Ônibus & ciclistas: bom exemplo e mau exemplo


Desde o abalroamento que acabou resultando na morte da estudante de Oceanografia Lylyan Karlinski Gomes, no primeiro dia deste mês, muitas movimentações foram feitas a fim de se equacionar a relação complementar que o transporte coletivo e a bicicleta deveriam ter no dia a dia.

Se a avaliação das articulações desse último mês são positivas, vemo-nos ainda distante de uma situação ideal.

Confira o seguimento do bom exemplo que a Canasvieiras vem conduzindo e a péssima atitude de um motorista da Insular neste fim de julho.

DC 2013-07-30 p.44 T24h CanasvieirasBom exemplo

A parceria que a Canasvieiras Transporte fez com assessorias esportivas e ciclistas começa a dar resultados. A parte prática e teórica, que foi até divulgada pela grande imprensa, como pode ser visto abaixo e ao lado, tem tido diversos elogios.

Além disso, o comportamento dos motoristas perante o ciclista, que já era considerado como dos melhores dentre as empresas da cidade, tem sido alvo de comentários agradáveis nas redes sociais. O francês Sylvain Fournier, que mora há alguns anos na Ilha, foi um dos que reparou a diferença no tratamento dado aos usuários da bicicleta:

– Percebi uma melhoria de comportamento nos motoristas da Canasvieiras: quando chegam perto do próximo ponto, eles não ultrapassam, mas esperam atrás da bike. E no trecho da SC-401 sem acostamento procuram ultrapassar na pista da esquerda quando podem. Isso é muito legal e mudou bastante nos últimos tempos.

Confira abaixo a matéria publicada pela Mariana Paniz na coluna Trânsito 24h do Diário Catarinense de 30 de julho de 2013. Veja aqui à matéria em PDF ou clique na imagem acima para ampliá-la. As fotos são de Elise Gaussmann.

Foto: Elise Gaussmann.Compartilhando o caminho

Olha que belo exemplo de consciência em Florianópolis: a empresa Canasvieiras, em parceria com um grupo de ciclistas, está oferecendo um treinamento especial para seus 350 motoristas. As atividades têm o objetivo de melhorar a convivência entre motoristas e ciclistas, que muitas vezes precisam dividir as mesmas vias.

Foto: Elise Gaussmann.Do lado da magrela

Na parte teórica do curso são abordados desde legislação específica para ciclistas até responsabilidades legais de prestação de socorro. Na parte prática, motoristas podem sentir na pele como é ser ciclista e entender a importância de proteger a vida de quem usa bike.

Mau exemplo

Pode até parecer brincadeira de mau gosto o que aconteceu com veículo da empresa Insular Transporte Coletivo, a mesma que se envolveu no abalroamento que vitimou e estudante nas imediações da Universidade Federal de Santa Catarina.

A cena de um motorista de ônibus tirando “finas educativas” chegou a chamar até a atenção dos passageiros, antes mesmo de o coletivo atingir um dos ciclistas. O final não foi trágico por muito pouco – mais pela sorte do acaso do que pelo juízo do condutor. A demonstração de insensatez continuou e menos de meia hora depois, as finas educativas continuaram, só que agora com outro grupo de ciclistas em outro ponto de seu itinerário.

Não, o leitor não leu errado: o motorista do veículo de número 5142 fazendo a linha Porto da Lagoa passou todo o trecho da SC-405 no Rio Tavares, desde o Trevo da Seta, tirando finas dos ciclistas que encontrava em seu caminho. Um dos pedalantes foi atingido – o B.O. já foi feito. Mais à frente, próximo ao TIRIO (Terminal de Integração do Rio Tavares), já às 20h17, o envolvimento foi com ciclistas que participavam do pedal do tradicional grupo Duas Rodas.

Veja abaixo uma parte dos comentários. Clique na imagem para ampliá-la.

Insular TC vs ciclistas 2013-07-30Outras empresas

A empresa-irmã da Insular, a Transporte Coletivo Estrela, por sua vez também foi elogiada.

– Eu percebi também mudança no comportamento dos motoristas da Estrela. Esses últimos dias até deram 1,5m na ultrapassagem – notou o ciclista Paulo Hames.

Já as opiniões sobre a  Transol Transportes Coletivos ainda permanecem dúbias. Recentemente, por exemplo, houve reclamações de coletivos que trafegam pelo bairro Itacorubi, enquanto a atitude de um motorista no Pantanal foi enaltecida.

No meio de tantas informações e da casos envolvendo ciclistas de ônibus, o ciclista Vinícius Leyser da Rosa, membro do coletivo Bike Anjo Floripa, resume bem a situação:

– A maioria dos motoristas respeita sem problemas. Isso deveria ser melhor divulgado, pra não dizerem que a gente condena TODOS os motoristas.

Fabiano Faga Pacheco

Saiba mais:

Ciclistas e motoristas de ônibus juntos em Florianópolis

Reflexos da má conduta de coletivos

Empresas de ônibus mexem-se após morte de ciclista

3 Segundos

UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Prefeitura de Florianópolis volta a receber demandas de ciclistas

(Mobilidade nas Cidades) “As pessoas devem usar o transporte público pelos seus benefícios”

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

4 Responses to Ônibus & ciclistas: bom exemplo e mau exemplo

  1. Os motoristas acusados deveriam ser obrigados a passar por avaliação psicológica e a cumprir uma suspensão sem vencimentos, no mínimo. Dependendo, deveriam ser removidos das ruas.

  2. Pingback: (Vídeo) Motoristas fazem treinamento para melhorar convivência com ciclistas | Bicicleta na Rua

  3. Carlos Umberto Pereira disse:

    20 anos após ser atropelado de bike, por um caminhão, volto ao uso. Participei da Audiência Pública na Câmara Municipal de Fpó, proposta pelo Ver. Pedrão com presenças de pessoas super envolvidas com o movimento cicloativista e da pessoa maravilhosa da Vera Dias arquiteta responsável pelos desenhos viários do desmontado IPUF. Foram dadas muitas contribuições para melhoria do sistema viário ciclistico. Gostei muito do depoimento do motorista da empresa Canasvieiras na Audiência. As cinco horas de duração do evento foram poucas para tantas boas pretensões de todos os que participaram e contribuiram.
    Participo das ações comunitárias do meu bairro Carianos e incentivo a todos os municipes, principalmente os cicloativistas que participem destas entidades que são o forum competente para a mudança que queremos. Ciclando pelo Rio Tavares senti que os caminhões utilitários, jutamente com os ônibus são os que mais realizam manobras agressivas e provavelmente com o intuito (em seus juízos) de dar uma lição com “finas educativas”, desconsiderando a surpresa abrupta que provocam com o ruído e deslocamento de ar somados às imprevisíveis imperfeições e obstáculos do piso que podem obrigar o ciclista a oscilar no eixo de deslocamento e potencializar o risco de acidente. Fica a lição da empresa Casvieiras: interagir para integrar e pacificar. Abc.

  4. Pingback: Relação carro-ônibus-bicicleta | Bicicleta na Rua

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: