“Espero que a ghost bike em homenagem a ele tenha sido a última”, diz nora de ciclista atropelado em ciclofaixa em Canasvieiras

“Sou a nora de Hector Cesar Galeano. Venho em meio dessa mensagem agradecer pela homenagem que foi feita no dia 12 para meu sogro. Poucos sabem, mas a família de Hector mora nos Ingleses, em Florianópolis. Ele deixou 2 filhos e um neto que o amavam muito e que sentem imensa falta de seu sorriso e seus abraços sempre cheios de amor. Eu, meu marido e meu filho agradecemos!!!

Segue foto do Hector Galeano junto com o neto.

Espero que a Ghost Bike instalada em homenagem a ele na SC-401 tenha sido a última!

 Raquel Rosa Guimarães “


Relatos da Instalação da Bicicleta-fantasma
Pedala Floripa

Fotos
Audálio Marcos Vieira Júnior
Fabiano Faga Pacheco
Guilherme Peres

Vídeos
Audálio Marcos Vieira Júnior
Guilherme Peres 

Saiba mais:

Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana –  A ghost bike de Hector Cesar Galeano foi a segunda do final de semana.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da  Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
SC-401, a Rodovia da Morte para ciclistas – Reportagem do Jornal Notícias do Dia revela a preocupação com a circulação de bicicleta na rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano.
A mobilidade na Ilha – Editorial do Diário Catarinense fala sobre a rodovia e a mobilidade.
SC-401 oferece ainda mais riscos aos ciclistas neste verão – A liberação consentida da Polícia Militar Rodoviária para automóveis usarem o acostamento coloca em risco a vida de ciclistas.
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
A rodovia das mortes – Quando ciclistas são assassinados – Conteúdo do Bicicleta na Rua já previa, em 2009, que mais acidentes como os deste fim-de-semana aconteceriam se não houvesse um redirecionamento dos investimentos e das prioridades.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Veja também:

Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado – Cobertura do Bicicleta na Rua sobre a bicicleta-fantasma na SC-401 em homenagem a Emílio Delfino Carvalho de Souza.
“Os ferimentos do meu filho não foram leves”, diz mãe de ciclista atingido na SC-401 – Desabafo da mãe de Nicolas Paolo Zanella, o outro ciclista atropelado na SC-401.
Notas sobre a reunião pelo fim da impunidade no trânsito – Sociedade civil, mobilizada, divulga novas informações sobre o acidente.
(Vídeo) Acidente na SC-401 no RBS Notícias – Conteúdo da RBS TV SC.
Acorda Floripa! – Depoimento do triatleta André Puhlmann, que estava pedalando próximo ao local do acidente.
Vídeo e mais comentários sobre a entrevista acerca dos ciclistas atropelados na SC-401 – Conteúdo comentado do Jornal do Almoço.
Charge – Pedalando com segurança na SC-401
Comentários e impressões sobre a entrevista sobre o acidente com ciclistas no Jornal do Almoço – Primeira parte dos comentários sobre o vídeo do Jornal do Almoço.
Mais um ciclista morre na SC-401  – Divulgação do último acidente no Jornal Notícias do Dia.
Motorista embriagado que matou ciclista no Jurerê vai a júri popular – Moacir Pereira divulga o andamento do processo do triatleta Rodrigo Machado Lucianetti.

Florianópolis foi a primeira cidade da América do Sul a ter duas bicicletas-fantasmas instaladas em apenas um final de semana

No domingo, outro ciclista foi atropelado.

A instalação da bicicleta-fantasma (ghost bike) no último domingo, dia 12 de fevereiro, em Canasvieiras, em homenagem ao ciclista Hector Cesar Galeano (19/12/1957 – 03/01/2012), morto por um motorista embriagado foi a segunda naquele final de semana na capital catarinense. Na véspera, na mesma rodovia SC-401, outra bicicleta-fantasma relembra o acidente que vitimou Emílio Delfino Carvalho de Souza e feriu Nicolas Paolo Zanella.

Ghost bike em Canasvieiras relembra Hector Cesar Galeano, atropelado por um motorista embriagado no começo do ano. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Cinqüenta e sete ciclistas estiveram presentes nessa homenagem. Moradores do bairro, triatletas e pessoas que usam a bicicleta no dia-a-dia promoveram a homenagem. “Esperamos que as pessoas se conscientizem e que esta seja a última bicicleta-fantasma desta cidade”, falou Audálio Marcos Vieira Júnior.

Mais de cinqüenta ciclistas partem de Canasvieiras. Foto: Guilherme Peres.

A bicicleta-fantasma, toda pintada de branco, foi pendurada num poste na SC-401, a 200m do Trevo de Canasvieiras, sentido centro-bairro, onde Hector foi atingido enquanto pedalava pela ciclofaixa construída com a recente duplicação das pistas da rodovia. No local, também foi pintada no asfalto, no acostamento, uma estrella negra (estrela-negra), simbolizando a vida perdida.

Estrela-negra embranqueia o asfalto da SC-401 em Canasvieiras. Foto: Guilherme Peres.

Inauguração do bicicletário do TICAN

Os ciclistas partiram do Trevo de Canasvieiras e foram rumo ao sul, ocupando a ciclofaixa e o acostamento da região, observando os problemas na obra recém-inaugurada, de forma a serem propositivos e contribuírem para a sua melhoria.

Além da sinalização vertical errônea e deficiente, abrigos de ônibus foram feitos sobre a ciclofaixa e a travessia de algumas das pontes não oferece a menor condição de segurança ao ciclista. A medição com trena indicou que os automóveis não conseguem parar com segurança no acostamento de, no máximo, 1,5m, considerando desnível da pista de rolamento e tachões, obrigando-os a estacionarem sobre a ciclofaixa.

Paradas de ônibus sobre a ciclofaixa obrigam os ciclistas a desviarem de obstáculos. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Os ciclistas passaram sobre o elevado dos Ingleses e, na metade da pedalada, “inauguraram” o novo bicicletário do Terminal de Integração de Canasvieiras, com capacidade para mais 30 bicicletas, com relativa segurança.

Faltou espaço no bicicletário do TICAN. Foto: Guilherme Peres.

Quinta bicicleta-fantasma da Grande Florianópolis

Com mais essas duas, chegam a cinco as bicicletas-fantasmas instaladas na Grande Florianópolis. Destas, 4 foram feitas em homenagem a ciclistas atropelados por motoristas embriagados.

A primeira, na SC-402, em Jurerê, lembra o triatleta Rodrigo Machado Lucianetti, morto em 3 de agosto de 2008. O motorista, Thiago Luiz Stabile, vai a júri popular em sentença publicada mais de três anos após o acidente. Marcelo  Occhialini Godoy, também atropelado, passou por inúmeras cirurgias e ainda sofre com problemas psicológicos decorrentes deste acidente. A boa notícia é que, este ano, deve voltar às atividades físicas.

Bicicleta-fantasma em Jurerê é a única das outras três que está em pé. Foto: Fabiano Faga Pacheco.

Ainda em 2008, em 13 de setembro Rodrigo Wilmar da Costa foi atingido no acostamento na mesma SC-401 onde houve as manifestações da última semana. O motorista, embriagado, com veículo furtado e placas clonadas, foi liberado após pagar fiança de R$2500,00. A bicicleta-fantasma em sua homenagem foi furtada.

Por fim, ainda em 2008, Esaú Roberto de Medeiros foi atropelado por um motociclista às margens da BR-101, em Biguaçu. Sua bicicleta-fantasma, a mesma com a qual pedalava, foi retirada do local por sua família, a pedido do motociclista, visto que Esaú pedalava pela contramão quando foi atingido.

Atropelamento

Por volta das 22h30min do mesmo domingo em que a bicicleta-fantasma de Hector foi erguida, Robson da Silva, 20 anos, foi atropelado na Av. Beira-Mar Norte, próximo à Av. Prof. Othon Gama D’Eça, e foi levado em estado gravíssimo ao Hospital Celso Ramos. Não se tem notícias do seu atual quadro de saúde.

 Fabiano Faga Pacheco

Relatos
Pedala Floripa

Fotos
Audálio Marcos Vieira Júnior
Fabiano Faga Pacheco
Guilherme Peres

Vídeos
Audálio Marcos Vieira Júnior
Guilherme Peres 

Saiba mais:

Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado – Cobertura do Bicicleta na Rua sobre a bicicleta-fantasma na SC-401 em homenagem a Emílio Delfino Carvalho de Souza.
“Os ferimentos do meu filho não foram leves”, diz mãe de ciclista atingido na SC-401 – Desabafo da mãe de Nicolas Paolo Zanella, ciclista atropelado na SC-401.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da  Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
SC-401, a Rodovia da Morte para ciclistas – Reportagem do Jornal Notícias do Dia revela a preocupação com a circulação de bicicleta na rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina.
Notas sobre a reunião pelo fim da impunidade no trânsito – Sociedade civil, mobilizada, divulga novas informações sobre o acidente.
(Vídeo) Acidente na SC-401 no RBS Notícias – Conteúdo da RBS TV SC.
Acorda Floripa! – Depoimento do triatleta André Puhlmann, que estava pedalando próximo ao local do acidente com o Emílio.
Vídeo e mais comentários sobre a entrevista acerca dos ciclistas atropelados na SC-401 – Conteúdo comentado do Jornal do Almoço.
Mais um ciclista morre na SC-401  – Divulgação do último acidente no Jornal Notícias do Dia.
Motorista embriagado que matou ciclista no Jurerê vai a júri popular – Moacir Pereira divulga o andamento do processo do triatleta Rodrigo Machado Lucianetti.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano.
A mobilidade na Ilha – Editorial do Diário Catarinense fala sobre a rodovia e a mobilidade.
SC-401 oferece ainda mais riscos aos ciclistas neste verão – A liberação consentida da Polícia Militar Rodoviária para automóveis usarem o acostamento coloca em risco a vida de ciclistas.
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
A rodovia das mortes – Quando ciclistas são assassinados – Conteúdo do Bicicleta na Rua já previa, em 2009, que mais acidentes como os deste fim-de-semana aconteceriam se não houvesse um redirecionamento dos investimentos e das prioridades.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Veja também:

Charge – Pedalando com segurança na SC-401
Comentários e impressões sobre a entrevista sobre o acidente com ciclistas no Jornal do Almoço – Primeira parte dos comentários sobre o vídeo do Jornal do Almoço.

Mais de duzentas pessoas comparecem à homenagem a ciclista morto na SC-401, neste sábado

Texto: Fabiano Faga Pacheco. Fotos: Fabricio Sousa.

Cento e noventa e dois ciclistas e cerca de 30 pessoas a pé participaram, na manhã deste sábado, da implantação da quarta bicicleta-fantasma (ghost bike) na Grande Florianópolis. Foi uma homenagem ao ciclista Emílio Delfino Carvalho de Souza, 21 anos, que morreu atropelado por um motorista embriagado na manhã do último domingo, 5 de fevereiro, na SC-401, no bairro João Paulo, em Florianópolis.

A partir das 9h, ciclistas começaram a chegar na pista de skate da Trindade, onde um café-da-manhã coletivo, com frutas, foi servido. Pouco depois das 10h, os ciclistas tomaram a ciclovia da Av. Beira-Mar Norte, passando pelas Av. Madre Benvenuta e Rod. Admar Gonzaga antes de começarem a subir a SC-401. Uma das duas faixas de rolamento do local foi fechada, a fim de garantir a segurança dos ciclistas num trecho onde o acostamento é inexistente.

O excesso de veículos ocasionou lentidão no local para o tráfego motorizado. Mesmo assim, diversos acenos e buzinas de apoios foram ofertados por quem estava em automóvel. Não se ouviu nenhuma manifestação de raiva.

Ciclistas, estudantes de Medicina – colegas de Emílio – e alunos de Kung Fu, amigos de Nicolas Paolo Zanella, o outro ciclista envolvido no acidente, levaram cartazes, protestando contra a violência no trânsito, exigindo respeito ao ciclista e pedindo maior fiscalização da Lei Seca.

Ao chegarem ao local do acidente, foi feito um flash mob de cerca de quatro minutos: os ciclistas deitaram no asfalto, num ato de memória e respeito aos ciclistas mortos no asfalto. Foi pintada uma estrela negra no asfalto, imediatamente abaixo do local onde o ciclista bateu a cabeça do chão. Além disso, uma bicicleta inteiramente branca, chamada bicicleta-fantasma (ghost bike) foi afixada a um poste de luz, a cerca de 5m de altura, de forma a chamar atenção na paisagem, relembrando os motoristas de que devem tomar atenção redobrada com os ciclistas. A sua colocação foi feita de forma a não atrapalhar a visão dos usuários e motoristas do transporte coletivo, já que ali há uma baia de ônibus.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Martha Batista de Lima, mãe de Nicolas, levou flores ao local. Um vaso foi pendurado no selim da bicicleta-fantasma e outro foi colocado na terra, diante dela.

Os ciclistas fizeram duas orações e, com ajuda da Polícia Militar Rodoviária, que fechou ambas as pistas, tomaram a SC-401 em sentido contrário, retornando à concentração.

Saiba mais:

“Os ferimentos do meu filho não foram leves”, diz mãe de ciclista atingido na SC-401 – desabafo da mãe de Nicolas Paolo Zanella, o outro ciclista atropelado na SC-401.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da  Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
SC-401, a Rodovia da Morte para ciclistas – Reportagem do Jornal Notícias do Dia revela a preocupação com a circulação de bicicleta na rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina.
Notas sobre a reunião pelo fim da impunidade no trânsito – Sociedade civil, mobilizada, divulga novas informações sobre o acidente.
(Vídeo) Acidente na SC-401 no RBS Notícias – Conteúdo da RBS TV SC.
Acorda Floripa! – Depoimento do triatleta André Puhlmann, que estava pedalando próximo ao local do acidente.
Vídeo e mais comentários sobre a entrevista acerca dos ciclistas atropelados na SC-401 – Conteúdo comentado do Jornal do Almoço.
Mais um ciclista morre na SC-401  – Divulgação do último acidente no Jornal Notícias do Dia.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano.
SC-401 oferece ainda mais riscos aos ciclistas neste verão – A liberação consentida da Polícia Militar Rodoviária para automóveis usarem o acostamento coloca em risco a vida de ciclistas.
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
A rodovia das mortes – Quando ciclistas são assassinados – Conteúdo do Bicicleta na Rua já previa, em 2009, que mais acidentes como os deste fim-de-semana aconteceriam se não houvesse um redirecionamento dos investimentos e das prioridades.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Veja também:

Charge – Pedalando com segurança na SC-401
Comentários e impressões sobre a entrevista sobre o acidente com ciclistas no Jornal do Almoço – Primeira parte dos comentários sobre o vídeo do Jornal do Almoço.

Notícias sobre a Bicicletada deste sábado

Na mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de SC, os ciclistas de Florianópolis irão realizar, neste sábado, uma Bicicletada rumo à SC-401, no bairro João Paulo, onde o ciclista Emílio Delfino Carvalho de Souza foi morto e o ciclista Nicolas Paolo Zanella, ferido, por um motorista alcoolizado no último domingo, dia 5 de fevereiro.

A concentração da manifestação começará a partir das 9h, na pista de skate em frente ao Shopping Iguatemi, no bairro Trindade. A saída para a pedalada começará às 10h, com previsão de chegada para instalação da estrela negra (estrella negra) e da bicicleta-fanstama (ghost bike) no local do acidente, às 10h30min.

A bicicleta-fantasma em homenagem a Emílio Delfino foi pintada nesta sexta-feira. Foto: João Paulo Neri Garibaldi.

Marcas de sangue e pedaços tanto do automóvel quanto das bicicletas ainda eram encontrados no local na noite desta sexta-feira. A marca de onde Emílio bateu a cabeça após rolar por sobre o automóvel está a cerca de 4,5m da pista de rolamento, em frente a uma baia de ônibus.

A Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo) protocolou um ofício pedindo escolta para segurança dos ciclistas à Polícia Militar Rodoviária e Polícia Militar. O documento, abaixo, também é de conhecimento da Câmara Municipal. O Direto do Campo e o bar Samaritano, ao lado da pista de skate, disponibilizarão frutas e café-da-manhã a custos bastante reduzidos para quem chegar cedo no local. Além deles, a loja Della Bikes, os centros acadêmicos dos cursos de Ciências Biológicas (CABio) e Medicina (CALIMED) e o Grupo de Estudos e Educação Ambiental (GEABio) da Universidade Federal de Santa Catarina também contribuíramo nos preparativos e na logística.

Em caso de chuva, o evento permanece confirmado!

O percurso pode ser feito também a pé (recomenda-se ir a partir do final da ciclovia da Av. da Saudade). Se chegar cedo ao local (a partir das 8h), quem não tiver uma bicicleta pode arrumar alguma.

Confirmaram presença também ciclistas dos grupos Duas Rodas MTB Floripa, Pedal do Della e do projeto Novos Horizontes, parceiro da Associação Catarinense para Integração dos Cegos, que fará sua tradicional pedalada saindo às 8h30min e seguirá, posteriormente, para a Bicicletada.

Levem água e protetor solar! Quem puder auxiliar com escadas, vai dar uma grande contribuição.

Os atletas da IronMind, que estarão em uma competição em Navegantes e não poderão se fazer presentes, irão competir com uma faixa negra no braço como uma forma de protesto contra a violência no trânsito.

Obs.: quem for domingo e sair da região central, poderá sair em grupo do mesmo lugar às 8h, com destino a Canasvieiras.

Saiba mais:

“Os ferimentos do meu filho não foram leves”, diz mãe de ciclista atingido na SC-401 – desabafo da mãe de Nicolas Paolo Zanella, o outro ciclista atropelado na SC-401.
Florianópolis terá duas Bicicletadas neste fim de semana – Divulgação oficial da  Mobilização por mais segurança e menos mortes na Ilha de Santa Catarina.
SC-401, a Rodovia da Morte para ciclistas – Reportagem do Jornal Notícias do Dia revela a preocupação com a circulação de bicicleta na rodovia estadual mais movimentada de Santa Catarina.
Notas sobre a reunião pelo fim da impunidade no trânsito – Sociedade civil, mobilizada, divulga novas informações sobre o acidente.
(Vídeo) Acidente na SC-401 no RBS Notícias – Conteúdo da RBS TV SC.
Acorda Floripa! – Depoimento do triatleta André Puhlmann, que estava pedalando próximo ao local do acidente.
Vídeo e mais comentários sobre a entrevista acerca dos ciclistas atropelados na SC-401 – Conteúdo comentado do Jornal do Almoço.
Mais um ciclista morre na SC-401  – Divulgação do último acidente no Jornal Notícias do Dia.
Dois exemplos de por que devem ser feitas ciclovias em vez de ciclofaixas nas rodovias – Nota sobre o acidente com Hector Cesar Galeano.
SC-401 oferece ainda mais riscos aos ciclistas neste verão – A liberação consentida da Polícia Militar Rodoviária para automóveis usarem o acostamento coloca em risco a vida de ciclistas.
Ciclistas mortos na Grande Florianópolis após a vigência da Lei Seca – Relação, infelizmente já desatualizada, dos ciclistas que morreram atropelados na região.
A rodovia das mortes – Quando ciclistas são assassinados – Conteúdo do Bicicleta na Rua já previa, em 2009, que mais acidentes como os deste fim-de-semana aconteceriam se não houvesse um redirecionamento dos investimentos e das prioridades.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – As primeiras ghost bikes da Grande Florianópolis são divulgadas para o mundo. A cidade foi a terceira cidade brasileira a contar com essa homenagem.

Veja também:

Charge – Pedalando com segurança na SC-401
Comentários e impressões sobre a entrevista sobre o acidente com ciclistas no Jornal do Almoço – Primeira parte dos comentários sobre o vídeo do Jornal do Almoço.

Para não esquecer – Primeira ghost bike de Florianópolis

Vasculhando o site do Diário Catarinense, encontrei esta reportagem, publicada na edição impressa do periódico em 11 de dezembro de 2008 (pág. 21 – leia aqui no site do DC).  Depois de Rodrigo Lucianetti, cerca de 10 ciclistas perderam a vida na região da Grande Florianópolis, vítimas de crimes de trânsito. A fim de não esquecermos a violência a que os ciclistas, desprotegidos de carapaças metálicas, estão expostos frente à imprudência no trânsito, divulgamos a matéria, bem como torçamos para que a justiça puna severamente o envolvido, contribuindo, assim, para que casos semelhantes não venham a ocorrer no futuro. Saudações à família do Rodrigo.

Trânsito

Silêncio e bicicleta para lembrar vítima

Os participantes da passeata, ocorrida sábado à tarde, em homenagem ao triatleta e engenheiro Rodrigo Lucianetti, atropelado e morto no último dia 3, preferiram não fazer discursos. No local do acidente, na Rodovia Mauricio Sirotsky Sobrinho, em Jurerê, no Norte de Florianópolis, ergueram uma bicicleta branca, pintaram uma estrela no asfalto e rezaram. Depois, alguns de bicicleta, muitos a pé, retiraram-se.

A bicicleta branca, também conhecida como “bicicleta fantasma”, é um sinal internacional que indica locais onde ciclistas morreram. A demonstração reuniu cerca de 80 pessoas de bicicleta e 250 a pé. Parte dos ciclistas era da Iron Mind, equipe de triatlo da qual Lucianetti era integrante. Quase todos trajavam camisetas brancas com a foto dele e os dizeres “Mais vida. Mais respeito. Não podemos perder outra vida”, também presente nas faixas que eram carregadas. O mesmo policial militar que atendeu a ocorrência do atropelamento, por volta das 7h45min do domingo da semana passada, ajudou na escolta da passeata e a controlar o trânsito. Durante a passeata, o tráfego chegou a ficar parado por cerca de 10 minutos e formou-se fila de aproximadamente 50 metros.

Passeata homenageou atleta atropelado por condutor embriagado da Capital. Foto: Guto Kuerten.

O agrupamento reuniu-se a partir das 14h no restaurante Taikô, em Jurerê. Como ficava a quatro quilômetros de distância do lugar, os que foram a pé dirigiram-se primeiro. Os ciclistas saíram pouco depois do Taikô e todos encontraram-se perto da Estação Ecológica de Carijós.

Ex-professores, incluindo reitor da UFSC, participaram

Além da família, amigos e colegas de trabalho, ex-professores também compareceram à homenagem, entre eles o reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Álvaro Prata, que deu aula para Lucianetti no curso de Engenharia Mecânica.

Lucianetti foi atropelado enquanto treinava para a etapa do IronMan, que será disputado em setembro.

O outro ciclista que pedalava com ele no momento do acidente, Marcelo Occhialini, 37, sofreu fraturas na perna e no braço esquerdo e passou por cirurgia. Segundo a Polícia Militar Rodoviária, o teste do bafômetro comprovou que Thiago Luiz Stabile, 21, condutor do Gol que atingiu os dois, estava embriagado. O rapaz foi preso e responde por homicídio doloso.

Foto: Guto Kuerten.

Saiba mais:

Brechas na legislação favorecem crimes de trânsito – editorial do Diário Catarinense aborda relação entre a Lei Seca, a justiça, a imprudência dos motoristas e a violência no trânsito.
Começa julgamento do jovem embriagado que assassinou triatleta após Lei Seca – o Jornal Notícias do Dia alerta sobre a primeira audiência do caso em questão.
Mais rigor no trânsito – artigo de Clarissa Homsi mostra as tendências do Judiciário no tratamento às infrações de trânsito.
A rodovia das mortes – Quando ciclistas são assassinados – matéria do Bicicleta na Rua aborda o descaso das autoridades públicas estaduais para a situação que ciclistas e pedestres enfrentam na SC-401.
Bicicletas-fantasmas em Florianópolis para o mundo saber – as homenagens aos ciclistas falecidos na Grande Florianópolis chegaram ao site internacional Ghostbikes.org.
Papo no Deinfra: sobre bicicletas em acostamento e o caso de Jurerê – conteúdo do Bicicleta na Rua mostra que se pensava em retirar as bicicletas-fantasmas dos locais onde foram instaladas.
Passeata faz homenagem a triatleta morto ao ser atropelado por motorista bêbado – conteúdo on line do Diário Catarinense sobre a Passeata pela Vida.
Motorista embriagado provoca morte de ciclista em Florianópolis – conteúdo on line do Diário Catarinense sobre a tragédia dos ciclistas.

%d blogueiros gostam disto: