Rede Vida no Trânsito promove ação educativa no Carnaval 2018 de Florianópolis


Integrantes da Rede Vida no Trânsito irão desfilar com faixas e cartazes, às 21h, antes do desfile das escolas de samba, na Passarela Nego Quirido.

Carnaval é folia e muita festa, mas é preciso ter consciência sobre álcool e trânsito. Com o objetivo de despertar nos foliões a necessidade de preservar vidas, mostrar os riscos de beber e dirigir e potencializar a mudança de comportamento, a Rede Vida no Trânsito promove uma Ação Educativa durante o Desfile da Liga das Escolas de Samba, no Carnaval 2018.

A ação ocorre no sábado, às 21h, antes da abertura do desfile das escolas de samba na Passarela Nego Quirido, quando os integrantes da Rede Vida no Trânsito irão desfilar com faixas, cartazes e balões e distribuirão folders e ventarolas ao final da passagem nas arquibancadas.

Os desastres de trânsito constituem um grave problema social, estando entre as principais causas de morte e traumatismos em todo o mundo.  Na última década, temos assistido a um aumento dos desastres de trânsito com vítimas fatais e sequelas. No mundo, são 1,25 milhão de mortes por acidente de trânsito e cerca de 50 milhões de pessoas sobrevivem com traumatismos e feridas, representando a 1ª causa de mortes em adultos jovens.

Neste cenário, o Brasil é o 5º país em número de óbitos. Em Florianópolis, os dados igualmente apontam para uma elevada Taxa de Mortalidade por acidentes de trânsito. De 2013 a 2017, houve pelo menos 297 mortes devido a 276 desastres de trânsito ocorridos. Para cada morte, estima-se 50 lesionados gravemente, de forma temporária ou permanente.

Para fortalecer a articulação das ações de segurança viária, Florianópolis lançou em 2014, a Rede Vida no Trânsito, que reúne organizações governamentais municipais, estaduais e da União, além de organizações sociais e empresariais, sendo aberta à participação de todos aqueles, indivíduos ou organizações, que compactuem de nossos princípios e desejam trazer paz ao trânsito de Florianópolis.

São integrantes da Rede da Vida no Trânsito: Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis e Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina, Guarda Municipal de Florianópolis, Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis – IPUF, Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina – Detran/SC, Polícia Militar de Santa Catarina, Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina e Polícia Rodoviária Federal, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia , Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte – ICETRAN, Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte – SEST/SENAT, Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, Associação Mobilidade por Bicicleta e Modos Sustentáveis – AMOBICI, União de Ciclistas do Brasil – UCB, dentre várias outras instituições. A missão da Rede Vida no Trânsito é “Garantir o Direito à Vida no Trânsito” e a visão é fazer de Florianópolis, até 2020, capital referência em educação, respeito, gentileza e paz no trânsito, reduzindo o número de mortes e feridos graves.

Sobre bicicletanarua
Ciclista urbano paulistano residente em Florianópolis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: