Floribike: encaminhamento do edital homenageou os 10 anos da Bicicletada em Florianópolis

bicicleta_na_rua3-joel pacheco

Agora três empresas estão na disputa.

O edital de qualificação para o sistema de bicicletas coletivas de Florianópolis, pré-denominado Floribike, foi oficialmente encaminhado pela Comissão Municipal de Mobilidade Urbana por Bicicleta (Pró-Bici) para a Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Sustentável (SMCTDES) no dia 29 de outubro de 2012, uma segunda-feira. Foi o primeiro dia útil após a Bicicletada Floripa de outubro, realizada na última sexta-feira daquele mês, dia 26. Esta data marcou a edição comemorativa dos dez anos da Massa Crítica em Florianópolis.

Em discussão desde meados de 2011, as bicicletas coletivas de Florianópolis dependem apenas da publicação desse edital para ter seguimento. O documento determina as características que devem constar para que o aluguel de bicicletas na cidade ocorra, bem como dá providências para a classificação das empresas interessadas em implantar o sistema.

Desde julho o documento se encontrava na Pró-Bici para análise técnica. “Foram feitas mais de quatro dezenas de correções para se adequar o edital à legislação”, ponderou Fabiano Faga Pacheco, secretário da Pró-Bici. As alterações foram apresentadas durante a reunião ordinária da Comissão de 24 de outubro e, logo após, encaminhadas por sua coordenadora técnica, a arquiteta e urbanista Vera Lúcia Gonçalves da Silva.

Um mês depois, o edital foi encaminhado à Secretaria Municipal de Administração e Previdência e dependia apenas de uma assinatura do então prefeito, Dário Berger (PMDB), para ser publicado no Diário Oficial do Município, fato que acabou por não ocorrer.

Empresa espanhola ganha direito de concorrer

O edital depende, ainda hoje, apenas da assinatura do prefeito eleito, Cesar Souza Júnior (PSD), para ser lançado. Durante sabatina no segundo turno da campanha eleitoral, ele afirmou ser completamente favorável à implantação do aluguel de bicicletas, constando como uma das promessas de seu “Termo de Compromisso com os Ciclistas”, assinado junto à Bicicletada Floripa, Bike Anjo Floripa, ViaCiclo e Bicicleta na Rua. Seu vice-prefeito, João Amin (PP), inclusive esteve na audiência pública sobre o tema.

Mas agora, não serão mais apenas duas empresas que concorrem para obterem o direito de implantar as bicicletas coletivas. Após análise de recurso, a Comissão Permanente de Licitações habilitou a empresa espanhola Movement Barcelona, responsável, dentre outros, pelo sistema Bicing, de Barcelona. A empresa havia sido desclassificada por critérios burocráticos, como não tradução de atestados de capacidade técnica e de certidão de débitos. Ela se junta à CompartiBike e à Serttel.

Confira abaixo a nota completa no Diário Oficial.

Diario Oficial de Florianopolis 2012-08-31

SECRETARIA MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL

RESULTADO DO PROCESSO LICITATÓRIO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO Nº. 147/SMAP/DLC/2012.
O Município de Florianópolis, por intermédio da Comissão Permanente de Licitações para Cadastro e Habilitação, após análise do recurso interposto pela empresa MOVEMENT BARCELONA 2005 S2, torna público aos interessados:

EMPRESAS PRÉ-QUALIFICADAS:

– M2 SOLUÇÕES EM ENGENHARIA LTDA.;
– SERTTEL LTDA.;
– MOVEMENT BARCELONA 2005 S2.

Florianópolis, em 27 de agosto de 2012.
A Comissão.

Saiba mais:

Apenas duas empresas são habilitadas a concorrer ao sistema de bicicletas públicas de Florianópolis
Aberto edital de pré-qualificação do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis é tema de Podcast
Embora pronto, edital das bicicletas públicas de Florianópolis não será lançado em 2011
Ata da Audiência Pública do Sistema de Bicicletas Públicas de Florianópolis (Floribike)
Florianópolis dá primeiro passo para implantação de bicicletas coletivas
Audiência pública debaterá aluguel de bicicletas em Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis deve ficar pronto em novembro de 2012
Florianópolis espera contar com bicicletas públicas em 2012

Veja também:

Ausência de seguranças para o ciclista é tema de Podcast na Rádio UDESC
Pedalada Pelada leva bom humor às ruas de Florianópolis na busca por respeito no trânsito
(Bicicultura) Jornal Bom Dia – Sorocaba terá mais ciclovias
(Bicicultura) Serttel aborda a iniciativa das bicicletas públicas

Apenas duas empresas são habilitadas a concorrer ao sistema de bicicletas públicas de Florianópolis

Foi publicado na última sexta-feira, no Diário Oficial de Florianópolis, o resultado da etapa de pré-qualificação do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis, previamente denominado Floribike. Das cinco empresas que se inscreveram, apenas duas foram habilitadas para seguirem para o processo seguinte da licitação.  Na próxima etapa da concessão do serviço de aluguel de bicicletas,

serão avaliados critérios econômicos, que englobam menor tarifa para o usuário e menor ônus à prefeitura, e técnicos, incluindo características dos sistemas de cadastramento, aquisição de crédito, locação das bicicletas e logística, além de características das próprias bicicletas e das estações para retirada e devolução destas.

As empresas nacionais M2 Soluções em Engenharia (CompartiBike) e Serttel foram habilitadas, enquanto que a portuguesa Miralago e a espanhola Movement Barcelona, que operam os sistemas de Paris e Agueda (Miralago) e de Barcelona e Cornella de Labregrat (Movement Barcelona), foram desclassificadas por não apresentarem toda a documentação necessária, incluindo atestados de capacidade técnica. A empresa Nery & Scheinkmann, de Curitiba, dentre outras coisas, não conseguiu comprovar fornecimento do serviço por meio eletrônico.

A CompartiBike opera, atualmente, o PEDALUSP, sistema de bicicletas compartilhadas da Universidade de São Paulo (USP). Já a Serttel, responsável pela SAMBA (Solução Alternativa para Mobilidade por Bicicletas de Aluguel), gerencia a locação de bicicletas no Rio de Janeiro (BikeRio), Petrolina, João Pessoa e Sorocaba.

As empresas poderão recorrer da habilitação até o final desta semana.

Veja abaixo a nota completa no Diário Oficial.

SECRETARIA MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL

RESULTADO DO PROCESSO LICITATÓRIO DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO Nº. 147/SMAP/DLC/2012.
O Município de Florianópolis, por intermédio da Comissão Permanente de Licitações para cadastro e habilitação, torna público aos interessados:

EMPRESAS HABILITADAS: SERTTEL e M2 BIKE

EMPRESAS INABILITADAS:

Empresa MOVEMENT BARCELONA 2005 SL, por não atender a norma editalícia, conforme segue:
a) A Procuração foi outorgada ao Sr. Renato Frison de Almeida, sem poderes para substabelecer, e quem representou a empresa na data da abertura com substabelecimento foi o Sr. Cesar David Sahid Pedrozo;
b) A Certidão Negativa de Débitos do Município de Cornella de Labregrat não está traduzida, descumprindo o subitem 4.2.2.3 do edital;
c) Que os atestados de capacidade técnica emitidos pela Bicing Barcelona não vieram acompanhados dos contratos traduzidos, descumprindo o subitem 4.2.2.3. do edital.

Empresa NERY & SCHEINKMANN, por não atender a norma editalícia, conforme segue:
a) A empresa não apresentou as duas últimas guias do FGTS quitadas, descumprindo o subitem 4.2.2”b” do edital.
b) A empresa apresentou índices de endividamento em desconformidade com o disposto no subitem 4.2.3 do edital.
c) A empresa não comprovou o fornecimento do serviço por meio eletrônico, conforme o anexo I do edital.

Empresa CICLISTA MIRALAGO, por não atender a norma editalícia, conforme segue:
a) Não apresentou os contratos referentes aos atestados de capacidade técnica emitidos pelas cidades de Paris e Agueda, descumprindo o subitem 4.2.4, alínea “A” do edital, que solicita a apresentação dos mesmos.
b) Não apresentou as Certidões Negativas de Débito do FGTS (subitem 4.2.2, alínea “b”), Certidão Negativa Federal (subitem 4.2.2, alínea “f”), Certidão Negativa Estadual (subitem 4.2.2, alínea “g”) e Certidão de Dívida Ativa da União (subitem 4.2.2, alínea “e”), do edital, ou equivalentes no país de origem.

A Comissão Permanente de Licitações, em conformidade com o art. 109, I, “a”, da Lei 8.666/93 abre prazo de 05 (cinco) dias úteis para recurso.
Florianópolis, em 06 de junho de 2012. A Comissão.

Saiba mais:

Aberto edital de pré-qualificação do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis é tema de Podcast
Embora pronto, edital das bicicletas públicas de Florianópolis não será lançado em 2011
Ata da Audiência Pública do Sistema de Bicicletas Públicas de Florianópolis (Floribike)
Florianópolis dá primeiro passo para implantação de bicicletas coletivas
Audiência pública debaterá aluguel de bicicletas em Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis deve ficar pronto em novembro de 2012
Florianópolis espera contar com bicicletas públicas em 2012

Veja também:

Pedalada Pelada leva bom humor às ruas de Florianópolis na busca por respeito no trânsito
(Bicicultura) Jornal Bom Dia – Sorocaba terá mais ciclovias
(Bicicultura) Serttel aborda a iniciativa das bicicletas públicas

Cinco empresas concorrem ao Floribike

Cinco empresas entregaram a documentação para habilitação ao processo licitatório do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis, o Floribike. As empresas interessadas deveriam se manifestar oficialmente até às 14h desta quinta-feira, 02 de maio.

Agora, uma comissão da Diretoria de Licitações e Contratos da Secretaria Municipal de Administração e Previdência irá avaliar a documentação e manifestar-se, habilitando as empresas ao próximo passo da licitação, que se refere à concessão do serviço.

Manifestaram interesse as seguintes empresas:

1) M2 Soluções em Engenharia Ltda., da Compartibike, que opera o PEDALUSP, sistema de bicicletas compartilhadas que funciona na Universidade de São Paulo (USP).

2) Empresa Ciclista Miralago, de Portugal, que fabrica as bicicletas utilizadas nos sistemas de Paris (Vélib) e Lyon (VéloV).

3) Movement Barcelona 2005 SL, da Espanha, responsável pelo sistema de bicicletas comunitárias de Barcelona (Bicing).

4) Serttel Ltda., empresa de Recife responsável pela SAMBA (Solução Alternativa para Mobilidade por Bicicletas de Aluguel), que gerencia a locação de bicicletas no Rio de Janeiro (BikeRio), Petrolina, João Pessoa e Sorocaba.

5) Nery & Scheinkmann Comércio, Aluguel e Manutenção de Bicicletas Ltda., de Curitiba, que mantém na capital paranaense locação de bicicletários.

O próximo edital de licitação deve sair até dia 06 de julho, de acordo com a legislação, por ser 2012 ano eleitoral.

Saiba mais:

Aberto edital de pré-qualificação do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis é tema de Podcast
Embora pronto, edital das bicicletas públicas de Florianópolis não será lançado em 2011
Ata da Audiência Pública do Sistema de Bicicletas Públicas de Florianópolis (Floribike)
Florianópolis dá primeiro passo para implantação de bicicletas coletivas
Audiência pública debaterá aluguel de bicicletas em Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis deve ficar pronto em novembro de 2012
Florianópolis espera contar com bicicletas públicas em 2012

Veja também:

Pedalada Pelada leva bom humor às ruas de Florianópolis na busca por respeito no trânsito
(Bicicultura) Jornal Bom Dia – Sorocaba terá mais ciclovias
(Bicicultura) Serttel aborda a iniciativa das bicicletas públicas

(Mobilidade nas Cidades) Cities-for-Mobility opina e dá sugestões de como melhorar a mobilidade urbana de Florianópolis

A reportagem abaixo foi originalmente publicada no Jornal Notícias do Dia, edição de Florianópolis, em 26 de abril de 2011 (pág. 4). Alguns pequenos equívocos foram corrigidos no próprio texto. Você pode também ler a matéria original na íntegra em .pdf: {pág. 4}  {contracapa}.

Opção para o trânsito

Especialistas do país e do mundo estarão em Florianópolis hoje e amanhã participando do Fórum Internacional sobre Mobilidade Urbana. Os espaços públicos da Capital estão voltados para os carros. Autoridade alemã diz que não há infraestrutura para priorizar as bicicletas.

Duas Rodas. Alemão Patrick Daude representa Stuttgart
e mantém contato com Florianópolis.

Mobilidade Urbana

Transporte entra em debate

Evento sobre trânsito nas cidades inicia hoje, na Capital

Florianópolis – Transporte público  por meio de ciclovias é um dos temas do Fórum Internacional sobre Mobilidade Urbana realizado em Florianópolis nesta terça e quarta-feira. A Capital recebe diferentes especialistas nacionais e internacionais no assunto. Um deles é Patrick Daude, coordenador do Cities For Mobility, maior entidade privada do planeta que trata sobre mobilidade urbana e sediada em Stuttgart, na Alemanha.

Daude também integra a equipe de política da prefeitura e câmara daquela cidade. Como representante do prefeito de Stuttgart, ele faz uma espécie de intercâmbio com a Prefeitura da Capital há cinco anos e já percebeu os principais problemas da cidade. “Há vontade em mudar, mas é um caminho difícil. Percebemos o predomínio do espaço público para carros. No entanto, falta estrutura para optar pela bicicleta. E não basta infraestrutura, é preciso educação especialmente para demonstrar respeito ao ciclista”, lembra.

Prioridade. Para Patrick Daude, o uso de bicicletas deveria ser incentivado. Foto: Lucas Sampaio/Arquivo/ND.

Para o alemão, o transporte público por meio de ônibus também precisa de melhorias. “Os terminais são bons e os ônibus são atémodernos. Mas falta integração tarifária em toda a região”, diz. Outro problema é a falta de informações dentro dos terminais e nos pontos de ônibus. “Para onde vai? Qual linha? Poderia haver um mapa mostrando todo o percurso. Vejo que os telões ficam com até um minuto de publicidade. Imagine você chegar atrasado, querendo pegar um ônibus e ter que esperar até um minuto para ver qual é a próxima linha”, alerta.

Quanto às opções de acesso à Ilha, Daude diz que “se for para criar outro espaço, que se dê prioridade ao transporte público.”

Prefeitura da Capital prevê investimento
em “bicicletas públicas”

A prefeitura de Florianópolis planeja marcar o aniversário da cidade de 2011 2012 com a inauguração do sistema de transporte por bicicletas públicas, uma espécie de aluguel de bicicletas de baixa tarifa para complementar o sistema de transporte público feito por ônibus. O convite para o estudo do modelo foi feito pela empresa Icnita Emovity, de Barcelona.

De acordo com a diretora de Planejamento do Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis), Vera Lúcia Gonçalves da Silva, a empresa espanhola estudou modelos de bicicletas públicas no mundo todo e apresentou uma proposta ao município. “Os testes seriam feitos em dois eixos principais, a avenida Beira-mar Norte ligando à UFSC, e a avenida Hercílio Luz, no Centro”, diz.

Maiara Gonçalves

%d blogueiros gostam disto: