Cicloturismo em terras de imigração alemã


A reportagem abaixo foi originalmente publicada no Jornal Notícias do Dia, versão de Biguaçu, em 22 de janeiro de 2010 (pág. A3). A matéria pode ser vista em .png aqui (clique aqui para ver a chamada na capa).

Notícias do Dia - logo


Viagem em duas rodas pela história

Cicloturismo. Antônio Carlos recebe grupo no fim de semana

Aqueles que adoram ter contato com a natureza e observar cada detalhe do local por onde passam têm uma boa opção de lazer: o cicloturismo. As viagens em duas rodas vêm reunindo cada vez mais adeptos ao redor do estado e fazendo com que os roteiros turísticos exploem lugares ainda não visitados. Antônio Carlos será um dos caminhos por onde passará um grupo de visitantes que prefere se exercitar em cima de uma bicicleta a dirigir um carro.

Nos dias 27 e 28 de fevereiro, o grupo organizado pela empresa de cicloturismo Caminhos do Sertão sairá de Angelina, passará por São Pedro de Alcântara e chegará a Antônio Carlos. As localidades de Louro e Guiomar, cercadas por vegetação, cachoeiras e terrenos agrícolas serão os palcos principais dos ciclistas que pedalarão por cerca de 70 quilômetros nos dois dias.

Sem correr. Em média, os grupos compostos por até 20 ciclistas pedalam entre 30 e 40 quilômetros por dia.

“As coloridas plantações à beira do rio dão um ar muito gostoso ao ambiente e ao passeio”, relata o diretor da Caminhos do Sertão, Eduardo Green. Inspirada no roteiro Caminhos da Imigração Alemã, do governo do Estado, a empresa iniciou em 2004 o trabalho nas cidades que foram colonizadas por germânicos. O resultado deu certo e, pela décima vez, o município de Antônio Carlos é incluído no roteiro.

“As coloridas plantações dão um ar mais gostoso ao passeio.”

Eduardo Green, diretor da Caminhos do Sertão

De acordo com o diretor, os grupos são formados por 10 a 20 pessoas que estão em busca de descanso e contato com a natureza. O objetivo é fazer com que as pessoas pedalem, mas queremos que o pedalar não seja apenas pelo exercício de pedalar, mas que tenha uma contextualização, neste caso, a presença alemã que está hoje viva nessas comunidades”, explica. Para Eduardo, o uso da bicicleta, que se desloca a baixa velocidade, permite a apreciação dos locais, com os participantes tendo tempo para olhar para os lados, conversar e tirar fotos.

Estrutura de apoio aos participantes

Um micro-ônibus acompanha os ciclistas-turistas em todo o percurso. O veículo leva as bagagens e a alimentação necessárias para passar o dia. O diretor Eduardo comenta que o fato de as pessoas saberem que o transporte as acompanha traz segurança e as motiva a continuar pedalando. “Muitos dizem que não conseguem pedalar o trajeto todo, mas como sabem que o ônibus vai junto e há um local para descansar e se recuperar no caso de o cansaço bater, eles conseguem chegar até o fim”, afirma.

Cada grupo pedala, em média, de 30 a 40 quilômetros e as viagens podem durar de um a sete dias. Cada parada é motivo para tomar água e conversar com os colegas de grupo ou com os moradores das localidades visitadas. Segundo Eduardo, a maioria dos turistas tem entre 25 e 50 anos.

Ele garante que o interessado não precisa ser atleta para participar, já que  o percurso diário é dividido entre várias paradas e momentos para descanso. “vamos num ritmo tranquilo, o que não se torna cansativo. É um momento de socialização”, afirma. Roupas leves e o uso de capacete são obrigatórios para tornar o passeio mais agradável e seguro para todos.

Mariella Caldas

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

One Response to Cicloturismo em terras de imigração alemã

  1. Pingback: TrilhasBR – As melhores trilhas – novidades, histórias e links interessantes. Tudo que envolver trilhas, bikes, esportes radícais e eventos esportivos terá espaço garantido nesse blog. » Viagem em duas rodas pela história

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: