Gabriel

Gabriel era um sujeito comum, tanto quanto eu e você. Dava aulas de Química no Instituto Federal de Santa Catarina, em Florianópolis. Gostava de pedalar pela cidade. Tinha uma esposa, irmãos, filhos e amigos. Gabriel era um sujeito comum. Era. Na última segunda-feira, 5 de outubro, Gabriel faleceu, fazendo uma das coisas das quais mais gostava: andar de bicicleta.

Mol, como era chamado por seus alunos, tinha uma química incrível. Sobre duas rodas, formava uma ligação – não covalente – que o fazia brilhar. E a luz de sua lanterna piscava nos seus pedais por Florianópolis.

Zeloso, participara ativamente do dia mais importante para o cicloativismo nacional e internacional. Vinte e dois de Setembro, o Dia Mundial Sem Carro, contou com sua presença e com a de sua bicicleta no Pedal Unificado. Dia… sem… carro. Parece impossível para alguns imaginar essa utopia que era a regra há século atrás, quando as pessoas ainda paravam para conversar nas ruas. Uma invenção tecnológica que pode salvar vidas – e também tirá-las.

No dia 5, estava marcado mais um passeio do Pedal do Della, do qual Gabriel era freqüentador. O rumo: Santo Antônio de Lisboa. Mas naquela noite, o seu desejo era outro. Em vez do norte, foi ao sul, em direção ao Campeche. Quase todo o trajeto de sua residência, no Saco dos Limões, até a praia é feito em ciclovias. Ciclovias unidas por pontos de teletransporte, como tem sido hábito dos governos municipal e estadual, que não têm absolutamente nenhum cruzamento entre ciclovias distintas corretamente executado. NENHUM.

Quando já retornava para sua casa, Gabriel teve que sair da ciclovia. A segurança despediu-se de Gabriel e seguiu o rumo do centro pela ciclovia enquanto ele dela saía para encontrar a sua família. O horário era 21h40.

O reencontro familiar não aconteceu. Não foi possível de ser realizado em vida. Na pista sentido sul da Via Expressa Sul uma colisão atingiu em cheio, não possibilitando a menor reação. Quase exatos sete anos depois de Esaú, outro grupo de ciclistas da Grande Florianópolis também perdia um de seus membros devido a uma motocicleta.

Na manhã do sábado 11, as cantorias da Igreja Presbiteriana Betânia, em frente à sua casa, aquietavam as almas de quem por ele sofria. Nos céus, Esaú aguardava a chegada do novo companheiro de pedaladas celestiais.

Nesta terça-feira 13, a décima bicicleta-fantasma surgirá na paisagem de Florianópolis.

:: Confirme sua presença pelo Facebook

Gabriel Seroa da MotaGabriel Serôa da Mota
∗ 25/07/1954   † 05/10/2015

Novidades ciclísticas #4

Rota Márcia Prado não terá descida oficial em 2013 – A já tradicional pedalada de descida de São Paulo a Santos pela antiga estrada da DERSA não será realizada este ano pelo Instituto CicloBR. Batizada em homenagem a uma amiga nossa, falecida três dias após sinalizar a estrada que, em 2008, fora arbitrariamente bloqueada para ciclistas, a oficialização da Rota Cicloturística Márcia Prado precisa ser finalizada. O CicloBR focará suas atividades para que a descida possa ser feita no ano todo. O link contém dicas para quem pretende mesmo assim percorrer de bicicleta o trecho, sozinho ou em grupo.

Caminhão atropela mulher e criança na zona Norte de Joinville – Automóvel atropelou duas pessoas na Rua Ponte Serrada, no Jardim Iririú, na quarta-feira (27). A mulher, de 30 anos, ficou gravemente ferida.

Novidades ciclísticas #3

Após um final de semana cicloviajando, voltam neste sábado as novidades ciclísticas da semana. Confira!

Governo do Japão estuda criar Ministério da Promoção da Bicicleta – O País do Sol Nascente pretende ampliar seus atuais 11 ministérios para permitir a uniformização e simplificação de legislação ciclística, além da implantação de estruturas cicloviárias para promover o uso da magrela no país, que será sede dos Jogos Olímpicos de 2020.

O custo das ciclovias

Prefeitura garante R$ 22 milhões para a ampliação de ciclovias – Em tempos de discussão da Lei Orçamentária Anual, é sempre bom relembrar esta matéria do ano passado, referente a Curitiba. Enquanto em Florianópolis, todas as obras cicloviárias estão paradas, os recursos buscados em Brasília não contemplam os ciclistas e sequer se viu a aplicação do R$1 milhão comprometido a partir de setembro para este ano, em Curitiba um valor extremamente maior constava já no orçamento.

Eduardo Euzebio

Mais uma tragédia. Infelizmente Eduardo Euzébio, ciclista da seleção brasileira, morreu atropelado – O ciclista catarinense de 18 anos havia sido recentemente chamado para a seleção brasileira. Praticante do esporte havia 9 anos, treinava em Curitiba e fazia parte da equipe Fundação Municipal de Esportes de Criciúma (FME)/Hidrorepell Tintas/Bike Point. Havia ganho duas medalhas de ouro no brasileiro de ciclismo júnior. Foi atropelado quando pedalava sozinho na BR-277 entre Curitiba e o litoral do Paraná, no dia 13.

Motorista de caminhão passa no sinal amarelo e mata ciclista de 14 anos – Alexander tinha 14 anos quando foi atingido por um motorista de 25 que acelerou para cruzar no sinal amarelo em Curitiba. Neste artigo, Alexandre Costa Nascimento questiona a falta de ação e de fiscalização, fatores que levam à Indústria da Morte.

Ciclista é atropelado na SC-401, em Florianópolis – Valtrik Leopoldo Pinheiro, de 53 anos, foi atropelado por um automóvel quando tentava cruzar a rodovia SC-401, a Rodovia das Mortes, que desde 1991 deveria ter ciclovia. O atropelamento aconteceu no km4, às 21h30 do dia 13. O motorista fugiu e o ciclista foi levado para o Hospital Celso Ramos.

Novidades Ciclísticas #2

Confira novidades ciclísticas da semana!

Venda de bicicletas supera a de carros novos em quase todos os países da Europa – Pela primeira vez desde a Segunda Guerra Mundial, a Itália, país de marcas famosas de automóveis e de bicicletas, teve as magrelas vendendo mais do que os veículos de quatro rodas. Seguiu a tendência já observada em outros países, como a Alemanha, a França, a Espanha e a Inglaterra. Em apenas dois dos países analizados – Bélgica e Luxemburgo – a venda de automóveis é superior à de bicicletas.

bike vs carro na Europa 2012

Após ser espancado pelo pai, menino de nove anos vai de Capoeiras a Trindade de bicicleta atrás da mãe – apesar de o tempo de deslocamento da criança ter sido certamente superestimado, esse caso de agressão infantil registrado em Florianópolis faz-nos recordar que a bicicleta é uma das primeiras formas de deslocamento de um indivíduo. Faz-nos, por fim, refletir que uma cidade realmente mais humana propicia segurança para o deslocamento das pessoas, tenham elas 90 anos ou 9, como na reportagem.

Ciclista é atingida por veículo na capital e sofre ferimentos graves Raíza Padilha, de 20 anos, estudante de Ciências Biólogicas da Universidade Federal de Santa Catarina, foi atropelada em Florianópolis no dia 28 de outubro, por volta das 9h30. Natural de Piracicaba, no interior paulista, a jovem sofreu fratura no braço esquerdo e um ferimento profundo na coxa. Ela ainda se encontra internada no Hospital Celso Ramos, onde já passou pelos primeiros procedimentos cirúrgicos. A jovem encontra-se lúcida e com bom humor, embora seja mantida em observação por causa do risco de dilaceração de um dos rins. O motorista evadiu-se do local do atropelamento sem prestar socorro. Na semana que vem, a estudante pretendia participar de sua primeira cicloviagem, rumo ao Encontro Regional de Estudantes de Biologia da Região Sul (EREB-Sul), que vai acontecer em Vidal Ramos (SC).

Ciclista fica gravemente ferido em acidente em Blumenau – Alisson Rafael da Cruz, de 22 anos, encontra-se em coma induzido após atropelamento envolvento um automóvel com placas da Porto Alegre em Blumenau, no dia 31 de outubro. O fato aconteceu na Rua Bahia, em Itoupava Seca, em torno das 16h. Alisson estava até ontem (01/01) no pronto-socorro, aguardando leito para a UTI. Outras informações aqui.

Memoria Catarinense DC 2013-11-02 Joinville

Memória Catarinense 02/11/2013 – Acima, registro do arquivo pessoal de Mariza Brietzig mostra mais de dez ciclistas na esquina das ruas João Colin com a XV de Novembro, em Joinville, demonstrando por que o município chegou a ser conhecido como “a cidade das bicicletas”.

Confira também o que saiu no Bicicleta na Rua

ABC Ciclovias tem nova diretoria

Projetos de iluminação de calçadas e ciclovias em Florianópolis e Joinville são premiados

Desrespeito com os pedestres em São José

(Vídeo) Ajuda que é bom…

Em várias situações, as pessoas falam e demais e agem de menos.

E quem sofre, para variar, é o ciclista.

Vídeo que o Parafernalha divulgou em 30 de março de 2013.

ELENCO

Acidentado – Fábio Nunes
Homem de regata – Douglas Felix
Paula – Marcela de Hollanda
Mulher de verde – Mariana Rebelo
Dudu – Bernardo Castro
Mulher de cinza – Maddu Magalhães
Homem da petição – Leonardo Galeno
Médico – Otavio Ugá

Direção – Osiris Larkin
Roteiro – Rafael Castro
Fotografia / Assistente de direção – André Navarro
Som Direto – Ana Wuensche e Daniel Curi
Maquiagem – Paula Rangel
Montagem e correção de cor – Otavio Ugá
Mixagem de som e efeitos sonoros – Bruno Menezes
Direção de Produção – Alessandra Bezerra
Produção – Ana Wuensche
Produção Executiva – Felipe Neto

Reitoria da UFSC aceita pedido de audiência de alunos e ciclistas

Nesta última quarta-feira, a reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina acordou com o pedido de audiência pública solicitado por estudantes do curso de Oceanografia e ciclistas, protocolados no dia 6 de julho em virtude do falecimento da estudante Lylyan Karlinski Gomes.

Confira a nota:

Nota à imprensa

Na tarde do dia 10 de Julho de 2013, a Reitoria aceitou o pedido de audiência feito pelos alunos do curso de Oceanografia da UFSC, apoiados por sua coordenadoria, pelo movimento Bike Anjo Floripa e pela Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), em virtude da tragédia ocorrida com a estudante da primeira fase do curso, Lylyan Karlinski Gomes, na semana passada. A data oficial da audiência será dia 15 de Julho de 2013 às 8h30, na sala de conselhos do prédio da Reitoria da Universidade.

Saiba mais:

Empresas de ônibus mexem-se após morte de ciclista

(Vídeo) Concentração para a instalação da ghost bike na Trindade, em Florianópolis

(Vídeo) Avaí de Bike: Ghost Bike à Lylyan

UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

(Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto

(Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis

Bicicleta branca será afixada na Trindade

Inquérito instaurado

Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS

Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

3 Segundos

(Vídeo) Propaganda sincera

O vídeo abaixo, do Copenhagenize, mostra como seriam as propagandas de automóveis caso a indústria mostrasse realmente os resultados dos produtos que vende.

São “apenas” 1,2 milhão de mortes e 50 milhões de feridos. A cada ano!

Pois é… se comerciais de carros fossem baseados em fatos, não em ficção, as coisas seriam bem diferentes!

Veja também:

OMS lança campanha para redução de mortes no trânsito

Propaganda saudável

(Vídeo) Concentração para a instalação da ghost bike na Trindade, em Florianópolis

Vídeo filmado por Filipe Brandão.

3 Segundos

A imagem diz tudo!

3 segundos é a diferença entre uma ultrapassagem segura e um assassinat. Motorista: você pe um profissional do transporte público, não um piloto de corrida.

(Vídeo) Avaí de Bike: Ghost Bike à Lylyan

O parceiro Cristian Thiago Moecke, do Avaí de Bike, fez esta pequena homenagem, mostrando momentos da primeira hora da manifestação na qual foi instalada a bicicleta-fantasma em honra à estudante Lylyan Karlinski Gomes.

Saiba mais:

Carta dos alunos da Oceanografia à Reitoria

UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

(Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto

(Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis

Bicicleta branca será afixada na Trindade

Inquérito instaurado

Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS

Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Carta dos alunos da Oceanografia à Reitoria

Os alunos da Oceanografia entregaram nas mãos do chefe de gabinete da reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina, Carlos Antonio Oliveira Vieira, na tarde da última sexta-feira, 5 de julho uma carta com reivindicações em relação à postura da instituição diante das situações que levaram à morte da estudante Lylyan Karlinski Gomes, na última segunda-feira, 1º de julho.

Confira na íntegra a nota à imprensa, que também pode ser acessada em PDF.

Nota à imprensa

Na manhã do dia 5 de Julho de 2013, os alunos do curso de Oceanografia, apoiados por sua coordenadoria, pelo movimento Bike Anjo Floripa e pela Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), em virtude da tragédia ocorrida com a estudante da primeira fase do curso, Lylyan Karlinski Gomes, escreveram e entregaram à Reitoria uma carta solicitando uma audiência com a vice-reitora, para discussão do seguinte conteúdo:

Vimos por meio deste instrumento manifestar nossa indignação com a péssima mobilidade urbana e segurança que circunda nossa instituição e que levou à tragédia ocorrida esta semana, em um dos acessos do Campus, com a estudante da primeira fase do curso, Lylyan Karlinski Gomes. Neste momento, mais do que a dor da perda, sentimo-nos na responsabilidade de reivindicar o amparo da Reitoria à nossa causa e solicitar uma audiência com a Vossa Senhoria. Abaixo, propomos algumas das pautas a serem discutidas.

1 – Construção, adequação e revitalização das sinalizações horizontal e vertical, que priorizem a mobilidade de pedestres e ciclistas tanto na UFSC quanto em seu entorno, num prazo de, no máximo, 6 (seis) meses a partir encerramento do semestre letivo 2013.1. Para as adequações da rótula da Praça Santos Dumont um prazo máximo de até dia 19 de Julho de 2013.

2 – Acesso imediato ao projeto de mobilidade da UFSC, finalizado e aprovado em Dezembro de 2012, financiado pelo Banco do Brasil (com valor estimado em 2.1 milhões de reais) e que prevê também construções de bicicletários, o qual foi mencionado pelo chefe de gabinete da Reitoria, Carlos Vieira, na última Quarta-feira 4 de Julho de 2013, no prédio da Reitoria, durante a manifestação dos alunos do curso e ciclistas.

3 – Participação de alunos na comissão deliberativa do projeto da duplicação da Rua Deputado Antônio Edu Vieira.

4– Apoio à produção e divulgação de campanhas que promovam a correta utilização das vias utilizadas por pedestres, ciclistas e automóveis no interior no entorno do campus universitário, através da gráfica, editora e imprensa da universidade, conforme compromisso assumido pelo chefe de gabinete da Reitoria no dia 4 de Julho de 2013.

5 – Transferência das verbas destinadas aos estacionamentos da UFSC para projetos que priorizem a mobilidade de pedestres e ciclistas. Restrição e/ou diminuição dos estacionamentos da universidade.

6 – Trocar e aumentar o número de estacionamentos de bicicleta da UFSC pelos do modelo aprovado pela prefeitura, num prazo máximo de 1 (um) mês a partir encerramento do semestre letivo 2013.1.

7 – Instalação de lombadas nas entradas do campus universitário.

8 – Formação de uma comissão emergencial que discuta mensalmente e aponte soluções para, pelo menos, os pontos acima listados.

Solicitamos que a data desta audiência seja dia 12 de Julho de 2013.

Saiba mais:

UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

(Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto

(Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis

Bicicleta branca será afixada na Trindade

Inquérito instaurado

Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS

Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Clipping ND: Mães de ciclistas organizam manifestação para este domingo

A reportagem saiu no Jornal Notícias do Dia online em 5 de julho de 2013, às 15h42. Imprecisões corrigidas ao longo do texto.

Ato chamado de “mãenifestação” será uma homenagem a ciclista Lylyan Karlinski Gomes

Mães de ciclistas de Florianópolis farão uma manifestação neste domingo, dia 7, na rótula da praça Santos Dumont, na Trindade. O ato chamado de “mãenifestação” será uma homenagem a ciclista Lylyan Karlinski Gomes, de 20 anos, que morreu no local nesta segunda-feira, depois de ser atingida por um ônibus. A concentração está prevista para as 14h em frente ao supermercado Comper, no mesmo bairro.

O organização pede que as mães participantes levem flores e usem um lenço branco na cabeça, a exemplo das Mães da Praça de Maio. O ato está sendo organizado pela internet e, segundo a página do evento no Facebook, as manifestantes irão pedir a construção imediata de uma rede de ciclovias na cidade que ofereça maior segurança aos ciclistas.

Nesta sexta-feira, dia 5, estudantes de oceanografia da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), cursado por Lylyan, e ciclistas da associação do coletivo Bike Anjo, reuniram-se para elaborar dois documentos. O primeiro será entregue à reitoria e pede, entre outras coisas, um lugar à mesa durante a reunião entre universidade e prefeitura marcada para a próxima semana. O outro, será encaminhado à empresa Insular, responsável pelo ônibus que se envolveu no acidente, pedindo punição ao motorista. [O outro é uma nota à imprensa]

Edinara Kley

Saiba mais:

Para você que é mãe

UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Perante mulher ciclista, duas vezes mais respeito

Hoje as lágrimas lubrificam as correntes

Para você que é mãe

A Ritmos das Cidades – Rede Pró Infraestrutura, Trânsito, Mobilidade e Segurança convida a todos, em especial às mães para a “MÃEnifestação pela segurança dos ciclistas de Florianópolis, seus filhos” neste domingo, a partir das 14h, em frente ao supermercado Comper, na Trindade, a poucos metros de onde ocorreu um incidente que vitimou uma ciclista e estudante da Universidade Federal de Santa Catarina.

:: Confirme sua presença pelo Facebook

Veja abaixo o depoimento da parceira Claudia de Siervi:

Eu sou Claudia, mãe de três ciclistas, esposa de ciclista. Eu quero viver em um mundo mais sustentável, eu me orgulho de ser parte de uma família que faz tudo pra contribuir com um mundo mais humano, mais limpo e consciente. Mas sinto muito medo, todo dia, quando meus filhos saem de casa com suas bikes, que são pra eles como uma amiga mesmo. Não aceito mais esta situação e vou estar nesta mãenifestação declarando minha indignação e exigindo medidas urgentíssimas.

A mãenifestação espelha-se no movimento das Mães da Plaza de Mayo, que existe com muita força, desde o fim da ditadura militar, na Argentina. A ditadura teve fim em 1983 e estas corajosas mães passaram a ocupar a Praça em frente à Casa Rosada, em Buenos Aires, exigindo notícias do paradeiro de seus filhos desaparecidos. Elas aparecem nas manifestações sempre vestindo um lenço branco na cabeça o que acabou por se tornar o símbolo do movimento. Inspiradas nestas lutadoras mães, tomamos emprestado o símbolo e pedimos a todas as participantes da MÃEnifestação de domingo que venham COM UM LENÇO BRANCO NA CABEÇA.

Será com flores, orações e a força de nossos corações que as mães dos jovens usuários da bicicleta de Florianópolis irão prestar homenagem àquela que poderia ser nossa filhinha, Lylyan Karlinski Gomes. Aos 20 anos, cheia de alegria e beleza humana, a Lylyan perdeu a vida por ter escolhido a bicicleta como meio de transporte, dia 1º julho, segunda feira. Nós estaremos lá também para exigir que o prefeito de Florianópolis dê início imediato à implantação de uma rede cicloviária que ofereça segurança aos nossos jovens que utilizam a bicicleta diariamente para ir à escola, à universidade e às suas atividades, TODAS importantíssimas em suas vidas e desenvolvimento.

Somos mães que enfrentam diariamente a angústia de ver nossos filhos partirem para as ruas com o coração cheio de sonhos e fé na sustentabilidade de sua escolha, com suas bicicletas. Há angústia porque sabemos que os riscos são imensos: motoristas, de toda forma de veículos, desprezam a fragilidade do ciclista.

BASTA! Nossos filhos são tesouros, são diamantes e devem ser protegidos, respeitados AGORA!

Saiba mais:

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

(Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto

(Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis

Bicicleta branca será afixada na Trindade

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Perante mulher ciclista, duas vezes mais respeito

Hoje as lágrimas lubrificam as correntes

UFSC encaminha ofício à Insular Transporte Coletivo

A notícia saiu no Blog da Gestão da Universidade Federal de Santa Catarina em 5 de julho de 2013, às 12h44.

A nota prossegue:

O Gabinete da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina enviou hoje (5) um ofício à empresa Insular Transporte Coletivo, envolvida na colisão que vitimou uma estudante do curso de Oceanografia da UFSC na última segunda-feira (1). Durante um protesto realizado na manhã de quinta-feira (4), ficou acordado que a Reitoria se manifestaria em carta à empresa solicitando a implantação de medidas de segurança ao circular na Universidade. O chefe de gabinete, Prof. Carlos Antonio Oliveira Vieira, conversou com os manifestantes e assinou o documento. O ofício também será encaminhado para outras empresas de transporte coletivo que circulam na UFSC.

O chefe de gabinete da Reitoria, Prof. Carlos Antonio. Foto: Divulgação / UFSC.

O chefe de gabinete da Reitoria, Prof. Carlos Antonio. Foto: Divulgação / UFSC.

Leia abaixo a íntegra do ofício, disponibilizado também em PDF aqui ou aqui.

Ao Senhor Gildo Formento
Diretor Administrativo da Insular Transporte Coletivo

Assunto: Solicitação de medidas de segurança

Senhor Diretor,

1. A Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina, como entidade representativa de uma comunidade acadêmica de mais de 45.000 pessoas, vem, respeitosamente, em função dos recentes acontecimentos e de numerosas reclamações recebidas, solicitar à empresa Insular Transporte Coletivo algumas medidas de segurança ao circular no interior e no entorno desta instituição.

2. A colisão acontecida na última segunda-feira, 1º de julho, próximo à entrada da UFSC, que resultou no óbito de uma de nossas estudantes, abalou sensivelmente nossa comunidade acadêmica.

3. Independentemente das investigações em curso sobre a culpabilidade da empresa Insular, entendemos ser nosso papel, como representantes de milhares de alunos, professores e servidores técnico-administrativos em Educação, alertar a direção da empresa quanto à atenção que deve ser dispendida ao circular dentro do campus e em todo o seu entorno.

4. Pedimos que seja respeitado o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), Lei 9503/1997, que, em seu artigo 29, diz que “em ordem decrescente, os veículos de maior porte são sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pela segurança dos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres”.

5. Solicitamos também que os condutores de ônibus utilizem o bom senso e reduzam a velocidade ao circular na região da Universidade. Além dos estudantes universitários, a UFSC recebe diariamente centenas de crianças e adolescentes que frequentam o Núcleo de Desenvolvimento Infantil e o Colégio de Aplicação.

6. Por fim, tendo em vista que temos um grande número de usuários da bicicleta como meio de transporte e que é nossa intenção incentivar o uso dessa modalidade de deslocamento para que, futuramente, possamos reduzir a necessidade de estacionamentos e os frequentes congestionamentos de veículos ao redor da UFSC, requisitamos que seja respeitado o artigo 201 do CTB, que considera infração média punível com multa deixar de guardar a distância lateral de um metro e meio ao passar ou ultrapassar bicicletas. Entendemos que nem sempre as vias públicas permitem que se mantenha uma distância segura das bicicletas; por isso, pedimos que, ao trafegar próximo a uma bicicleta, o motorista tenha cautela, reduza a velocidade, respeite a distância e ultrapasse como faria com qualquer veículo – com segurança.

7. Cientes da responsabilidade que tanto a UFSC quanto a Insular têm de educar a sua comunidade, gentilmente requeremos que essas medidas de segurança sejam transmitidas aos condutores de ônibus, com a realização de treinamentos com enfoque especial a ações direcionadas a pedestres e ciclistas. Colocamo-nos à disposição para auxiliar a empresa a conduzir treinamentos nesse sentido. Zelar pela vida é e deve ser sempre a prioridade de todos nós.

8. Acreditamos que todas as medidas propostas são de fácil aplicação e conduzirão nossa sociedade a um convívio mais pacífico no trânsito. Estamos certos de sua cooperação.

Atenciosamente,

Prof. Carlos Antonio Oliveira Vieira
Chefe de Gabinete

Saiba mais:

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

(Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto

(Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis

Bicicleta branca será afixada na Trindade

Inquérito instaurado

Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS

Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

Professores da UFSC mobilizavam-se para implantação de ciclovia desde 1997

A notícia foi publicada pela redação da Band Santa Catarina em 4 de julho de 2013. As fotos são de autoria de Fábio de Farias.

BAND SC - logo

Ciclistas pediram paz no trânsito e penduraram mais uma bicicleta branca representando a morte de mais um ciclista na Capital

Desta vez pela estudante que foi atropelada próximo a rótula da UFSC na segunda-feira

Por volta das 8h20 cerca de 100 pessoas entre ciclistas e estudantes fecharam uma das rótulas da Universidade Federal de Santa Catarina onde aconteceu o acidente com a estudante na última segunda-feira (01).

Os ciclistas circularam de bicicleta pelo local e os estudantes caminharam com faixas, cartazes e flores. O movimento foi silencioso e o único som que se ouvia era o das companhias das bicicletas. Em homenagem à estudante os manifestantes deram as mãos e fizeram um minuto de silêncio. Em sinal de luto o grupo pendurou uma bicicleta branca no poste do canteiro central.

Band SC 2013-07-04 fig.1

Pedindo pelo fim da violência no trânsito o grupo deitou no meio da rua pelo fim da violência no trânsito, em seguida o trânsito foi totalmente liberado. A professora aposentada, Maria de Fátima Silva Duarte, conta que desde 1997 um grupo de professores já se mobilizava para a implantação da ciclovia na UFSC e no entorno dela, mas de lá pra cá pouca coisa foi feita.

A estudante da 1ª fase de Oceanografia da UFSC Lylyan Karlinski Gomes, 20 anos estava indo para a Universidade de bicicleta na manhã de segunda-feira quando foi atropelada próximo da rótula por um ônibus. Os colegas de curso de Lylyan participaram da manifestação e pediram que a Universidade faça algo para melhorar a acessibilidade no campus.

O acidente trouxe mais uma vez a tona um problema enfrentado para quem adota a bicicleta para se locomover: a falta de ciclovias. Existem projetos tanto da prefeitura como da universidade para a instalação delas, mas o que falta são recursos e projetos técnicos. A bicicleta fantasma, pintada de branco é uma espécie de memorial a um ciclista, uma maneira de tornar o protesto permanente. Esta será a sétima bicicleta pendurada em Florianópolis.

Band SC 2013-07-04 fig.2

Saiba mais:

(Vídeo) TVBV: Após morte de ciclista população realiza protesto

(Vídeo) TV UFSC mostra instalação da bicicleta-fantasma em homenagem a estudante da instituição

Momentos singelos marcaram homenagem a Lylyan

Ghost Bike na Trindade, em Florianópolis

Bicicleta branca será afixada na Trindade

Inquérito instaurado

Corpo de universitária morta em acidente em Florianópolis será sepultado no RS

Clipping G1: Ciclista estava próxima à faixa de segurança

Bicicleta-fantasma homenageará estudante da UFSC

(Vídeo) Ciclista estudante da UFSC morre após ser atingida por ônibus

UFSC lamenta morte de estudante

Estudante de Oceanografia não resiste e falece após ser atingida por ônibus em Florianópolis

Veja também:

%d blogueiros gostam disto: