Inquérito instaurado


Em 02 de julho, o G1 SC e o Diário Catarinense noticiaram que a Polícia Civil já abriu inquérito para apurar as circunstâncias do atropelamento da estudante de Oceanografia da UFSC Lylyan Karlinski Gomes.

Lylyan Karlinski Gomes cursava o primeiro semestre do curso de Oceanografia. Foto: Facebook / Reprodução.

Lylyan Karlinski Gomes cursava o primeiro semestre do curso de Oceanografia. Foto: Facebook / Reprodução.

Polícia Civil instaura inquérito para apurar morte de estudante da UFSC

Imagens de câmeras de segurança e depoimentos vão compor inquérito.

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar a morte da estudante de oceanografia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que estava de bicicleta quando foi atingida por um ônibus nesta segunda-feira (1), em Florianópolis.

De acordo com a polícia, a investigação será feita pela 5ª Delegacia de Polícia da Capital. O resultado do laudo cadavérico, com a causa da morte, imagens de câmeras de segurança, além do depoimento de testemunhas e do motorista do ônibus vão ajudar a entender como ocorreu o acidente.

Segundo o delegado Otávio César Lima, será apurado se houve negligência ou imperícia. Nessa avaliação, será verificado se o ônibus estava muito cheio, como estava a visibilidade do motorista e como o acidente ocorreu.

— A questão é saber se tinha outro meio de evitar a colisão ou não — comentou o delegado.

Outros encaminhamentos sobre o caso deverão ser dados ainda durante esta semana. Lylyan nasceu em Porto Alegre e se mudou em março para Florianópolis para estudar. Na rede social, a estudante reforçava suas paixões por mar, praia e andar de bicicleta.

A jovem cursava Oceanografia na UFSC e estava indo de bicicleta para o campus de Florianópolis por volta das 8h20min de segunda-feira quando foi ocorreu o acidente com o ônibus — o local não tem ciclovia nem ciclofaixa. A rótula da Praça Santos Dumont, no acesso principal da UFSC, quase em frente à Igrejinha, é de intensa movimentação de pessoas e veículos. Lylyan chegou a ser atendida por bombeiros e encaminhada para o Hospital Universitário, mas não resistiu aos ferimentos.

Na quinta-feira (4), ciclistas estão programando uma manifestação para colocar uma ‘bicicleta fantasma’ próxima do local onde uma estudante foi atingida pelo ônibus. Eles também pretendem levar cartazes e panfletos relacionados à falta de ciclovias na cidade e aos acidentes sofridos por quem anda de bicicleta na capital.

Em uma rede social, alguns manifestantes falam em fechar a rótula, atitude contestada pelo presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Daniel de Araújo Costa, que acredita que a iniciativa colocaria a população contra os ciclistas. Ele informou que a bicicleta-fantasma está sendo produzida pela turma que estudava com a vítima do acidente.

Lylyan foi levada para Porto Alegre (RS) no início da madrugada de terça-feira. De acordo com a UFSC, o enterro da estudante foi na capital gaúcha.

Saiba mais:

Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS

Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: