(V) Interplanetária – Perseguição policial


Passado o km 21 da rodovia dos Imigrantes, as cenas que se seguiram foram, lastimamente, muito parecidas às dos filmes policiais. Uma dezena de viaturas da Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo (PMR) passaram pelo nosso lado. Depois as encontraríamos no km 28.

Na minha frente, vi um carro da PMR (nº R-01104, placa EAZ 8411) ziguezagueando entre o acostamento e a pista da direita, bloqueando o trânsito de um ciclista. A viatura reduziu sua velocidade e o ciclista tentou passar por ela pelo resto do acostamento (esse restinho do acostamento não dava nem 0,8m). A viatura, então, foi fechando o ciclista, por sinal, de modo bastante irresponsável.

Eu, vendo esta cena, acelerei. Devido aos bloqueios policiais nos quilômetros anteriores, a pista da direita da rodovia, ao lado do acostamento, estava vazia.  Fui passando a viatura. Ela acelerou, esquecendo-se do outro ciclista, e passou a ficar com metade do veículo no acostamento e metade na outra pista. Eu abri de tal forma que a viatura não conseguiria fechar o outro ciclista e eu ao mesmo tempo (essa manobra é conhecida como ‘V’). Passei, então, a viatura pela sua esquerda. Voltei a pedalar no acostamento, entretanto próximo à delimitação à sua esquerda (entre o acostamento e a pista da rodovia). A viatura encontrava-se atrás de mim. Pela sua direita, passou o ciclista que antes ela bloqueara. Pela esquerda, uns outros 3 ou 4 ciclistas passaram-na.

A viatura, sem dar sinal de mudança de pista, o que acontece freqüentemente, foi entre a primeira e a segunda faixas à direita e passou-me.

Voltou ao acostamento, mais uma vez sem sinalizar, tentando, ilegalmente, impedir-me de prosseguir. A viatura reduziu sua velocidade e voltou a ziguezaguear. Em vez de ir pelo resto do acostamento que sobrava, acelerei e fui passando a viatura pela pista da direita da rodovia. Irresponsavelmente –  mais uma vez – a viatura acompanhou-me e, rente a mim, começou a jogar o carro para a esquerda, quase lançando-me à segunda pista da rodovia. Eu freei e a viatura prosseguiu, voltando a ziguezaguear na minha frente. Eles voltaram a reduzir e tentei prosseguir o meu caminho pelo acostamento. Qual não foi a minha surpresa quando eles começaram a ir para a direita, fechando-me e jogando-me próximo à valeta, à grama, ao muro e à cerca de proteção (dependendo do trecho). Eu freei novamente e prossegui pela esquerda da viatura, acelerando e conseguindo emparelhar-lhe e passá-la utilizando a primeira pista da rodovia (que continuava sem passar veículos). A viatura seguiu-me e, criminosamente, virando o carro à esquerda, lançou-me à segunda pista da rodovia bem no instante em que um caminhão passava em alta velocidade, seguido por um veículo de passeio, nessa pista. Os policiais da viatura, assustados, pararam o veículo, primeiro transversalmente, e depois prosseguiram. Eu, com habilidade, desviara do caminhão e da viatura e fui em direção ao acostamento. A viatura seguiu-me ao acostamento, fechando-me. Eu sai de minha bicicleta e tirei fotos do veículo potencialmente assassino e filmei os momentos seguintes, segundos após o motorista dirigir-me palavras de baixo calão não condizentes com sua postura de funcionário público e ironizar o fato de ele quase ter me matado. Ficou claro que aquela pessoa necessita ser melhor treinada para exercer a sua profissão.

Mas a Interplanetária não acabou por aí. Gás pimenta, agressões físicas e crimes cometidos pela polícia e pela Ecovias ainda ocorreriam nas próximas 2h.

Bruno Gola.

“Mais informações vocês conferem aqui no ‘Bicicleta na Rua'”. Foto: Bruno Gola.

Saiba mais sobre a Bicicletada Interplanetária:

Cobertura completa do “Bicicleta na Rua”

(I) Interplanetária – O período precedente
(II) Interplanetária – Rodas a girar rumo ao litoral
(III) Interplanetária – As primeiras infrações da PMR e os bloqueios
(IV) Quantos ciclistas tinham, afinal?
(V) Interplanetária – Perseguição policial
(VI) Interplanetária – Ciclistas são impedidos de pedalarem até o litoral
(VII) Interplanetária – Policiais cumprem horas extras para bloquear descida de ciclistas ao litoral
(VIII) Interplanetária – Policiais ignoram leis
(IX) Interplanetária – Polícia Rodoviária gasta mais de R$16 500,00 impedindo ciclistas de irem ao litoral
(X) Interplanetária – Bares amigo e não amigo dos ciclistas
(XI) Interplanetária – Os primeiros a chegarem a Santos
(XII) Interplanetária – Bloqueio dos Caminhos do Mar
(XIII) Interplanetária – A Estrada da Xiboca
(XIV) Interplanetária – “Pequenos” problemas técnicos: o pneu vegano e a Estrada de Manutenção
(XV) Interplanetária – Santos, enfim!
(XVI) Interplanetária – Faltam bicicletários no Litoral Plaza Shopping
(XVII) Interplanetária – O retorno a São Paulo

Veja também

Bicicletada Interplanetária 2008

Relatos:

Aninha
CicloBR (chegou a Santos)
Ecologia Urbana
Eu vou voando…
MTV Pública
Nicolas Lechopier (em francês) (chegou a Santos)
Sampa Bike Tour {Parte 1} {Parte 2}
TAS Cidade
Vá de Bike!
XpK

Fotos:

Bruno Gola
Ciclista Fabiano (chegou a Santos)
CicloBR (chegou a Santos)
Ecologia Urbana
Limão
Macaco Véio (chegou a Santos)
Mila Molina
Rodrigo Navarro (chegou a Santos)
silviobikersp
XpK

Vídeos:

Brudut
ederson araujo
Ecologia Urbana {1} {2} [3} {4} {5} {6} {7}
Fabiano Faga Pacheco {1} {2} {3} {4} {5} {6} {7} {8} {9} {10} {11} {12} {13} {14} {15} {16} {17} {18} {19} {20} {21} {22} {23} {24} {25} {26} {27} {28} {29} {30} {31} {32} {33} {34} (chegou a Santos)
Guilherme Sanches
jlpinha {1} {2} {3} {4}
Limão
lucmut {1} {2}
Renata Falzoni – ESPN
Mathias (chegou a Santos)
TASCidade
Tinho {1} {2} {3} {4} {5} {6} {7} {8} {9} {10} {11} {12} {13} {14} {15} {16} {17} {18} {19} {20} {21} {22} {23} {24} {25}
TV Record

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

5 Responses to (V) Interplanetária – Perseguição policial

  1. Pingback: (VIII) Interplanetária - Policiais ignoram leis « Bicicleta na Rua

  2. Pingback: Um Sonho Estranho « Bicicleta na Rua

  3. Willian Cruz says:

    Cadê o vídeo? Coloca no Youtube. Pega o numero da viatura e denuncia na corregedoria ou algo assim. Não deixa isso barato não, quase lhe tiraram a vida. E você nem estava na parte da rodovia onde a tal placa manda mais que o CTB. Totalmente ilegal o procedimento dos policiais. Nem se você tivesse passado da tal placa eles poderiam fazer isso!

  4. Pingback: O prejuízo causado pela Ecovias | + Vá de bike! +

  5. Pingback: Por falar em Imigrantes… « Bicicleta na Rua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: