Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana


No domingo, outro ciclista foi atropelado.

A instalação da bicicleta-fantasma (ghost bike) no último domingo, dia 12 de fevereiro, em Canasvieiras, em homenagem ao ciclista Hector Cesar Galeano (19/12/1957 – 03/01/2012), morto por um motorista embriagado foi a segunda naquele final de semana na capital catarinense. Na véspera, na mesma rodovia SC-401, outra bicicleta-fantasma relembra o acidente que vitimou Emílio Delfino Carvalho de Souza e feriu Nicolas Paolo Zanella.

Ghost bike em Canasvieiras relembra Hector Cesar Galeano, atropelado por um motorista embriagado no começo do ano. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Cinqüenta e sete ciclistas estiveram presentes nessa homenagem. Moradores do bairro, triatletas e pessoas que usam a bicicleta no dia-a-dia promoveram a homenagem. “Esperamos que as pessoas se conscientizem e que esta seja a última bicicleta-fantasma desta cidade”, falou Audálio Marcos Vieira Júnior.

Mais de cinqüenta ciclistas partem de Canasvieiras. Foto: Guilherme Peres.

A bicicleta-fantasma, toda pintada de branco, foi pendurada num poste na SC-401, a 200m do Trevo de Canasvieiras, sentido centro-bairro, onde Hector foi atingido enquanto pedalava pela ciclofaixa construída com a recente duplicação das pistas da rodovia. No local, também foi pintada no asfalto, no acostamento, uma estrella negra (estrela-negra), simbolizando a vida perdida.

Estrela-negra embranqueia o asfalto da SC-401 em Canasvieiras. Foto: Guilherme Peres.

Inauguração do bicicletário do TICAN

Os ciclistas partiram do Trevo de Canasvieiras e foram rumo ao sul, ocupando a ciclofaixa e o acostamento da região, observando os problemas na obra recém-inaugurada, de forma a serem propositivos e contribuírem para a sua melhoria.

Além da sinalização vertical errônea e deficiente, abrigos de ônibus foram feitos sobre a ciclofaixa e a travessia de algumas das pontes não oferece a menor condição de segurança ao ciclista. A medição com trena indicou que os automóveis não conseguem parar com segurança no acostamento de, no máximo, 1,5m, considerando desnível da pista de rolamento e tachões, obrigando-os a estacionarem sobre a ciclofaixa.

Paradas de ônibus sobre a ciclofaixa obrigam os ciclistas a desviarem de obstáculos. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Os ciclistas passaram sobre o elevado dos Ingleses e, na metade da pedalada, “inauguraram” o novo bicicletário do Terminal de Integração de Canasvieiras, com capacidade para mais 30 bicicletas, com relativa segurança.

Faltou espaço no bicicletário do TICAN. Foto: Guilherme Peres.

Quinta bicicleta-fantasma da Grande Florianópolis

Com mais essas duas, chegam a cinco as bicicletas-fantasmas instaladas na Grande Florianópolis. Destas, 4 foram feitas em homenagem a ciclistas atropelados por motoristas embriagados.

A primeira, na SC-402, em Jurerê, lembra o triatleta Rodrigo Machado Lucianetti, morto em 3 de agosto de 2008. O motorista, Thiago Luiz Stabile, vai a júri popular em sentença publicada mais de três anos após o acidente. Marcelo  Occhialini Godoy, também atropelado, passou por inúmeras cirurgias e ainda sofre com problemas psicológicos decorrentes deste acidente. A boa notícia é que, este ano, deve voltar às atividades físicas.

Bicicleta-fantasma em Jurerê é a única das outras três que está em pé. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Ainda em 2008, em 13 de setembro Rodrigo Wilmar da Costa foi atingido no acostamento na mesma SC-401 onde houve as manifestações da última semana. O motorista, embriagado, com veículo furtado e placas clonadas, foi liberado após pagar fiança de R$2500,00. A bicicleta-fantasma em sua homenagem foi furtada.

Por fim, ainda em 2008, Esaú Roberto de Medeiros foi atropelado por um motociclista às margens da BR-101, em Biguaçu. Sua bicicleta-fantasma, a mesma com a qual pedalava, foi retirada do local por sua família, a pedido do motociclista, visto que Esaú pedalava pela contramão quando foi atingido.

Atropelamento

Por volta das 22h30min do mesmo domingo em que a bicicleta-fantasma de Hector foi erguida, Robson da Silva, 20 anos, foi atropelado na Av. Beira-Mar Norte, próximo à Av. Prof. Othon Gama D’Eça, e foi levado em estado gravíssimo ao Hospital Celso Ramos. Não se tem notícias do seu atual quadro de saúde.

 Fabiano Faga Pacheco

Relatos
Pedala Floripa

Fotos
Audálio Marcos Vieira Júnior
Fabiano Faga Pacheco
Guilherme Peres

Vídeos
Audálio Marcos Vieira Júnior
Guilherme Peres 

Saiba mais:

Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado – Cobertura do Bicicleta na Rua sobre a bicicleta-fantasma na SC-401 em homenagem a Emílio Delfino Carvalho de Souza.
“Os ferimentos do meu filho não foram leves”, diz mãe de ciclista atingido na SC-401 – Desabafo da mãe de Nicolas Paolo Zanella, ciclista atropelado na SC-401.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da  Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
SC-401, a Rodovia da Morte para ciclistas – Reportagem do Jornal Notícias do Dia revela a preocupação com a circulação de bicicleta na rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina.
Notas sobre a reunião pelo fim da impunidade no trânsito – Sociedade civil, mobilizada, divulga novas informações sobre o acidente.
(Vídeo) Acidente na SC-401 no RBS Notícias – Conteúdo da RBS TV SC.
Acorda Floripa! – Depoimento do triatleta André Puhlmann, que estava pedalando próximo ao local do acidente com o Emílio.
Vídeo e mais comentários sobre a entrevista acerca dos ciclistas atropelados na SC-401 – Conteúdo comentado do Jornal do Almoço.
Mais um ciclista morre na SC-401  – Divulgação do último acidente no Jornal Notícias do Dia.
Motorista embriagado que matou ciclista no Jurerê vai a júri popular – Moacir Pereira divulga o andamento do processo do triatleta Rodrigo Machado Lucianetti.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano.
A mobilidade na Ilha – Editorial do Diário Catarinense fala sobre a rodovia e a mobilidade.
SC-401 oferece ainda mais riscos aos ciclistas neste verão – A liberação consentida da Polícia Militar Rodoviária para automóveis usarem o acostamento coloca em risco a vida de ciclistas.
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
A rodovia das mortes – Quando ciclistas são assassinados – Conteúdo do Bicicleta na Rua já previa, em 2009, que mais acidentes como os deste fim-de-semana aconteceriam se não houvesse um redirecionamento dos investimentos e das prioridades.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Veja também:

Charge – Pedalando com segurança na SC-401
Comentários e impressões sobre a entrevista sobre o acidente com ciclistas no Jornal do Almoço – Primeira parte dos comentários sobre o vídeo do Jornal do Almoço.

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

9 Responses to Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana

  1. Peters disse:

    Oi Fabiano,

    Desculpe a insistência.

    Bicicleta no acostamento não incorre em contramão, considerando que deve circular no mesmo sentido do fluxo somente quando nos bordos da pista de rolamento e que acostamento não é zona de circulação de veículos exceto bicicletas, ciclomotores e veículos de tração animal. Os acessos são zona de travessia e de baixa velocidade. Nas pontes sem acostamento vai como pedestre.

    Ref.: CTB art. 58, verbete Acostamento do an.I, art. 57, art. 52, 29-V, art. 38-I e par.único, art. 193, 220-III, 220-IX, art. 68 e § 1º.

    Se Esaú Medeiros circulava pelo acostamento (na BR 101, dificilmente estaria na pista, é proibido), não estava na contramão e é injusta a acusação contra ele. Se chegou a morrer é porque foi atingido em altíssima velocidade, o que não permitiu desvio dos veículos.

    Se os meus comentários estiverem incomodando, sinta-se à vontade para não publicar este.

    • Oi, Peters!
      O Esaú não estava no acostamento. Estava na marginal da BR-101 em contramão, na pista mesmo. No local, há acostamento na pista expressa da rodovia, mas não na via marginal. Para melhorar, a motocicleta veio de uma rua que desemboca na marginal num “V”, com um muro ainda dificultando a visibilidade. De fato, não explica o acidente e o Esaú era também grande ciclista, que gostava de pedalar forte, contribuindo para aumentar ainda mais a velocidade relativa da colisão.
      Minha impressão é que, provavelmente, sua morte seria evitada com o uso de capacete, visto o tamanho do impacto do traumatismo craniano que resultou da batida. Não exime a culpa do motociclista, entretanto não contém os agravantes das demais bicicletas-fantasmas da região.

      • Peters disse:

        OK, valeu pela paciência das explicações.

  2. marcelovarda disse:

    Sinto que precisamos remontar a GHOST BIKES exoneradas nos últimos anos, e fazer uma forte campanha para lembrança dos mesmos fatos.

    Este é o momento, precisamos AGORA de forte presença, tanto física quanto de mídia para o assunto.

    Vamos nos comunicar sobre isso, serei mais presente a partir de agora.

  3. Fernando disse:

    Fabiano
    qual o estado do ciclista atropelado na Beira-Mar Norte ( ROBSON DA SILVA)?
    seria interessante uma nota divulgando o estado de saude ou será que terá mais uma bicicleta fantasma??

  4. Pingback: (Vídeo) Prévia do documentário “Ghost Bikes” « Bicicleta na Rua

  5. Pingback: Lembranças de um ano atrás « Bicicleta na Rua

  6. … em Uberlândia (MG) agora, infelizmente, tem ghost bike. Assistam:: http://www.youtube.com/watch?v=NOhOGxgNSn4

  7. Maria Aparecida disse:

    Oi. ..Fernando , somente hoje consegui ler até o fim, algo relacionado as BICICLETAS FANTASMAS ,pois a dor e a saudade não me deixava…Bom só vou ressaltar que o Esaú vinha na contramão por não ter ciclovia e nem acostamento pois é uma calçada para pedestres….porém Saimom (o motociclista ) vinha sim em ALTA VELOCIDADADE, tanto é que a saída para marginal que era de onde ele vinha, tem uma placa de sinalização (PARE) , indicando parada obrigatória, coisa que ele não fez por estar em alta velocidade. Também poderia vim um pedestre naquele momento que não seria poupado, pois o motociclista não parou. A colisão foi forte por esse motivo…e muro? (Até hoje não tem esse muro) Onde foi construído? Há um canteiro (grama) aberto, local onde foi colocado a bicicleta fantasma, que fica em frente a fabrica de móveis CEQUIPEL. A bicicleta fantasma q foi roubada do local, pois em momento algum a família retiraria a favor desse ASSASSINO.O pai de Saimom ficou perplexo quando soube e lamentou a morte de Esaú , afirmando que preferia ter sido seu filho no lugar, pois ele era acostumado a curtir a vida de outra maneira ,jovem de dezoito anos que curte a vide de outra maneire como: empinando moto, rachas e bebidas alcoólicas, bem diferente de Esau.O pai desse assassino não tem culpa. Mas …não vai traze-lo de volta. Esau era motorista a muitos anos, e ciclista sempre equipado e cauteloso, porem nesse dia ele foi almoçar em casa que é perto e não levou o capacete. Mas não justificava a alta velocidade e desrespeito a sinalização do condutor da moto.SAIMOM acabou com minha família ,com meu casamento, Com minha felicidade. E não tem um dia ou noite que encontro os ciclistas em turma pedalando que eu não me lembre de meu eterno amor dizendo…”tchau linda vou pedalar, depois retorno”, nesse momento em que vejo ,fecho os olhos e peço proteção aos que permanecem nesse pedalada a que o Esaú foi interrompida de uma maneira tão cruel e triste . Grata pela atenção
    Att
    Cida Cunha
    Esposa e viúva de Esau

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: