Bicicletada no centro e pedalada nos Ingleses encerram a quinzena da bicicleta em Florianópolis

Dois eventos nesta segunda quinzena de setembro, período tradicionalmente dedicado à bicicleta em Florianópolis, encerram a programação ciclística do município.

Às vésperas de completar 10 anos, a Bicicletada de setembro será realizada nesta sexta-feira, saindo às 19h da pista de skate em frente ao Shopping Iguatemi, na Trindade. A concentração começa a partir das 18h.

A Bicicletada é famosa pela sua postura crítica em relação à mobilidade por bicicleta, mas seus passeios têm ritmo leve, adequado a pessoas de qualquer idade. Para a edição deste mês, sugere-se fantasias – opcionais! – que remetam às eleições. Em várias cidades do país, a Massa Crítica deste mês é chamada de Bicicletada dos Políticos.

Ingleses pedala

Já sábado, 29 de setembro, ocorre o Passeio Ciclístico dos Ingleses, já divulgado aqui, organizado pelo Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), junto com a comunidade dos Ingleses do Rio Vermelho. A concentração ocorre a partir das 9h, em frente à academia Mega, na SC-403, bem no começo do bairro. A saída será às 10h. Haverá sorteio de duas bicicletas para quem participar e responder a algumas perguntas que ajudarão à prefeitura a melhorar as condições para circulação de bicicletas nos Ingleses.

O ritmo do passeio ciclístico é leve. O trajeto (abaixo) tem pouco mais de 5km, para ser completado em pouco menos de 1h em percurso plano.

(veja em PDF)

Quem for sair da região central e não quiser dirigir-se aos Ingleses sozinho, um grupo sairá às 7h do trapiche da Av. Beira-Mar Norte, pedalando para o norte em ritmo moderado.

No ano passado, a revitalização da SC-403, com a implantação de calçadas e ciclovia, recebeu um prêmio internacional de urbanismo voltado à mobilidade sustentável, oferecido pela Cities-for-Mobility.

Florianópolis: Programação do Dia Mundial Sem Carro 2012

Dia 22 de setembro é o Dia Mundial Sem Carro (World Car Free Day), mas a segunda quinzena de setembro contempla também a Semana Nacional do Trânsito, a Semana da Mobilidade Sustentável e a Semana da Bicicleta de Florianópolis.

Para marcar estas datas, vários eventos estão marcados. Confira aí a agenda!

Sábado, 15 de setembro

Foi realizado o Passeio Ciclístico da Caieira da Barra do Sul, expressando o desejo das comunidades da Taperinha e da Caieira por melhorias viárias que contemplem o pedestre, o ciclista e o skatista. Cerca de 60 pessoas participaram. Durante o caminho, aproveitou-se para se fazer anotações técnicas com representantes da comunidade, visando aprimorar a revitalização daquele trecho da Rod. Baldicero Filomeno, com a implantação de mirantes e acesso às praias, bem como o tombamento de patrimônios históricos da região.

Fotos:
Luis Antônio Peters

Quinta-feira, 20 de setembro

Foi realizada mais uma edição do Desafio Intermodal de Florianópolis. A largada ocorreu na Concha Acústica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) às 18h26min, com chegada no Largo da Alfândega. Participaram pessoas em automóvel, motocicleta, bicicleta fixa, bicicleta comum, skate elétrico, patins, ônibus, caminhando e correndo.

O evento foi organizado pelo Bicicleta na Rua, pela Bicicletada Floripa e pela Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo).

Evento no Facebook

Arte: Audálio Marcos Vieira Júnior

Sexta-feira, 21 de setembro

Bicicletada Nacional contra as Ciclofarsas

Os ciclistas de várias cidades manifestam seu descontentamento contra a má vontade na execução de obras providas de adequada engenharia de trânsito, bem como contra as ciclofaixas de lazer que funcionam apenas aos domingos.

Enquanto em São Paulo, em plena Avenida Paulista mais uma faixa de lazer é criada, durante a semana os ciclistas urbanos arriscam suas vidas. Invenção brasileira, as ciclofaixas com horário fixo de funcionamento espalharam-se por Campinas e Curitiba, tendo hoje várias cidades com projetos que fingem que a bicicleta é tratada como veículo.

Enquanto isso, em cidades como Florianópolis, ciclofaixas são retiradas para colocação de tubos de esgotamento sanitário e uma nova camada de asfalto, sendo que, após mais de um ano, não foram recolocadas (Cachoeira do Bom Jesus) ou pintadas conforme a lei (Agronômica). Isso sem contar na ciclovia sem começo nem fim da recém-inaugurada Beira-Mar do Estreito e nos nove postes que há três anos repousam no meio da ciclofaixa da Fazenda do Rio Tavares.

Evento no Facebook

Sábado, 22 de setembro

Passeio Ciclístico do Campeche

A partir das 9h30, a ViaCiclo e a Escola da Fazenda promovem a pedalada do Campeche, numa manifestação pró-melhorias das ciclofaixas da região e pela instalação do Parque Cultural do Campeche (PACUCA).

Passeio Ciclístico do Centro

PASSEIO CICLÍSTICO EM COMEMORAÇÃO AO DIA SEM CARRO

Dia: 22/09/2012
Horário:
09 horas
Local:
Calçadão em frente à Catedral Metropolitana

Objetivo do evento:

Conscientizar o uso da bicicleta como uma alternativa de transporte e marcar o lançamento do Projeto Ciclovia de Domingo.

Neste evento será realizado também uma pesquisa entre os participantes do passeio ciclístico, com objetivo de avaliar o roteiro proposto para o Projeto Ciclovia de Domingo.

Haverá distribuição de camisetas aos participantes do passeio ciclístico.

Haverá também um sorteio de 2 bicicletas entre os participantes da pesquisa.

  • Pesquisa: Formulário a ser preenchido pelos participantes no final do passeio e entregues a organização do evento. Em formato A4, contendo perguntas objetivas sobre o roteiro realizado.
  • Sorteio: A ser realizado no final do passeio ciclístico e entre aqueles que preencherem o formulário da pesquisa.
  • Projeto Ciclístico de Domingo: Projeto que visa estabelecer um domingo mensal no qual será realizado um passeio ciclístico pela cidade.

Concentração:

No local de concentração do evento será montado uma tenda para divulgação de projetos e programas ciclísticos, programa de conscientização de motoristas de ônibus, distribuição de folders de conscientização sobre uma boa convivência entre motoristas, ciclistas e pedestres e água aos participantes.

Organizadores:

– PMF: IPUF, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável, Secretaria de Obras e Secretaria de Transportes, Mobilidade e Terminais

 Apoio:

– Pró-Bici
– ViaCiclo
– Guarda Municipal
– Polícia Militar
– Grupo Globo

(Veja o mapa em PDF)

Pedalada com Elson Pereira

O candidato à Prefeitura Municipal de Florianópolis Elson Manoel Pereira (PSOL) realizará paralelamente ao passeio ciclístico do Centro, a sua pedalada pelo Dia Catarinense Sem Carro. Com fornecimento de auxílio em programas de pesquisa em Geografia que abrangeram os conceitos de bacias cicloviárias, o candidato teve, no decorrer dos últimos anos, participação ativa na introdução de um novo conceito de ocupação espacial, que privilegia a bicicleta e a caminhada aos veículos motorizados individuais.

Passeio Ciclístico de São José

Passeio ciclístico acontece neste sábado em São José

No próximo sábado (22), será realizado o 3º Passeio Ciclístico de São José. O evento que traz como slogan “Pela Paz no Trânsito” terá como ponto de partida o estacionamento da Beira-Mar de São José (Avenida Acioni de Souza Filho). A concentração iniciará às 14h e a saída será às 15h30min. Haverá sorteios de bicicletas e brindes surpresas. O percurso será acompanhado pela Guarda Municipal de São José e qualquer pessoa pode participar.

O 3º Passeio Ciclístico de São José é organizado pelo departamento de Educação Para o Trânsito da Secretaria de Segurança, Defesa Social e Trânsito de São José. Mais informações no telefone (48) 3259-6160 ou no site educacaogmsj.blogspot.com.

Guarda Municipal de São José

Ritmos das Cidades

Diversos eventos vão acontecer neste sábado na UFSC, entre às 10h e às 18h. Dentre os destaques, vai ocorrer a 1ª Circunferência de Mobilidade.

Baixe o folheto em PDF

O evento é organizado por ViaCiclo, Floripa Quer Mais, Mob Floripa, Moto Repórter, Associação de Motociclistas da Grande Florianópolis (AMO) e Grupo de Estudos da Mobilidade Urbana. Confira a programação completa no site Ritmos das Cidades ou baixe em PDF.

No espaço da ViaCiclo, haverá a seguinte programação (MODIFICADA):

10h – Palestra “A Inserção da Bicicleta na Política Nacional de Mobilidade Urbana”, com Giselle Noceti Ammon Xavier (CEFID/UDESC)
12h – CicloCine: “O Garoto da Bicicleta”
14h30 – Palestra “Cicloturismo”, com equipes dos projetos EcoAustral e Travessia Pacífico-Atlântico
16h – Palestra “A Bicicleta em Florianópolis”, com Fabiano Faga Pacheco (ViaCiclo)
17h30 – Entrega da Carta de Compromisso com os Ciclistas pelos candidatos

(clique sobre a imagem para ampliá-la)

CicloCine

O CicloCine ocorrerá às 12h, com a exibição do filme “O Garoto da Bicicleta” (Le Gamin au Vélo, Bélgica , 2011), vencedor do Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes. Leia aqui crítica no site Omelete.

Maratona Intermodal

Uma disputa interessante vai ocorrer juntos aos eventos ligados ao Ritmos das Cidades. Na Maratona Intermodal, os participantes têm que fazer percursos usando a criatividade para cumpri-lo com meios de transporte sustentáveis. Confira o regulamento AQUI.

Domingo, 23 de setembro

Beira-Mar Livre [de Carros]

Em alguns trechos no sentido Bairro-Centro, a Avenida Beira-Mar Norte será interditada para realização de atividades educativas e de lazer.

Passeio Ciclístico do Floripa Shopping

3º Passeio Ciclístico Floripa Shopping

Saúde nunca sai de moda, por isso o Floripa Shopping promove mais uma edição do Passeio Ciclístico no dia 23 de setembro, domingo.

O evento é uma iniciativa do Floripa Shopping em prol do Dia Mundial Sem Carro, comemorado em 22 de setembro.

O objetivo é promover uma atividade de conscientização para a prática esportiva, incentivando o uso da bicicleta, que é um meio de transporte ecologicamente correto e saudável.

Esta 3ª edição conta novamente com o patrocínio da Centauro do Floripa Shopping e da Ciclo Vil Bike. E traz ainda, pela primeira vez, o patrocínio da Plastkolor e Gráfica Natal.

O apoio ao evento é da Academia Curves e Nacional Supermercados do Floripa Shopping e da universidade Univali.

O percurso é de 5 km e a largada acontece na entrada principal do Floripa Shopping (SC-401), na área de estacionamento externa em frente ao shopping, às 9h da manhã. O trajeto será feito pela Rodovia Virgílio Várzea, sentido Norte da Ilha, até o Centro Administrativo do Governo do Estado com retorno ao mesmo local da largada.

Confira as atividades que teremos durante toda a manhã:

– A Centauro distribuirá bonés para os participantes;

– O Nacional disponibilizará garrafinhas de água para a hidratação dos participantes;

– Antes da pedalada, a Academia Curves realizará avaliação de gordura corporal nas participantes mulheres; e

– Profissionais da área da Saúde da Univali estarão presentes prestando serviços de bambuterapia e pinturinha de rosto e distribuindo balões.

O Passeio contará ainda com o apoio do 4º Batalhão da Polícia Militar de Florianópolis acompanhando e garantindo a segurança os participantes durante o percurso.

E, após a pedalada, haverá sorteio de brindes dos nossos parceiros e ainda o sorteio do prêmio principal, uma bike da Ciclo Vil Bike.

E aí, vamos pedalar?

 

Traga a família toda para este agradável passeio e faça você também parte do MOVIMENTO ECOFRIENDLY do Floripa Shopping.

Esperamos por você.

Sábado, 29 de setembro

Passeio Ciclístico dos Ingleses

PASSEIO CICLÍSTICO DOS INGLESES

Dia: 29/09/2012
Horário:
09 horas

Objetivo do evento:

Marcar o início revitalização da ciclovia dos Ingleses.

Haverá distribuição de bonés aos participantes do passeio ciclístico.

Haverá também um sorteio de 2 bicicletas entre os participantes do passeio ciclístico.

Concentração:

No local de concentração do evento será montado uma tenda para divulgação de projetos e programas ciclísticos, programa de conscientização de motoristas de ônibus, distribuição de folders de conscientização sobre uma boa convivência entre motoristas, ciclistas e pedestres e água aos participantes.

Organizadores:

– PMF: IPUF, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável, Secretaria de Obras e Secretaria de Transportes, Mobilidade e Terminais
– Comunidade do sistrito de Ingleses do Rio Vermelho

Apoio:

– Pró-Bici
– ViaCiclo
– Guarda Municipal
– Polícia Militar
– Grupo Globo

Caieira da Barra do Sul tem o seu passeio ciclístico

Neste sábado, haverá o primeiro passeio ciclístico das comunidades da Taperinha e Caieira da Barra do Sul, no extremo sul da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. A concentração ocorrerá na Escola Municipal Rural Desdobrada Lupércio Belarmino da Silva, na Taperinha, a partir das 14h, com saída para pedalar às 15h, em direção à Caieira, num percurso de cerca de 8km no total.

As crianças estão sendo convidadas a fazerem desenhos mostrando o que almejam para a região. Os desenhos devem ser expostos na escola durante a concentração do passeio, ocasião na qual serão colhidos depoimentos da comunidade. A pedalada terá paradas técnicas para os pesquisadores do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) trocarem impressões com os moradores de como deve sair o projeto de ciclovia e calçada na região.

Conforme divulgado em primeira mão pelo Bicicleta na Rua, os moradores almejam melhorias viárias na principal rua do distrito do Ribeirão da Ilha, como a implantação de infraestrutura para pedestres e ciclistas.

Segue abaixo o release recebido:

PASSEIO CICLÍSTICO NA TAPERA DA BARRA DO SUL E CAIEIRA DA BARRA DO SUL

Dia: 15/09/2012
Horário:
14 horas
Local:
Escola Básica Lupércio B. da Silva

Objetivo do evento:

Marcar o início de estudo preliminar do projeto da ciclovia a ser executada na comunidade

Concentração:

No local de concentração do evento será montado uma tenda para divulgação de projetos e programas ciclísticos, programa de conscientização de motoristas de ônibus, distribuição de folders de conscientização sobre uma boa convivência entre motoristas, ciclistas e pedestres e água aos participantes.

Trajeto do passeio ciclístico:

Saída da Escola Básica Lupércio B. da Silva, seguindo até o final da Caieira e retornar para Escola.

– Aproximadamente 4 km em 1 hora

Organizadores:

– Comunidades da Tapera da Barra do Sul e Caieira da Barra do Sul

Apoio:

– Prefeitura Municipal de Florianópolis: Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF); Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável (SMCTDES); Secretaria de Obras; Secretaria de Transportes, Mobilidade e Terminais (SMTMT);
– Comissão Municipal de Mobilidade Urbana por Bicicleta (Pró-Bici);
– Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo);
– Guarda Municipal de Florianópolis;
– Polícia Militar.

Bicicleta com 46% de desconto

Quarenta e seis por cento do valor que um brasileiro paga para adquirir uma bicicleta. Esse é o valor do imposto embutido no preço final do produto. Para conscientizar e informar sobre a carga tributária que torna caro e até inacessíveis alguns itens comuns nas casas dos brasileiros é que a Confederação Nacional dos Jovens Empresários irá realizar, durante o Feirão do Imposto, a Pedalada contra a Carga Tributária.

“O Feirão do Imposto é um projeto legitimamente dos jovens empreendedores e empresários do Brasil, lidados a Confederação Nacional dos Jovens Empresários (CONAJE). O Feirão do Imposto veio para informar, de forma transparente, a população acerca da alta carga de impostos pagos sobre todos os serviços e bens de consumo.

Neste ano, será registrado o depoimento dos candidatos a Vereadores e Prefeito de 2012, com intuito de entender de que forma os futuros eleitos se posicionarão em relação a esta questão.”

A saída será neste sábado, 15 de setembro, às 9h, do trapiche da Av. Beira-Mar Norte.

(Dica do parceiro Pedala Floripa)

(Vídeo) Bicicletas-fantasmas em Florianópolis

Programa Conexão TVCOM exibido originalmente em 06 de setembro de 2012, às 18h30, pela TVCOM SC, abordando a instalação da bicicleta-fantasma no Santa Mônica, em homenagem a José Lentz Neto, bem como a situação das ciclovias em Florianópolis.

Nele, a repórter Larissa Schmidt entrevista Fabiano Faga Pacheco, membro da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo).

A versão acima é da reprise exibida em 07 de setembro, às 11h.

Saiba mais:

Morte no Santa Mônica poderia ter sido evitada. Ghost bike será instalada hoje. – “Sem ciclovias, sem uma vida”, conteúdo do Diário Catarinense.
Bicicletada Floripa de agosto homenageia ciclista morto em local que deveria ter ciclovia há 6 anos –  A omissão municipal fez sua vítima no bairro Santa Mônica.
“Espero que a ghost bike em homenagem a ele tenha sido a última”, diz nora de ciclista atropelado em ciclofaixa em Canasvieiras – O desejo da família de Hector Galeano não se realizou.
Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana – A ghost bike de Hector Cesar Galeano foi a segunda do final de semana.
Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado – Cobertura do Bicicleta na Rua sobre a bicicleta-fantasma na SC-401 em homenagem a Emílio Delfino Carvalho de Souza.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Veja também:

(Vídeo) Conversas Cruzadas: Ciclovias em Florianópolis
(Vídeo) Debatendo mobilidade urbana em Florianópolis
(Vídeo) Enrique Peñalosa – Investimentos em calçadas, ciclovias e transporte público melhoraram a mobilidade em Bogotá

Quatro meses

Quatro meses! Ou cento e vinte dias. Esse foi o prazo dado pela prefeitura municipal de Florianópolis para a conclusão da primeira etapa da revitalização da R. Ver. Osni Ortiga, segundo placa fixada na via na metade do mês de junho.

Passados mais de três anos desde sua promessa, a obra, que, no futuro, contemplará ciclovia, iluminação, deques e mobiliário urbano, ainda não se fez surgir na paisagem, exceto pela presença da placa que anuncia a sua implementação.

Terceira ciclovia prometida pela atual administração municipal, ainda assim a Osni Ortiga é onde as obras estão mais próximas de acontecerem. Uma placa indica isso.

Placa indica a revitalização da R. Ver. Osni Ortiga. Foto: Ébano Machado Piacentini.

Ao longo desses anos, afinal, o projeto da Osni Ortiga caminhou. Deu-se início ao Relatório Ambiental Preliminar (RAP), uma das modalidades mais rápidas de licenciamento ambiental. Dois anos depois, um dos estudos mais importantes o RAP ainda não foi feito. E os prazos fora, cada vez mais, esticados. Novembro de 2009, final de 2010, junho de 2011, setembro do mesmo ano, junho de 2012. Reiteradamente, a datas foram sendo procrastinadas. E inaugurações foram sendo feitas: audiência pública, com unanimidade para a implantação de via ciclística; projeto conceitual; licença ambiental prévia; autorização para o começo das obras; licitação a primeira parte das obras; instalação da placa. Um preparativo festivo muito acima de qualquer mudança observada na paisagem às margens da Lagoa da Conceição.

A menos de um mês e meio para os 120 dias da instalação da placa, uma certeza já é premente na mente dos ciclistas de Florianópolis: haverá mais uma prorrogação. Resta apenas a dúvida de quando se terá a próxima festa, prevista para quando a pedra fundamental for colocada no leito de um dos principais cartões-postais de Santa Catarina

Bicicletada

Rememorando todos esses fatos e cobrando pela celeridade das obras, haverá neste sábado, 8 de setembro, mais uma Bicicletada da Lagoa da Conceição. A concentração ocorrerá na Praça Bento Silvério, no centrinho, a partir das 14h, com saída para pedalada às 15h. O ritmo é leve, apropriado para pessoas de qualquer idade, e o trajeto será definido na hora.

Confirme sua presença no Facebook

Saiba mais:

Prefeitura de Florianópolis mente sobre construção de ciclovia na Lagoa da Conceição e moradores e ciclistas protestam
Ciclistas cobram (mais uma vez) ciclovia na Lagoa da Conceição
Bicicletada na Lagoa da Conceição comemorará ciclovia na região
Para não esquecer – Ciclovia na Lagoa da Conceição é urgente
Florianópolis implantará ciclovia na Lagoa
Moradores protestam por ciclovia na Lagoa da Conceição
O desafio de se pedalar no Porto da Lagoa
Moradores anseiam ciclovia no Porto da Lagoa
Pedalada na Lagoa

Veja também:

Faltam informações….
MURO DE CONTENÇÃO
Prefeito assinou autorização de licitação da ciclovia!

Pátrios pedais

Dia sete de setembro é dia de rememorar e comemorar Independência do Brasil e nada faz mais sentido do que passá-lo sobre um um veículo que lhe permite extrema liberdade de opções de transporte, esporte e lazer.

A manhã de Florianópolis contará com três passeios ciclísticos para quem não quer perder a oportunidade de pedalar os com amigos.

SESC Prainha

O SESC Florianópolis, situado na Travessa Syriaco Atherino n°100, na Prainha do Morro da Boa Vista, Centro, realizará a partir das 9h o seu Encontro de Ciclistas. Às 9h30 será dada a largada para uma pedalada que passará pela ciclovia da Av. Hercílio Luz e por algumas ruas do centro da cidade, num percurso em ritmo leve.

Os 20 primeiros a comparecem no local da concentração ganharão camisetas do Dia do Pedal SESC 2012.

Estreito

A Associação dos Moradores do Estreito (AME), na porção continental de Florianópolis, promove mais uma edição do Passeio Ciclístico do Estreito. A saída será do ginásio ao lado do Estádio Orlando Scarpelli, do Figueirense, às 9h. Também em ritmo leve passará pelo mesmo percurso do ano passado.

Costeira do Pirajubaé

A Escola Estadual de Educação Fundamental Júlio da Costa Neves convida a todos para participar do seu Passeio Ciclístico Cívico. A concentração ocorrerá a partir das 9h30 na própria escola, situada na Av. Jorge Lacerda n°2990. O percurso terá com apenas 3km e também contará com ritmo leve, para pessoas de qualquer idade. As famílias estão sendo convidadas a enfeitarem as bicicletas com as cores que, a partir de setembro de 1822, passaram a representar oficialmente uma nova nação.

Notícias relacionadas:

Estreito pedala – Divulgação da primeira edição do passeio continental, realizada em 2009.

Morte no Santa Mônica poderia ter sido evitada. Ghost bike será instalada hoje.

A reportagem abaixo foi publicada na edição impressa do periódico Diário Catarinense, de quarta-feira, 05 de setembro de 2012. Você pode lê-la também no site do DC aqui ou no do Hora de Santa Catarina aqui. Veja em PDF.

PROTESTO EM BRANCO

Representante dos usuários de ciclovias da Grande Florianópolis, Daniel Costa conclui a pintura da bicicleta que será colocada no local onde morreu um ciclista, na Capital. Foto: Daniel Conzi.

MOBILIDADE URBANA

Sem ciclovias, sem uma vida

Enquanto IPUF e incorporadora não chegam a um acordo para criar faixa, ciclista sofre acidente fatal no último dia de trabalho.

A morte de um ciclista na Avenida Madre Benvenuta, em Florianópolis, na última sexta-feira, aconteceu em um local onde deveria existir uma ciclovia, conforme o Termo de Ajustamento de Conduta assinado pela incoporadora que construiu o Shopping Iguatemi.

Devido a esse acidente, a sexta bicicleta fantasma será instalada em Florianópolis nesta quarta-feira, às 19h30min. Criado em 2003, nos Estados Unidos, o movimento se espalhou pelo mundo, colocando bicicletas brancas onde ciclistas sofrem acidentes fatais.

O homenagem será em memória a José Lentz Neto, ciclista que foi atropelado a poucos metros da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), onde foi servidor por 42 anos. Aos 60 anos, Lentz voltava para casa depois de seu último dia de trabalho. Tinha acabado de se aposentar. Ele era técnico-administrativo de Desenvolvimento e trabalhava na Central de Documentação. Segundo a filha Amanda, que estuda na Udesc, ele fez uma cirurgia de redução de estômago há alguns anos e começou a andar de bicicleta em busca de qualidade de vida.

José ia de bicicleta para a Udesc. Foto: Arquivo pessoal.

A discussão entre ciclovia e ciclofaixa

Daniel de Araújo Costa, presidente da Associação de Ciclousuários da Grande Florianópolis (Viaciclo), participou da organização de uma bicicletada, que será realizada antes após a colocação da bicicleta fantasma.

Chamada de Ride of Silence, passeio do silêncio, em tradução literal, o protesto tem o objetivo de cobrar a construção da ciclovia (com meio-fio para proteção dos ciclistas) na Madre Benvenuta, como proposto quando o Shopping Iguatemi foi construído. A incorporadora Pronta, maior acionista do shopping, assinou um Termo de Ajustamento de Conduta se comprometendo a construir ciclovia e ciclofaixa. Segundo o advogado da Pronta, Alexandre Araújo, o problema é que o termo de compromisso prevê a construção de ciclofaixa (com pintura indicando trânsito de bicicletas), e o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf) entendeu que no local seria construída uma ciclovia.

— É um local onde o metro quadrado é muito caro. Para fazer uma ciclovia seria preciso desapropriar terrenos, alterar calçadas, é uma obra de milhões e não é o que nos comprometemos a fazer — disse Alexandre.

Daniel de Araújo Costa, da ViaCiclo, pintou de branco a bicicleta fantasma que será instalada hoje, na Capital, em homenagem a José Lentz Neto. Foto: Daniel Conzi.

Processo vem desde 2006

O shopping foi inaugurado em 2006, desde então o processo sobre a ciclovia tramita na Justiça Federal. Enquanto isso, acidentes no local somam-se às estatísticas.

Segundo o Ipuf, o acordo feito com o Shopping Iguatemi, em audiência pública realizada em 2008, quando o processo corria na Justiça, é que o projeto realizado seria elaborado pelo Ipuf e pago pelo shopping. Conforme o instituto, mesmo sem alterações no trânsito da Madre Benvenuta, 400 metros de ciclovia já poderiam ter sido feitos, incluindo o trecho vizinho da Udesc, onde ocorreu o acidente fatal, e o trecho que foi feito, na Avenida Beira-Mar.

Conforme o instituto, existem fatores no projeto do Ipuf que encarecem o projeto, como iluminação e canteiros, mas o trecho de 300 metros entre a Udesc e o posto Petrobras já poderia ter ciclovia, não é necessária nenhuma modificação no trânsito para essa parte da obra. Desde o início de 2012, segundo a Polícia Rodoviária Militar, no Estado foram registrados 90 acidentes envolvendo ciclistas, 20 fatais.

Opinião DC

A implantação da ciclovia na Av.Madre Benvenuta , se foi prometida, precisa ser executada. Segundo acordo firmado com a municipalidade, a ciclovia seria de responsabilidade do shopping Iguatemi. Mas uma questão semântica (ciclovia ou ciclofaixa), com argumentos técnicos , está transformando a celeuma, na verdade, num jogo de empurra que envolve o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF). A burocracia lerda pode ser tão letal quanto o trânsito violento. O poder público e o setor privado precisam se unir para parar de contabilizar mortos.

Roberta Ávila

Saiba mais:

Bicicletada Floripa de agosto homenageia ciclista morto em local que deveria ter ciclovia há 6 anos
Ciclista morre após ser atropelado por moto no bairro Santa Mônica, em Florianópolis

Em 48 horas, dois ciclistas morreram no trânsito de Florianópolis

Veja também:

“Espero que a ghost bike em homenagem a ele tenha sido a última”, diz nora de ciclista atropelado em ciclofaixa em Canasvieiras – O desejo da família de Hector Galeano não se realizou.
Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana – A ghost bike de Hector Cesar Galeano foi a segunda do final de semana.
Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado – Cobertura do Bicicleta na Rua sobre a bicicleta-fantasma na SC-401 em homenagem a Emílio Delfino Carvalho de Souza.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Bicicletada Floripa de agosto homenageia ciclista morto em local que deveria ter ciclovia há 6 anos

José Lentz Neto começou a usar a bicicleta por motivos de saúde. Acima de seu peso ideal, seu médico recomendou a prática de atividades físicas pouco após ele ser submetido a uma delicada operação. Como tantas outras pessoas, optou pela magrela. Servidor da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), José preparava-se para as últimas horas antes da tão sonhada aposentadoria.

A cerca de 300m da UDESC, numa sexta-feira ensolarada pelo meio-dia a omissão do poder público e a imperícia de um motociclista tiraram-lhe a vida aos 60 anos. José Lentz Neto encontrava-se no sentido correto do fluxo, na Av. Madre Benvenuta, no Santa Mônica, em direção à Trindade, quando ocorreu o sinistro.

Este poderia ser um caso isolado, se não fosse o quinto caso de ciclista morto na Grande Florianópolis desde o começo do ano, o terceiro na capital catarinense, sendo o primeiro fora das rodovias federais e estaduais que cortam a região. A sua morte foi mais um caso da omissão do poder público para lidar com a mobilidade por bicicleta e com a frágil relação dos ciclistas para com os demais veículos. No dia seguinte, outro ciclista, Cloves Irineu Caetano seria vitimado por um ônibus próximo ao Terminal de Integração de Canasvieiras (TICAN).

A ciclovia que não estava ali

Desde 2006, quando foi inaugurado o Shopping Iguatemi, que recortou cinco vezes a ciclovia da Av. Beira-Mar Norte, com a instalação de semáforos para ciclistas que não permitem o pedalar contínuo, tamanha a preferência ofertada aos automóveis, há dinheiro para a construção de ciclovia na Av. Madre Benvenuta. São R$2 milhões destinados pelo shopping por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

Após o shopping ter contratado uma consultoria que afirmou ser possível fazer “ciclovia” na região com apenas R$90 mil, algo completamente fora dos padrões nacionais e da própria legislação municipal, houve contestação de dois dos projetos de ciclovia, planejados pelo Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) e por urbanistas formados pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sendo que o parecer de um professor da mesma instituição levou a uma intervenção do Ministério Público Federal (MPF), que paralisou a implementação de uma ciclovia que estavasendo projetada conjuntamente pelo IPUF e a Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo).

Nesse meio tempo, surgiram iniciativas isoladas, que visavam à construção de ciclovia bidirecional no canteiro central, sem a arborização, mas, para tanto, seria necessária redução das faixas de rolamento de automóveis em 40cm de cada lado da via. Faltou a vontade política em encontrar soluções para enfrentar realmente os problemas da mobilidade urbana.

Numa região que possui 5,9% dos deslocamentos feitos mediante bicicleta, o maior percentual dentre as ruas da cidade, segundo o estudo “Diagnóstico cicloviário de Florianópolis”, feito pelo IPUF, e um impasse pela construção de uma ciclovia que ligaria os principais campus universitários da cidade, a morte de José Lentz Neto poderia ter sido evitada.

Flash Mob

A mesma sexta-feira que tombou mais um ciclista, uniu dezenas de outros na Bicicletada. Embora estupefatos pela inesperada notícia, avisada durante a concentração, 65 ciclistas dirigiram-se ao local. Ocupando uma das faixas da Av. Madre Benvenuta, os ciclistas e suas bicicletas deitaram sobre o asfalto em uma homenagem. Em silêncio, chamaram a atenção dos motoristas que passavam para o fato de que a bicicleta é um veículo e, componente frágil do trânsito, merece ser respeitada.

Houve apoio generalizado pelos que passavam por ambos os lados da via, que não se registraram pontos de engarrafamento.

Ciclistas deitam sobre o asfatlo no local do acidente. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

A Bicicletada continuou seu percurso pela Rod. Admar Gonzaga (Itacorubi), R. Veras Linhares de Andrade, R. João Pio Duarte Silva (Córrego Grande), R. Delfino Conti, R. Lauro Linhares (Trindade), R. Delminda Silveira, R. Dr. Carlos Corrêa, Av. Gov. Irineu Bornhausen (Agronômica), Av. Prof. Henrique da Silva Fontes, R. Pres. Gama Rosa, R. Lauro Linhares e Av. Madre Benvenuta (Trindade), terminando o percurso pouco antes das 21h.

A alegria e a irreverência chamavam a atenção dos motoristas e dos transeuntes com gritos de “Pra não infartar, tem que pedalar” e, como desejos gerais, “Mais bicicletas! Menos Carros!” e “Cadê a Ciclovia!? Cadê a Ciclovia!?”

Fotos:
Fabiano Faga Pacheco
João Paulo Tudeschini

Fabiano Faga Pacheco

Saiba mais:

Ciclista morre após ser atropelado por moto no bairro Santa Mônica, em Florianópolis
Em 48 horas, dois ciclistas morreram no trânsito de Florianópolis

Veja também:

“Espero que a ghost bike em homenagem a ele tenha sido a última”, diz nora de ciclista atropelado em ciclofaixa em Canasvieiras – O desejo da família de Hector Galeano não se realizou.
Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana – A ghost bike de Hector Cesar Galeano foi a segunda do final de semana.
Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado – Cobertura do Bicicleta na Rua sobre a bicicleta-fantasma na SC-401 em homenagem a Emílio Delfino Carvalho de Souza.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

%d blogueiros gostam disto: