Pedalar para o trabalho fortalece o coração


O hábito de ir de bicicleta ao trabalho ajuda a previnir problemas cardiovasculares, apontou  o trabalho de conclusão de curso intitulado “Comparação da modulação autonômica cardíaca entre indivíduos sedentários e ciclistas”, de Henrique Machert Pereira Bruno e Hidalina Rodrigues de Macedo, do curso de Educação Física da Universidade São Judas Tadeu.

No estudo, foram avaliadas 8 pessoas sedentárias e 7 ciclistas que utilizam a bicicleta em seu cotidiano. Eles tiveram que ficar 24h sem realizar atividade física para a realização dos exames sangüíneos e de avaliação cardíaca.

Não houve diferença significativa entre sedentários e ciclistas quanto a colesterol, glicemia, triglicérides e pressão arterial, mas foi observada uma redução na freqüência dos batimentos cardíacos nos ciclistas, explicitada no aumento dos intervalos R-R (entre assístoles cardíacas) no eletrocardiograma, bem como um menor balanço simpato-vagal. Isto ocorreu devido ao aumento da ação do sistema nervoso parassimpático. A diminuição da freqüência cardíaca previne diversos problemas do coração, como infarto.

A prática regular de exercício físico tem se mostrado eficaz na proteção ao sistema cardiovascular. O sedentarismo é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A realização de atividades moderadas, como pedalar 30min por dia, diminui a incidência delas.

Ciclistas na Av. Paulista: pedalar ao trabalho, além de prazeroso, faz bem ao coração. Foto: Polly Rosa.

Ciclistas na Av. Paulista: pedalar ao trabalho, além de prazeroso, faz bem ao coração. Foto: Polly Rosa.

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

9 Responses to Pedalar para o trabalho fortalece o coração

  1. KARARYU - O DRAGÃO FANTASMA disse:

    As “condições da metodologia de trabalho” desse estudo, abrangendo uma faixa etária tão limitada, lembram muito as da inspeção veicular pra carros zero km. Alguma coisa comparável a “Estudo sobre a Incidência de Patologias Crônico-Degenerativas em Neonatos”. Estudos futuros que abranjam faixas etárias mais amplas, obviamente evidenciarão que os benefícios são consistentes em idades mais avançadas, em comparação a sedentários, relativos inclusive a colesterol, índices glicêmicos, triglicérides e pressão arterial.

    • bicicletanarua disse:

      Pouco menos, né, Kararyu? Incidência de doenças da velhice em recém-nascidos é forçar demais a barra…
      É bom manter o delineamento amostral e excluir o fator idade dentre as prováveis fatores que interfiram nos resultados. Nada impede, entretanto, de ampliar a pesquisa a pessoas de idades diferentes das estudadas e correlacionar com os dados deste trabalho. Vários dados sangüíneos eu não acredito que terão alterações e talvez nem mesmo a pressão arterial difira na maior parte das classes de idades que vierem a ser estudadas.

  2. Willian Cruz disse:

    Me chamaram para participar da pesquisa, mas acabou não batendo dias e horários. E ficar 24h sem atividade física também era um complicador. Acho que é culpa minha ter um ciclista a menos que a quantidade de sedentários, hehe…

  3. Henrique Machert disse:

    Nossa, fiquei surpreso e feliz ao ver (tão rapidamente) o meu estudo no site…

    …gostaria de dizer que temos a intenção de continuar o estudo, ampliar o número de sujeitos, e possivelmente aceitar a sugestão do Kararyu de realizarmos o estudo com diversas faixas etárias e até com mulheres.

    Muito obrigado a quem publicou esse artigo (acho que Fabiano né?), e gostaria de saber se o(a) publicador(a) foi na apresentação, pois ninguém se identificou (poderia te-lo feito né…rsrsrs)

  4. Hidalina Macedo disse:

    Faço das palavras do Henrique as minhas….

    Fiquei muito feliz mesmo, espero que através deste trabalho consigamos movimentar ou pelo menos informar muitas pessoas, além também do poder público para melhora das vias e condições de maior segurança para o ciclistas!!!

    Agradeço pela publicação e espero ter um contato direto com o autor!!!

    Muito Obrigada!

  5. Bruna Gabriela 4ºbefn disse:

    Olá Hida e Henrique?
    Parabéns pelo sucesso!Estou muito feliz por vcs terem a vontade de investir de ir além no seu TCC, buscando concientizar e ajudar a quem precisa, ou seja todos nós…Novamente felicidades e sucesso!
    Abraços, Bruna noturno D2

  6. Thais disse:

    Oi Hida e Henrique,

    Parabéns pela pesquisa e, é bom saber que querem dar continuidade no trabalho….Parabéns!!!

  7. Pingback: Fumaça emitida pelos automóveis compromete a fertilidade masculina « Bicicleta na Rua

  8. Pingback: Pratique ciclismo sem riscos à saúde | Bicicleta na Rua

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: