. E que, além de maior segurança aos ciclousuários, mais gente possa ver a bicicleta como alternativa para se realizar os deslocamentos urbanos.

Anúncios

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

2 Responses to Surpresa nas ruas de Floripa

  1. Pingback: Papo no Deinfra: sobre bicicletas em acostamentos e o caso de Jurerê « Bicicleta na Rua

  2. Pingback: O retorno da Bicicletada em Florianópolis « Bicicleta na Rua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: