Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC


A reportagem abaixo foi publicada nas edições impressa e online do periódico Diário Catarinense. Veja as matérias da versão online aqui e aqui. Leia o conteúdo da edição impressa desta segunda-feira, 02 de julho de 2013, diretamente no site do DC aqui e aqui. Você também pode ver a matéria impressa em PDF ou clicar nas miniaturas abaixo para ampliá-las. A versão abaixo é um misto de ambas as versões, com correções.

CICLISTAS PREPARAM HOMENAGEM

Movimento pretende instalar bicicleta branca na rótula de acesso à UFSC, onde a estudante Lylyan Gomes morreu ontem.

Lylyan Gomes. Foto: Arquivo Pessoal.

Lylyan Gomes. Foto: Arquivo Pessoal.

ACIDENTE NÃO FOI ACIDENTE DE BICICLETA

Universitária morre perto da UFSC

Aluna de Oceanografia estava indo para a aula na manhã ontem quando foi atingida por ônibus na rótula da entrada principal

Uma universitária de 20 anos morreu ontem de manhã depois de se envolver em um acidente com ônibus na rótula da Praça Santos Dumont, no acesso principal da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), quase em frente à Igrejinha. A direção do Hospital Universitário e a Reitoria da universidade manifestaram solidariedade.

Faltavam poucas pedaladas para Lylyan Karlinski Gomes chegar à aula do curso de Oceanografia na universidade quando ocorreu o acidente com o veículo da empresa Insular, por volta das 8h20min. A estudante chegou a ser atendida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos. No local não há ciclovia nem ciclofaixa.

Uma testemunha que estava no ônibus afirmou ter escutado uma batida na lateral direita do veículo e ouvido o cobrador gritar para o motorista frear. O sepultamento será no Jardim da Paz, em Porto Alegre, onde a estudante nasceu.

Lylyan se mudou em março para Florianópolis para estudar. Na rede social, a estudante reforçava suas paixões por mar, praia e por andar de bicicleta. A estudante é filha do repórter fotográfico do jornal Zero Hora, de Porto Alegre, Fernando Gomes e de Maria de Lourdes Karlinski.

A morte está sendo investigada pela 5ª Delegacia de Polícia de Florianópolis. A reportagem entrou em contato com a Insular, responsável pelo ônibus envolvido no acidente, mas até o final da tarde a empresa ainda não havia se manifestado.

DC 2013-07-02 fig.2(PDF)

“Sempre pedimos uma ciclovia no local”

A estudante Lylyan Karlinksi Gomes, de 20 anos, ficará na memória das ruas de Florianópolis: uma bicicleta fantasma será pendurada na rótula da praça Santos Dumont, lugar onde morreu enquanto pedalava. O objeto será colocado nesta quinta-feira pela comunidade, por volta das 8h. O grupo irá pedir autorização da família.

Daniel Araújo Costa quase foi uma dessas vítimas. Em 2006, enquanto pedalava pela rua Osni Ortiga, na Lagoa da Conceição, foi atropelado. Segundo ele, uma das experiências mais chocantes que viveu. Dois anos depois, virou ativista da Viaciclo, Associação de Ciclousuários da Grande Florianópolis. As bicicletas são pintadas de branco e presas aos locais dos acidentes, com uma placa com nome da pessoa e data da morte. Em entrevista, Daniel fala sobre a homenagem que será feita na próxima quinta-feira para a estudante Lylyan e lembra a falta de infraestrutura para o ciclista na Capital:

Diário Catarinense – Como vai acontecer a pintura da bicicleta-fantasma esta semana?

Daniel de Araújo Costa – Antes da quinta-feira, quando todos estão convidados a participar, vou começar a pintar na minha casa. Vou pagar tudo do meu bolso mesmo. Lá na rótula da UFSC vamos dar uma olhada, e escolher um poste da Celesc, sempre de uma maneira que não atrapalhe a iluminação do lugar. Quero deixar claro que ninguém é contra ter carro, queremos só mais segurança e menos imprudência. Esclarecer as pessoas que não dá pra ter excesso de velocidade e falta de atenção. Sempre pedimos uma ciclovia no local onde ocorreu o acidente hoje e nada foi feito.

DC – Você tem os dados de quantos acidentes tem naquela região?

Daniel de Araújo Costa – Nós não temos uma estatística de nenhum lugar da cidade, porque nem a polícia tem isso. Deveria ter uma nova regra de divulgação para isso, e a polícia deveria mostrar esse dados abertamente e com regularidade. No mundo ideal teríamos os números para saber o que está acontecendo. Isso porque é importante divulgar as estatísticas e fazer os motoristas pararem de achar que o ciclista é um intruso no trânsito. Não é verdade, a rua é um local de veículos, incluindo a bicicleta.

DC – Quantas bicicletas fantasma já existem pela cidade?

Daniel de Araújo Costa – Esse movimento surgiu nos Estados Unidos há muito tempo. Aqui em Florianópolis tem seis ou sete bicicletas, mas muita gente já morreu na cidade e ninguém ficou sabendo. Queremos chamar a atenção para locais que já deveriam ter uma infraestrutura e o poder público não se responsabiliza. É muita gente andando de carro e isso não é coincidência, queremos que a cidade acorde para outros meios de transporte. Afinal, 94% dos acidentes estradas são por imprudência dos motoristas. Eles não reduzem a velocidade e, sem saber que a rua é todos, desrespeitam o próximo. É possível evitar uma situação complicada, como essa menina que morreu aos 22 anos.

Carolina Dantas

Saiba mais:

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

19 Responses to Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

  1. Pingback: Hoje as lágrimas lubrificam as correntes | Bicicleta na Rua

  2. Pingback: Perante mulher ciclista, duas vezes mais respeito | Bicicleta na Rua

  3. Fernando disse:

    FABIANO FAZ UM FAVOR PARA SEU PAI. TIRA  O VALOR DO CUSTO DE FABRICAÇÃO DESSA GHOST BIKE DA SUA CONTA E ME AVISA. QUERO PAGAR ESSA CONTA. me sinto tão triste quanto o pai dessa menina.   bjs   Pai        

  4. Pingback: Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança | Bicicleta na Rua

  5. Pingback: Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS | Bicicleta na Rua

  6. Pingback: Inquérito instaurado | Bicicleta na Rua

  7. Pingback: Bicicleta branca será afixada na Trindade | Bicicleta na Rua

  8. Pingback: Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis | Bicicleta na Rua

  9. Pingback: Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis | Bicicleta na Rua

  10. Pingback: Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan | Bicicleta na Rua

  11. Pingback: (Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição | Bicicleta na Rua

  12. Pingback: (Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto | Bicicleta na Rua

  13. Pingback: Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997 | Bicicleta na Rua

  14. Pingback: UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo | Bicicleta na Rua

  15. Pingback: Para você que é mãe | Bicicleta na Rua

  16. Pingback: Carta dos alunos da Oceanografia à Reitoria | Bicicleta na Rua

  17. Pingback: (Vídeo) Avaí de Bike: Ghost Bike à Lylyan | Bicicleta na Rua

  18. Pingback: Reitoria da UFSC aceita pedido de audiência de alunos e ciclistas | Bicicleta na Rua

  19. Pingback: Ônibus & ciclistas: bom exemplo e mau exemplo | Bicicleta na Rua

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: