Livro “A Bicicleta no Brasil 2015” será lançado em Florianópolis

Após ser divulgado no Fórum Mundial da Bicicleta, em Medellín, Colômbia, em fevereiro, e de ter lançamento simultâneo em 9 capitais brasileiras, em maio, finalmente chega a Florianópolis o livro “A Bicicleta no Brasil 2015”.

Livro Fpolis 2015 oficial

O lançamento em Florianópolis do livro ocorrerá nesta quinta-feira, 17 de setembro, às 20hs na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (ALESC). O livro conta as atuais situações de mobilidade urbana e uso da bicicleta em 10 capitais de estados brasileiros.

A obra foi feita por uma parceria entre União de Ciclistas no Brasil (UCB), da qual a ViaCiclo é uma das fundadoras, Aliança Bike, Bicicleta para Todos e Bike Anjo e teve patrocínio do Itaú. Os textos e pesquisas foram escritas por integrantes de 10 organizações ligadas ao uso da bicicleta no Brasil.

Encarregado de descrever sobre a situação de Florianópolis, Fabiano Faga Pacheco, integrante da ViaCiclo, apresentou um panorama histórico sobre o cicloativismo na capital catarinense, além de abranger a implantação de políticas públicas voltadas  à bicicleta no município, mostrando dados sobre deslocamento e infraestrutura cicloviária, num texto com contornos de crônica emoldurado por gráficos das informações mais relevantes.

Quem estiver interessado, poderá adquirir o livro na ALESC. Ele será comercializado a R$ 20,00 para associados da ViaCiclo e a R$25,00 para não associados. Quem quiser se tornar associado contribuinte da ViaCiclo e efetuar pagamento da anuidade (R$60,00) na hora, receberá um exemplar do livro.

Ciclistas de Florianópolis são tema de rádio dos Estados Unidos

Bike Anjo Floripa foi tema de uma matéria que foi ao ar pela rádio pública Latino USA. A matéria, feita pela repórter Melaina Spitzer (Mel), aborda a iniciativa que oferece auxílio a pessoas de todas as idades que queiram aprender a pedalar ou a como se portar no trânsito.

Mel acompanhou uma aula na Escola Bike Anjo, que ocorre todo terceiro domingo do mês em Florianópolis. No áudio, não passam desapercebidos a emoção da aluna Maria José Costa e as instruções dos “anjos” Ana Maria Nascimento Destri e Mário Sergio Fregolão. João Paulo Amaral, fundador do Bike Anjo, em São Paulo, também fala sobre as demandas do coletivo.

A repórter encontrava-se em Florianópolis quando eclodiu uma Bicicletada Nacional em apoio à construção de ciclovias em São Paulo. Na cidade, participou da Bicicletada Floripa, acompanhada por Fabiano Faga Pacheco, e verificou as dificuldades de implementação de ciclovias na cidade. Na esfera pública, a arquiteta Vera Lúcia Gonçalves da Silva, do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis, depositou esperanças no Floribike, projeto de compartilhamento de bicicletas que deve ser implantado na cidade nos próximos meses.

Confira abaixo a matéria na íntegra exibida na Latino USA.

Bike Angels / by Melaina Spitzer | August 7, 2015

Bike Angels / by Melaina Spitzer | August 7, 2015

Riding a bike is a great way to get around. But sharing the road with cars and trucks is dangerous, especially through the busy streets and highways of Brazil’s cities. Meet the Bike Angels: a group of Brazilian cyclists who teach people how to safely navigate city biking.

Escola do Rio Tavares promoverá passeio ciclístico

A Escola Básica Municipal João Gonçalves Pinheiro, localizada na Rua Silvio Lopes de Araújo, no bairro Rio Tavares, em Florianópolis, irá realizar neste sábado, 8 de agosto, um passeio ciclístico pelas ruas principais da planície do Campeche. A concentração começará às 8h, com saída prevista para às 9h. Participam da organização, além do professor Wladson Dalfovo e a sua Turma 81, a empresa de cicloturismo Caminhos do Sertão, o Bike Anjo Floripa e o projeto Bicicleta na Escola.

A pedalada, aberta ao público, faz parte de um trabalho integrado de desenvolvimento educacional, político e ambiental dos alunos, sem deixar de buscar um apelo da comunidade e dos governantes para o incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte seguro, eficiente e não poluente.

:: Confirme sua presença pelo Facebook!

Florianopolis 2015-08-08 Rio Tavares

A planície do Campeche é um dos locais mais propícios ao pedalar de toda a Ilha de Santa Catarina. De formação sedimentar e com geomorfologia moldada pela erosão eólica, a região foi uma das primeiras bacias cicloviárias estudadas no país. Há quase uma década a geógrafa e hoje professora do Instituto Federal Catarinense (IFC), campus Camboriú Roberta Raquel propôs uma microrrede cicloviária abrangendo toda a região. Por todo o percurso pelo qual os alunos passarão deveriam haver ciclovias, de acordo com o Projeto Rotas Inteligentes, gestado desde 1997 pelo Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF).

As ciclofaixas que existem hoje, na Av. Pequeno Príncipe e no trecho da SC 405 na Fazenda do Rio Tavares, foram construídas entre 2008 e 2010 e receberam muito pouca manutenção. Até o começo deste mês, havia trechos inteiros dessas ciclofaixas recobertas por areia. Em 2012, a Av. Campeche foi revitalizada, sem, entretanto, implantação de estrutura cicloviária. A SC406, apesar de ter uma emenda orçamentária para se buscar recursos da União, não tem sequer projeto técnico-executivo em formulação.

O que as crianças de hoje querem é mostrar que não pretendem relegar a bicicleta às suas aventuras pueris. Almejam sensibilizar população e políticos para que mantenham a segurança de usar a bicicleta sem que os seus futuros sejam postos em risco.

Pedalada no Dia da Mulher!

Duas atividades para quem vai estar em Florianópolis poder aproveitar o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher:

Passeio Ciclístico pelo Fim da Violência contra as Mulheres

“A Frente Parlamentar dos Homens Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres/Câmara Municipal de Vereadores e diferentes movimentos de luta pelos direitos da Mulheres, tirou algumas atividades para o decorrer de 2015 em sua última reunião. Entre várias atividades discutidas com movimentos e parlamentares na última reunião,  ficou para o dia 08 de março “Passeio Ciclístico Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres” e uso da Tribuna Livre no dia 09/03/2015.

Enquanto responsável  pela Frente pela necessidade de darmos visibilidade a grave situação de violência contra as mulheres, pela discussão trazida nas atividades pelos movimentos estamos encaminhando estas duas ações que farão parte do Calendário Unificado das atividades do 08 de Março no Município, com participação de diversos  movimentos sociais.

Atividade do Dia Internacional da Mulher

Saída: do Koxixo´s – Beira-Mar – Concentração às 15 horas

Roteiro: Koxixo’s ->Travessa Paulo Zimmer -> Ciclofaixa da Agronômica (Rui Barbosa e Frei Caneca) -> Ciclofaixa da Rua Bocaiúva e Alm. Lamego -> 1 faixa da Av. Dr. Othon Gama D’Eça e Osmar Cunha -> Jerônimo Coelho -> calçadão da Felipe Schmidt -> Praça XV -> Rua dos Ilhéus -> R. Padre Miguelinho -> R. Anita Garibaldi -> Av. Hercílio Luz -> R. Emílio Blum -> Pça Getúlio Vargas -> R. Almirante Alvim -> Rua Vitor Konder -> R. Altamiro Guimarães -> bolsão de estacionamento da Beira-Mar Norte até Mauro Ramos -> Ciclovia da Beira-Mar -> Ponta do Coral.

Videodebate

Título: Tão Longe é Aqui, de Eliza Capai
Dia: 09/03
Hora: 16:30
Local: Plenarinho da Câmara Municipal de Vereadores 

Organização:  Frente Parlamentar dos Homens Pelo Fim da Violência contra Mulher e Marcha Mundial das Mulheres

:: Confirme sua presença pelo Facebook

E para quem ainda não sabe pedalar ou quer aprimorar-se sobre duas rodas antes de ir mais adiante, domingo também tem uma atividade à medida para você:

Escola Bike Anjo

Florianopolis 2015-03-08 EBA

Inscrições gratuitas em bikeanjofloripa.com/escola-bike-anjo/

Se não conseguir inscrever-se, não deixe de aparecer entre às 16h e às 19h, no pátio central da UFSC!

Moradores do Carianos terão atividades em local de futura praça

Florianopolis 2014-06-21 OcupAPraca Carianos

Acontece neste sábado, a partir das 9h da manhã, uma sequência de atividades para a primeira edição do OcupAPraça, no bairro do Carianos, em Florianópolis. Estão previstos jogos de vôlei e atividades para crianças, como piscinas de bolinhas e cama elástica, na área onde os moradores reivindicam há anos a implantação de uma praça, na Av. Dep. Diomício Freitas, na altura da lombada eletrônica.

Além disso, haverá também atividades de educação e ensino a quem quiser aprender a andar de bicicleta ou a se portar em meio ao trânsito sobre as duas rodas.

O OcupAPraça está sendo organizado pela Associação de Moradores e Amigos do Carianos (AMOCAR) e pela Associação dos Moradores Recreio Santos Dumont (AMOSAD/Cuidando do Carianos). Segundo Maikon Costa, presidente da AMOCAR,  “a futura praça do Carianos será o local ideal práticas esporte e atividades físicas, proporcionando aos moradores saúde e lazer, além de segunça comunitária já que terão a oportunidade de se conhecerem com mais intensidade e compartilhar experiências. Um local para onde as pessoas vão convergir”.

Assista abaixo matéria veiculada no quadro “Ação e Reação” do programa “SBT Meio Dia”, do SBT Santa Catarina, em 13 de abril de 2011.

Domingo de integração e cidadania

Dois eventos ciclísticos prometem agitar o dia de quem usa a bicicleta – ou gostaria de aprender a usá-la – em Florianópolis.

Pela manhã, a Volta Ciclística Integrada, que iria acontecer originalmente no Dia Mundial Sem Carro (22 de setembro) foi transferida para a abertura da Semana Lixo Zero em função das chuvas. Já à tarde, a Escola Bike Anjo promove uma edição especial alusiva ao Dia das Crianças no Parque de Coqueiros.

Volta Ciclística Integrada

A Volta Ciclística Integrada, promovida pela iniciativa “Floripa em Movimento”, sairá da UDESC às 9h30, realizando um percurso de cerca de 20km, em ritmo propício para pessoas de qualquer idade e condição física.

Para quem vem do norte da Ilha, uma novidade. Em dois horários da empresa Canasvieiras Transportes será possível levar até 3 bicicletas no ônibus.

Confirme sua presença pelo Facebook

Florianopolis 2013-10-20 Volta Ciclistica Integrada v1

Confira o release do evento e, abaixo, os horários quem almeja testar a intermodalidade da Canasvieiras.

A iniciativa “Floripa em Movimento”, coordenada pelo projeto de extensão Esag S/A, convida todos os cidadãos Florianopolitanos a participar do DIA MUNDIAL SEM CARRO, e da abertura da SEMANA LIXO ZERO, através de uma Volta Ciclística. Que ocorrerá dia 20 de outubro, às 09:30 da manhã, com saída da UDESC.O evento busca refletir o uso da bicicleta em nossa cidade, sobre a ocupação do espaço urbano com as ciclovias, e o que ainda deve ser feito para melhorar a segurança neste tipo de transporte.
Durante o percurso, contaremos com atividades relacionadas a mobilidade urbana e conceitos sobre os temas Lixo Zero e sustentabilidade

Traga seu skate, roller, patins, patinete, venha à pé, mas deixe o carro em casa!

Itinerário da 1ª Volta Ciclistica Integrada (aprox. 20km):

– UDESC
– Madre Benvenuta
– Lauro Linhares
– UFSC (Rótula da Lilian, Biblioteca, Concha Acústica – Reagrupa, Rótula)
– Lauro Linhares
– Mauro Ramos
– Beira Mar
– Trapiche da Beira Mar (evento da UFSC)
– Retorno pela Beira Mar
– Madre Benvenuta (parada bicicleta branca – homenagem)
– UDESC

Venha repensar os espaços urbanos de Florianópolis.
Com ou sem bicicleta, venha com a sua família e amigos!
PARTICIPE!!

SEMANA LIXO ZERO 2013: http://ilzb.org/site/?p=594

Florianopolis 2013-10-20 Volta Ciclistica Integrada e Canasvieiras

Lembramos também que bicicletas dobráveis podem entrar em qualquer ônibus e em qualquer horário.

Escola Bike Anjo

Florianopolis 2013-10-20 EBA

Confirme sua presença pelo Facebook

Parque de Coqueiros recebe mais uma edição da Escola Bike Anjo neste domingo (15).

Voluntários oferecem serviços gratuitos a quem quer aprender a andar de bicicleta ou a se comportar melhor de bicicleta no trânsito

Todo mês os voluntários do Bike Anjo montam sua estrutura no Parque de Coqueiros, em Florianópolis, e ali atendem crianças e adultos interessados em aprender a utilizar ou a tirar melhor proveito de sua bicicleta. Seja como meio de transporte ou só como lazer, os voluntários ensinam de tudo, d…e equilíbrio a noções de mecânica. A Escola Bike Anjo, ou EBA!, acontece todo 3o domingo do mês.

Neste mês de setembro a EBA! acontece no dia 15, das 14 às 18h. Apareça! E se você não possui bicicleta, não tem problema! Os Bike Anjos sempre levam bicicletas-reserva!

Aos domingos também acontece a Ciclofaixa de Domingo, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Florianópolis que reserva uma faixa da pista à beira-mar, nos bairros Itaguaçu, Coqueiros e Estreito. São 5 km de pista reservada para você e sua bicicleta! Aproveite!

Mais informações:
http://www.bikeanjofloripa.com/
http://www.facebook.com/BikeAnjoFloripa

Prefeitura de Florianópolis define novas diretrizes para a Pró-Bici

O primeiro decreto assinado pelo vice-prefeito eleito de Florianópolis e prefeito em exercício, João Antônio Heinzen Amin Helou (PP), beneficiou as discussões em prol da mobilidade ciclística da cidade.

Na manhã desta terça-feira, 1° de outubro de 2013, João Amin, por meio do Decreto n°12.177, atualizou a Comissão Municipal de Mobilidade Urbana por Bicicleta (Pró-Bici), que estava desde o começo do ano sem vários dos membros das diversas entidades da prefeitura.

Consolidação da Pró-Bici foi o primeito decreto assinado por João Amin. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Consolidação da Pró-Bici foi o primeito decreto assinado por João Amin. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

A Pró-BIci é uma comissão mista entre a sociedade civil e os técnicos do município, servindo como canal de diálogo perante o Poder Público. Com a nova formação, passam a fazer parte dela representantes do coletivo Bike Anjo Floripa e da União de Ciclistas do Brasil, além de entidades ligadas à mobilidade de pessoas com deficiência (Floripa Acessível), à patinação (Federação Catarinense de Hóquei e Patinação) e ao skatismo (Associação de Skate da Grande Florianópolis).

Pelo lado da Prefeitura, passam a ter cadeira as secretarias de Educação e de Ciência Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável, além das fundações de Esportes (FME), de Meio Ambiente (FLORAM) e Franklin Cascaes (FCFFC). As secretarias de Mobilidade Urbana e de Obras, além da Guarda Municipal e do Instituto de Planejamento Urbano (IPUF) já faziam parte da Pró-Bici.

Com a assinatura, a prefeitura cumpre o item 6 do Termo de Compromisso com os Ciclistas, na qual os candidatos se comprometiam a:

6) Manter formas de diálogo entre os técnicos e a comunidade, de maneira a facilitar a recepção de demandas relativas à bicicleta

Compareceram à assinatura, além da sociedade civil, os vereadores Edinho Lemos (PSDB), Roberto Katumi (PSB) e assessor do vereador Pedro de Assis Silvestre, o Pedrão (PP), os secretários da Casa Civil, Eron Giordani, e de Administração e Previdência, Gustavo Miroski, o procurador geral do município, Julio Cesar Marcellino Jr, o gerente de Emprego e Renda da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável, Maikon da Costa, e o diretor técnico do IPUF, Dácio Medeiros.

Mais de 20 pessoas, entre membros da comunidade e do poder público, estiveram presentes na assinatura do decreto da Pró-Bici. Foto: Henrique Gualberto Brüggemann.

Mais de 20 pessoas, entre membros da comunidade e do poder público, estiveram presentes na assinatura do decreto da Pró-Bici. Foto: Henrique Gualberto Brüggemann.

Entidades discutem lei do sistema cicloviário catarinense

Protocolado no dia 8 de agosto de 2013 pelo deputado estadual Renato Hinnig (PMDB), o Projeto de Lei nº 0304.3/2013, que cria o Sistema Cicloviário do Estado de Santa Catarina, foi objeto de intensos debates nas últimas duas semanas.

No último dia 25 de setembro, durante a Semana Municipal da Bicicleta de Florianópolis e a Semana Estadual da Mobilidade Urbana, uma oficina contendo representantes de diversas entidades ciclísticas e técnicas foi palco de acaloradas opiniões sobre as formas de promover o pedalar,

A pedido do próprio deputado, técnicos e especialistas debruçaram-se sobre a legislação, de forma a tornar o projeto de lei um objeto que responda aos anseios da sociedade, mas dentro dos limites da legalidade.

Na manhã desta segunda-feira, 30 de setembro, enfim foi finalizada a redação comunitária sobre o novo projeto de lei, entregue em mãos para o deputado.

Participaram de sua construção a Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), o coletivo Bike Anjo Floripa, os Conselhos Regionais de Engenharia (CREA-SC) e de Arquitetura e Urbanismo (CAU-SC), o Floripa Acessível, o Bicicleta na Rua, o MObfloripa, o Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC) e o consultor e urbanista convidado Emilio Merino Dominguez.

Ciclistas e técnicos discutem projeto de cria Sistema Cicloviário do Estado de Santa Catarina. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Ciclistas e técnicos discutem projeto de cria Sistema Cicloviário do Estado de Santa Catarina. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Avanços

Com o novo texto, a legislação permite alguns avanços. Será a primeira lei estadual a considerar que o investimento na mobilidade ciclística é também um investimento na saúde da população, através do princípio da integralidade.

A lei também permitirá a implantação de sistemas de bicicletas compartilhadas e coloca em nível estadual a definição precisa dos diferentes tipos de pistas cicláveis, bem como estimula fortemente a integração intermodal em nível intermunicipal e interestadual.

Ainda pode melhorar

Algumas das questões levantadas pelos participantes, entretanto, não puderam entrar neste projeto de lei do poder legislativo, principalmente por questões referentes à competência. Entretanto, algumas delas foram explicitadas no documento entregue pelos ciclistas e técnicos.

A primeira delas diz respeito ao incentivo ao uso da bicicleta dentro do serviço público. Além disso, foi levantada diversas vezes a necessidade da criação de um órgão ou comitê gestor da mobilidade não motorizada no Estado de Santa Catarina.

Talvez a proposta mais importante em termos práticos será a da implementação do tipo de estrutura cicloviária de acordo com a velocidade da via. Foi sugerida que ciclovias sejam construídas em pistas cuja velocidade máxima permitida seja superior a 50km/h. Ciclofaixas seriam feitas em pistas com velocidade superior a 30km/h e faixa compartilhada com automóveis apenas dentro de localidades caracterizadas como Zonas 30.

A criação de um plano cicloviário e cicloturístico estadual e a implantação de Manual do Ciclista, Manual de Sinalização Cicloviária, Manual de Estacionamento de Bicicletas e Manual de Cicloturismo em nível estadual também foi cogitada, inclusive visando à capacitação de técnicos dos poderes estadual e municipais.

Alguns pontos debatidos não constarão da legislação e dependem de  esforço e vontade para seguirem adiante. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Alguns pontos debatidos não constarão da legislação e dependem de esforço e vontade para seguirem adiante. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

O Projeto de Lei

Confira abaixo a nova proposta de lei que cria o Sistema Cicloviário do Estado de Santa Catarina:

Projeto de Lei nº 0304.3/2013

            Dispõe sobre a criação do Sistema Cicloviário no Estado de Santa Catarina e dá outras providências.

Art. 1º Fica criado o Sistema Cicloviário Estadual de Santa Catarina, integrando‑o aos sistemas viários e de transportes do Estado e dos municípios catarinenses, de modo a incentivar e alcançar a utilização segura da bicicleta como veículo de transporte no atendimento às demandas de deslocamento e lazer da população.

Parágrafo único – Esta Lei fundamenta-se na Lei Federal nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), e na Lei Federal nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012 (Política Nacional de Mobilidade Urbana) e complementa a Lei Promulgada Estadual nº 15.168, de 11 de maio de 2010 (Lei da Mobilidade Não Motorizada).

Art. 2º Esta Lei está fundamentada nos seguintes princípios:

I – acessibilidade universal;

II – segurança nos deslocamentos das pessoas;

III – equidade no uso do espaço público de circulação, vias e logradouros;

IV – eficiência, eficácia e efetividade na circulação das pessoas;

V – dignidade da pessoa humana;

VI – desenvolvimento sustentável, nas dimensões socioeconômicas e ambientais;

VII – integralidade em saúde; e

VIII – gestão democrática e controle social do planejamento e avaliação.

Art. 3º São objetivos do Sistema Cicloviário Estadual:

I – garantir a segurança das formas de mobilidade não motorizada;

II – proporcionar melhoria nas condições da população no que se refere à acessibilidade e à mobilidade;

III – introduzir critérios de planejamento para implantação de vias e estruturas associadas destinadas à circulação de veículos não motorizados em rodovias estaduais;

IV – compatibilizar a mobilidade municipal com a estadual;

V – promover a integração das formas de transporte coletivo com as formas de mobilidade não motorizada;

VI – reduzir as desigualdades e promover a inclusão social;

VII – promover o acesso aos serviços básicos e equipamentos sociais;

VIII – reduzir a poluição ambiental e minimizar os seus efeitos negativos;

IX – promover o desenvolvimento sustentável com a mitigação dos custos ambientais e socioeconômicos dos deslocamentos das pessoas; e

X – consolidar a gestão democrática como instrumento e garantia da construção contínua do aprimoramento da mobilidade urbana.

Art. 3º Constituem o Sistema Cicloviário Estadual:

I ‑ A rede viária para a circulação de bicicletas, incluindo a malha de ciclorrotas, ciclovias, ciclofaixas, faixas compartilhadas, com traçados e dimensões de segurança adequados, bem como sua sinalização;

II – Locais específicos para o estacionamento de bicicleta, incluindo bicicletários e paraciclos;

III – Sistemas de compartilhamento de bicicletas.

Art. 4° Para os efeitos desta Lei, consideram‑se:

I ‑ Ciclovia: via aberta ao uso público caracterizada como pista destinada ao trânsito exclusivo de bicicletas, separada da via pública de tráfego motorizado por meio fio ou obstáculo similar, e de área destinada aos pedestres, por dispositivo semelhante ou em desnível, que a distinga das áreas citadas;

II ‑ Ciclofaixa: via aberta ao uso público caracterizada como faixa destinada ao trânsito exclusivo de bicicletas, demarcada na pista de rolamento ou calçadas por sinalização específica;

III – Faixa compartilhada ou via de tráfego compartilhado: via aberta ao uso público caracterizada como pista compartilhada com o trânsito de veículos motorizados, bicicletas e pedestres, sendo via preferencial ao pedestre quando demarcada na calçada e preferencial à bicicleta quando demarcada na pista de rolamento;

IV – Ciclorrota: caminho, sinalizado ou não, que represente uma rota para o ciclista. Um trajeto mapeado para chegar ao destino final. Pode ser composta por ciclovia, ciclofaixa ou faixa compartilhada;

V ‑ Estacionamento de bicicletas: local público equipado com equipamento ou dispositivo à guarda de bicicletas a que sirva como ponto de apoio ao ciclista, podendo ser bicicletário ou paraciclo;

VI – Bicicletário: espaço com controle de acesso destinado ao estacionamento de bicicletas, podendo ser coberto ou ao ar livre, e podendo contar com banheiros e vestiários, além de ponto de vendas de bebidas não alcóolicas, lanches prontos e produtos destinados à manutenção de bicicletas;

VII – Paraciclo: estacionamento de bicicletas de curta duração, com suporte adequado, no qual a bicicleta possa ser atada pelo quadro, preferencialmente Sheffield ou “U” invertido, ou similares.

VIII – Bicicletas compartilhadas: sistemas públicos de mobilidade mediante bicicletas coletivas ou bicicletas de aluguel.

Parágrafo único – Os bicicletários deverão ser edificados com utilização de técnicas e materiais que promovam o desenvolvimento ambiental, o aproveitamento da energia solar para aquecimento da água dos chuveiros e promoção do conforto ambiental (ventilação e insolação adequados) e locais para depósitos de lixo.

Art. 5° O Sistema Cicloviário do Estado deverá:

I – articular o transporte por bicicleta com os sistemas de transporte de passageiros, viabilizando os deslocamentos com segurança, eficiência e conforto para o usuário;

II – implementar infraestrutura para o trânsito de bicicletas e introduzir critérios de planejamento para a implantação de ciclovias nos trechos de rodovias em zonas urbanizadas, podendo-se utilizar a faixa de domínio;

III – implementar infraestrutura para o trânsito de bicicletas e introduzir critérios de planejamento para a implantação de ciclovias, ciclofaixas ou faixas compartilhadas nas vias públicas, nos terrenos marginais às linhas férreas, nos parques e em outros espaços naturais e nas margens dos cursos d’água, respeitando a legislação ambiental em vigor;

IV – implantar ciclorrotas;

V – agregar aos sistemas de transporte coletivo infraestrutura apropriada para a guarda de bicicletas;

VI – promover atividades educativas visando à formação de comportamento seguro e responsável dos condutores de veículos automotores e ciclistas, sobretudo no uso do espaço compartilhado com as bicicletas;

VII – promover o uso da bicicleta como meio de transporte, lazer, esporte e de conscientização ecológica; e

VIII – estabelecer negociações com os Municípios com o objetivo de permitir o acesso, alojamento e transporte de bicicletas, skate, patins e patinetes, nos componentes do sistema de transporte coletivo;

Art. 6° Fica autorizado o Executivo, por meio dos órgãos competentes, dentre eles a Secretaria de Estado de Infraestrutura, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável e a Secretaria de Estado de Planejamento, o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) e o Departamento Estadual de Infraestrutura (DEINFRA), ou órgãos equivalentes, a consolidar o programa de implantação do Sistema Cicloviário do Estado de Santa Catarina.

Art. 7° Nos projetos de implantação e reforma de praças, parques e espaços de uso coletivo, as empresas contratadas pelo poder público deverão contemplar o tratamento cicloviário nos acessos e no entorno próximo a eles.

Art. 8° As ciclovias, ciclofaixas e faixas compartilhadas deverão ter traçados e dimensões adequadas para a segurança do tráfego de bicicletas, possuindo sinalização de trânsito específica, não permitindo obstáculos como postes, telefones públicos e demais mobiliários urbanos.

Art. 9° Na construção e reforma de vias públicas, incluindo pontes, viadutos e túneis, as empresas contratadas pelo poder público deverão prever espaços destinados ao acesso e circulação de bicicletas.

Art. 10° O Governo do Estado poderá implantar ou incentivar a implantação de ciclovias ou ciclofaixas nos terrenos marginais aos trechos urbanos, de interesse turístico, nos acessos às zonas industriais, comerciais e institucionais.

Art. 11° São vedados nas ciclovias, ciclofaixas e faixas compartilhadas:

I – O estacionamento e o tráfego de ciclomotores e demais veículos motorizados, exceto os regulamentos pelos órgãos competentes.

II – A utilização da pista por veículos tracionados por animais;

III – A utilização da pista por pedestres, exceto quando a sinalização assim o permitir;

VI – Conduta de usuários que coloquem em risco à segurança de outros cidadãos.

Art. 12° Deverão possuir locais para estacionamento de bicicletas:

I – os terminais;

II – os edifícios públicos e de uso coletivo;

III – as empresas concessionárias de serviço público;

IV – as empresas permissionárias de serviço público;

V – as empresas em parceria público-privada com a administração pública;

VI – as escolas, universidades, faculdades e centros tecnológicos estaduais; e

VII – as praças e parques.

§ 1º A segurança do ciclista e do pedestre é condicionante na escolha do local a implantação de estacionamento de bicicletas;

§ 2º – A implantação e operação dos bicicletários terá controle de acesso, podendo ser executadas pela iniciativa privada, sem qualquer ônus financeiro para o Poder Público, exigindo a prévia aprovação pelo órgão estadual de trânsito.

Art. 13° As associações formalmente constituídas há mais de um ano e que tenham, dentro de sua atuação, a defesa, uso e promoção da bicicleta, são legitimadas a atuar em defesa do Sistema Cicloviário Estadual.

Art. 14° Fica autorizado o poder público a criar e implementar sistema de bicicletas compartilhadas.

Art. 15° As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.

Art. 16° Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Últimas pedaladas da Semana da Bicicleta

A Semana Municipal da Bicicleta está acabando em Florianópolis. Passou o Dia Mundial Sem Carro e já cessaram as chuvas na região. As pedaladas adiadas poderão, enfim, serem concluídas neste domingo. Confira abaixo o calendário de atividades:

Passeio Ciclístico do Floripa Shopping

Devido às chuvas, o quarto Passeio Ciclístico do Floripa Shopping, previsto inicialmente para ocorrer no dia 22 de setembro, foi transferido para o dia 29, às 9h.

Florianopolis 2013-09-29 Floripa Shopping v3 [2]

Move Brasil

O SESC-SC (Serviço Social do Comércio) promove em várias cidades catarinenses o Move Brasil, uma campanha para articular a sociedade civil e o poder público em prol do Esporte e da atividade física para todos.

Em Florianópolis, haverá uma gama ampla de atividades, incluindo passeio ciclístico, que sairá do Parque de Coqueiros às 9h. Com apoio da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo) e Bike Anjo Floripa, o evento dará camiseta aos 200 primeiros inscritos e terá ainda o sorteio de uma bicicleta doada pelo Corpo de Bombeiros. O percurso pode ser feito por pessoas de qualquer idade e com qualquer tipo de bicicleta. Sairá de Coqueiros e seguirá a Ciclofaixa de Domingo pela Av. Poeta Zininho (Beira-Mar do Estreito) até o final antes de retornar.

Dê uma expiada na programação para a capital

29/09 – Passeio Ciclístico Move BrasilMove Brasil 2013

Local: Parque de Coqueiros

08h30 às 16h30 –  Slake-line, mini volei, mini tenis, mini futebol e muito mais.
8h30 – Concentração para Passeio
08h45 –  Alongamento
09h – Passeio Ciclístico – Trajeto Saída do Parque de Coqueiros até o fim da Beira Mar Continental e Retorno pela mesma.

Camiseta para os primeiros 200 inscritos (inscrições a partir das 8h – Parque de Coqueiros)

SORTEIO DE UMA BICICLETA PARA OS PARTICIPANTES DO PASSEIO – DOADA PELO CORPO DE BOMBEIROS TRINDADE

Apoio: Sindicato dos Empregados no Comércio de Florianópolis.

ATIVIDADES INTEGRADAS

Aniversário do Corpo de Bombeiros

9h às 17h – Demonstrações e Atrações do Corpo de Bombeiros Trindade
Exposição de Carros, Cães de salvamento, Atividades com Extintor, Orientações de Primeiros socorros e outras atividades

9h às 16h – Pedágio do Brinquedo
Traga um brinquedo em boas condições e faça sua doação para a campanha.

9h às 16h – Sesc Solidário
Faça sua doação para os atingidos pelas enchentes em Santa Catarina(alimento para pronto consumo, água potável, material de higiene pessoal e limpeza)

Além de Florianópolis, haverá atividades em Blumenau, Brusque, Caçador, Canoinhas, Concórdia, Criciúma, Itajaí, Joaçaca, Joinvile, Laguna, Tijucas e Tubarão.

Caderno de Florianópolis da Semana Nacional de Trânsito

Saiu no site da Prefeitura Municipal de Florianópolis em 13 de setembro de 2013.

Semana Nacional do Transito 2013

Comissão acerta detalhes da Semana de Trânsito

Entidades discutem ações e ajustam o cronograma final para o evento

A Diretoria de Operações de Trânsito do IPUF reuniu-se na última sexta-feira com as entidades responsáveis pela Semana Nacional de Trânsito para definir ações que acontecerão em Florianópolis entre os dias 18 e 25 de setembro.

Sob o título “Álcool, outras drogas e segurança no trânsito: efeitos, responsabilidades e escolhas”, a comissão decidiu o cronograma final, com atividades programadas para conscientizar a população e com vistas a um trânsito mais seguro, como, por exemplo, curso grátis de pilotagem defensiva para motociclistas(*), palestras, desafio intermodal, vivências, blitze educativas, entre outras.

Para a execução deste projeto, foi instituída em 2012 a Comissão Intersetorial para a Redução da Morbimortalidade de Florianópolis, mobilizando setores governamentais, empresariais, educacionais, técnicos e acadêmicos, visando ações mais efetivas, que repercutam na mudança de comportamento e hábitos por parte da população, na redução das lesões e mortes provocadas pelo trânsito, na redução de acidentalidade e na promoção da saúde e cultura de paz no trânsito.

Participam do projeto as seguintes instituições: IPUF/DIOPE, Guarda Municipal, SES/DIVE, PRF, PMRv, Polícia Militar, Secretaria Municipal de Segurança e Defesa do Cidadão, Secretaria de Educação, Secretaria de Transportes e Mobilidade e Terminais, Secretaria do Continente, SAMU, Detran, ICETRAN, Secretaria de Cultura, MOBFloripa, Polícia Civil, Trânsito Bacana com Você, SEST-SENAT, Floripa Acessível, Câmara de Vereadores, VIACiclo, AmoFloripa, UDESC, ALESC, UFSC, Manos do Asfalto, CDL, SBOT/SC.

(*) Os interessados no curso de pilotagem defensiva para motociclistas (do SEST-SENAT), deverão realizar as inscrições no site cursopilotagemdefensiva.com.br.

Confira no caderno da Semana Nacional de Trânsito 2013 (para download) os objetivos e o cronograma do projeto:

Semana Nacional do Transito 2013

Nota: o Desafio Intermodal foi adiado para o dia 26 de setembro.

10° Passeio Ciclístico do Campeche e Escola Bike Anjo

Nota: Devido à chuva, a pedalada está cancelada.

Florianopolis 2013-09-22 Campeche DMSC

Pelo décimo ano consecutivo, a Escola da Fazenda, em parceria com ViaCiclo e Bike Anjo, promove a versão local dessa mobilização mundial, uma programação que discute o uso do transporte coletivo e da bicicleta, a diminuição da poluição e dos problemas decorrentes do uso excessivo dos automóveis em meio urbano.

Mais uma vez realizaremos a Pedalada/Caminhada pela Mobilidade Ativa e Sustentável, que acontecerá no dia 22, ao longo da Ciclofaixa da Avenida Pequeno Príncipe. Partiremos às 9:30 da manhã do Trevo da Avenida Pequeno Príncipe com a SC 405, iremos até o Campo da Aviação, onde teremos uma EBA – Escola Bike Anjo!

SAIBA MAIS EM http://efaz.com.br/agenda/eventos/sem-carro/

:: Confirme a sua presença pelo Facebook

Florianopolis 2013-09-22 Campeche v2

2ª Circunferência de Mobilidade em Florianópolis e Maratona Intermodal

Circunferencia de Mobilidade 2013

Dia Mundial Sem Carro 2013 contará com eventos na UFSC e no Trapiche Beiramar

Organizações se unem em torno da II Circunferência Sobre Mobilidade Urbana da Grande Florianópolis e da Maratona Intermodal, iniciativas da Rede RITMOS das Cidades em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina.

No dia 22 de setembro, será celebrado o Dia Mundial Sem Carro, movimento criado na Europa em 1997 e que se espalhou pelo mundo como uma data para as pessoas refletirem sobre o uso excessivo do veículo individual motorizado. É um dia para as pessoas utilizarem ônibus, bicicletas, caminhadas e formas sustentáveis de deslocamento para chegar ao seu destino. A exemplo da edição realizada em 2012, haverá esse ano, na sexta feira, 20, e no domingo, 22 de setembro, uma série de eventos em apoio ao Dia Mundial Sem Carro, entre eles a II Circunferência Sobre Mobilidade Urbana da Grande Florianópolis e a Maratona Intermodal.

Continue lendo…

Parque de Coqueiros recebe mais uma edição da Escola Bike Anjo neste domingo (15)

Florianopolis 2013-09-15 EBA

::Confirme sua presença pelo Facebook

Voluntários oferecem serviços gratuitos a quem quer aprender a andar de bicicleta ou a se comportar melhor de bicicleta no trânsito

Todo mês os voluntários do Bike Anjo montam sua estrutura no Parque de Coqueiros, em Florianópolis, e ali atendem crianças e adultos interessados em aprender a utilizar ou a tirar melhor proveito de sua bicicleta. Seja como meio de transporte ou só como lazer, os voluntários ensinam de tudo, de equilíbrio a noções de mecânica. A Escola Bike Anjo, ou EBA!, acontece todo 3o domingo do mês.

Neste mês de setembro a EBA! acontece no dia 15, das 14 às 18h. Apareça! E se você não possui bicicleta, não tem problema! Os Bike Anjos sempre levam bicicletas-reservas!

Aos domingos também acontece a Ciclofaixa de Domingo, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Florianópolis que reserva uma faixa da pista à beira-mar, nos bairros Itaguaçu, Coqueiros e Estreito. São 5 km de pista reservada para você e sua bicicleta! Aproveite!

Mais informações:
http://www.bikeanjofloripa.com/
http://www.facebook.com/BikeAnjoFloripa

Atividades agitam Ciclofaixa de Domingo em Florianópolis

O projeto Ciclofaixa de Domingo entra em sua quarta edição em Florianópolis com novidades. Brinca Comunidade, Escolinha Bike, Escola Bike Anjo, além do Encontro de Bicicletas Dobráveis, prometem agitar ciclistas no continente e no Centro.

Mais uma vez, uma faixa da rua será fechada da rótula de Itaguaçu até o início da Avenida Poeta Zininho (Beira-Mar do Estreito) e destinada à circulação de bicicletas, patins, skate e patinete, das 8h às 17h. Os demais trechos da avenida à beira-mar continental serão totalmente interditados e, além dos banheiros químicos, ganharão uma atividade adicional.

Confira a programação para esta edição da Ciclofaixa de Domingo, incluindo eventos ciclísticos para os quais se pode ir de bicicleta com segurança a partir do projeto.

Leia mais…

(Vídeo) Avaliação do primeiro dia da Ciclofaixa de Domingo é positiva

Conteúdo exibido originalmente no programa Jornal do Meio Dia, edição de Florianópolis, da RIC Record SC,  em 29 de julho de 2013. Assista aqui à reportagem no site.

Além da boa recepção da população da população, mostra entrevistas com o vereador Pedro de Assis Silvestre, o Pedrão (PP), o comandante da Guarda Municipal de Florianópolis, Jean Carlos Viana Cardoso, a arquiteta Vera Lúcia Gonçalves da Silva, do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), o presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Daniel de Araújo Costa, e com o Bike Anjo Fabiano Faga Pacheco.

Apenas para corrigir um pequeno equívoco do final da reportagem, usuários de skate, patins e patinetes podem utilizar a Ciclofaixa de Domingo à vontade. A quem estiver a pé, recomenda-se caminhar pela calçada.

Saiba mais:Ciclofaixa de Domingo logo

Ciclofaixa de Domingo tem grande participação da comunidade

Começa a funcionar o projeto Ciclofaixa de Domingo

Ciclofaixa de lazer de Florianópolis começa a funcionar domingo

Atividades da Ciclofaixa de Domingo de Florianópolis

Veja também:

Artigo: uma reflexão crítica sobre as ciclofaixas de lazer de Florianópolis

Florianópolis entra na moda das ciclofaixas de lazer

%d blogueiros gostam disto: