Moradores anseiam ciclovia no Porto da Lagoa


A reportagem abaixo foi originalmente publicada no Jornal da Lagoa, na segunda quizena do mês de março de 2009. Você pode conferir a reportagem em .pdf aqui.

Ciclovia é urgente

Bicicletada na Lagoa ajudará a pressionar autoridades.

Foto: Leo Tolomini.

Foto: Leo Tolomini.

Ciclovia para a Osni Ortiga

A construção da ciclovia na rua Osni Ortiga é uma reivindicação há mais de 12 anos da comunidade do Porto da Lagoa. A Ampola – Associação dos Moradores do Porto da Lagoa – realizou uma assembléia com a comunidade, com participação do vereador Renato Geske, da arquiteta do Ipuf, Vera Lúcia Gonçalves e o administrador da regional leste, Paulo Germano Alves, o Paulão. No dia 4 de abril, sábado, 15h, se dará a saída da bicicletada na sede da Ampola para lembrar às autoridades a necessidade da construção da ciclovia.

A prioridade da Ampola é melhorar as ruas do bairro, ampliar a segurança, preservar o meio ambiente e a construção da tão sonhada ciclovia. A associação é uma grande incentivadora do projeto e está engajada na realização da obra. Todos querem dar um basta na demora.

Estiveram presentes 30 moradores da comunidade. Renato da Farmácia citou como exemplo a reforma do calçamento da Avenida das Rendeiras. A obra já foi licitada, mas nenhuma empresa quis assumir, justificando o baixo valor disponibilizado pela prefeitura.

É preciso também haver um controle com câmeras, um muro de contenção e fazer um deque para pedestres. Nem tudo está orçado, mas é possível complementar. É no plano Plurianual que se definem os custos. Orçamento para fazer a obra a prefeitura tem, o que falta é vontade política. É preciso convidar o prefeito e o secretário de obras para pedalar juntos e sentir o sufoco dos ciclistas.

A ciclovia ajudará o transporte do bairro, sendo integrado com o Terminal Urbano – Tilag – que já possui um bicicletário sob os cuidados da intendência. Os participantes da reunião afirmam que a geografia de Florianópolis é de altos e baixos, o que não favorece a bicicleta. Mesmo assim, há bairros planos em que as ciclovias podem ser uma excelente opção de transporte e os ciclistas podem adaptar-se bem.

Ciclovia é uma necessidade urgente para a Lagoa. É um meio de transporte saudável. Foto: Leo Tolomini.

Ciclovia é uma necessidade urgente para a Lagoa. É um meio de transporte saudável. Foto: Leo Tolomini.

Para garantir a segurança do ciclista é necessária muita sinalização, com carros em velocidade baixa para conviverem em harmonia com as ciclovias. Na Avenida Osni Ortiga os carros trafegam com velocidade acima do permitido. O correto para um automóvel que divide a rua com o ciclista é ter velocidade máxima de 30km/h. Os motoristas não estão preocupados com o mais frágil, ou seja, o ciclista e o pedestre. A preferência é do ciclista sobre o automóvel na rua, se não tiver faixa de ciclovia, conforme a lei.

Não tem fiscalização e o fluxo de bicicletas na Avenida Osni Ortiga é baixo para ter guardas. Falta educação e quem paga impostos quer ver os resultados. A Osni Ortiga deveria ter pardais para a segurança de ciclistas e pedestres.

Somente o ativismo da comunidade, mostrando a importância da bicicleta poderá reverter a ineficácia de setores do poder público. Quando aumentar o fluxo de bicicletas a pressão popular aumentará. Não é somente Tapete Preto que a cidade precisa, há de ter ciclovias e calçadas para todos.

Saiba mais:

Passeio Ciclístico da Lagoa – a página da ViaCiclo contém mais informações sobre a pedalada.
Pedalada na Lagoa – conteúdo do Bicicleta na Rua explica como surgiu a idéia do passeio ciclístico.
Bicicletadas na Lagoa vão reivindicar ciclovia –  reportagem de divulgação do passeio ciclístico do blogue dos Caminhos do Sertão.
Bicicletada Floripa – página da Bicicletada de Florianópolis

Anúncios

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

6 Responses to Moradores anseiam ciclovia no Porto da Lagoa

  1. Daniel Costa says:

    Realmente a reportagem deixou bem clara a mensagem que o maior, senão único problema é o enorme desrespeito ao CTB ou seja motoristas de automotores egoístas e protegidos dentro de seus “tanques de guerra” trafegam como verdadeiros “ás nos volantes” colocando todos em risco de morte!!!
    Nada que meia dúzia de lombadas eletrônicas e multas de valor, não resolvam….
    Trajetos urbanos com até 10km é a bicicleta o transporte mais rápido e eficiente.

  2. Diego says:

    Uma ciclovia ali no porto da lagoa seria muito bom, valorizaria ainda mais os imóveis da região, sem mencionar nos benefícios de verdade. É foda ficar longe daí quando tem tanta coisa importante acontecendo. Mantenha a pegada na coisa.

    Preciso da ajuda de um biológo, se tu conhecer algum… seguinte, confere se os bichos mencionados nas legendas tão de acordo com as fotos:

    http://emplastrocubas.wordpress.com/

    Essas fotos tirei no mesmo dia, num trecho de apenas 60km.

  3. Peters says:

    Os tacos colocados no centro da pista para proteger uns carros dos outros faz com que os motoristas considerem que não podem passar para a pista contrária nem podem ficar esperando o ciclista, optando então por “espremer” o usuário da bicicleta ao máximo, com elevado risco de atropelamento.
    Toda a proteção local é pensada para quem está no automóvel, colocaram até um guard-rail para proteger os motoristas que, em excesso de velocidade, não conseguirem fazer a curva. Mas jogaram o pedestre e o ciclista quase que para dentro da Lagoa.

  4. Pingback: O desafio de se pedalar no Porto da Lagoa « Bicicleta na Rua

  5. Nicolau says:

    Sugiro aos ciclistas que criem uma imensa comunidade
    comunidade que poderia se chamar “VOTO-BIKE’, e façam
    uma pressão tremenda encima dos nossos sonolentos políticos. Ação nº 1: fazer uma bicicletada em frente
    à casa do prefeito (c/p minúsculo, mesmo. Quando ele fizer a ciclovia, ganhará um baita PESÃO maiusculo);
    ação n° 2: irem à câmara municipal (com cm minúsculos…) com suas Bikes e pressionarem os tais vereadores também. Ação nº 3: quem sabe propor um mutirão dos moradores p/ a construção das ciclovias. Isto baratearia um monte a construção e os Sábios Senhores Mandantes não teriam como dizer não. Alem do que seria muito divertido!!!

  6. Nicolau says:

    Criem uma comunidade que pode se chamar “VOTO-BIKE” e façam bicicletadas em frente à casa do pref e da camara até eles se mecherem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: