(VI) Especial Floribike: Conheça as concorrentes – Serttel

bicicleta_na_rua3-joel pacheco

Três empresas estão habilitadas a concorrer à implantação do sistema de bicicletas coletivas de Florianópolis. Uma delas é pioneira no Brasil em oferecer o serviço automatizado de compartilhamento de bicicletas. A Serttel tem origem em Recife, mas ganhou  destaque no Rio de Janeiro. Apesar de seus 23 anos de existência, apenas em 2009, quando firmou parceria com a prefeitura carioca para implantar o SAMBA (Sistema Alternativo de Mobilidade por Bicicletas de Aluguel) obteve reconhecimento nacional.

Com oito locais para se retirar e devolver bicicleta na zona sul do Rio de Janeiro, o sistema, que contava com a necessidade de uso de celular para se efetuar o aluguel, chamou atenção para esse nicho de mercado até então quase inexistente no país.

Ainda nessa época, a empresa chegou a ser cotada para oferecer o mesmo serviço em Florianópolis, em negociações que se mostraram infrutíferas.

Em 2011, a empresa passou por uma grande reformulação. O aporte de patrocínio do banco Itaú possibilitou uma melhora tecnológica do sistema de bicicletas coletivas e a expansão a outras cidades do país. Hoje, o BikeRio conta com 600 bicicletas em 60 estações na região de Copacabana, Vieira Souto e Lagoa Rodrigo de Freitas, nas quais são feitas mais de 125.000 viagens mensais.

BikeRio. Foto: Sebrae.BikeRio

Em compensação, os sistemas que existiram em Blumenau e João Pessoa não deram certo. Na cidade catarinense, as cinco estações instaladas em 2009 até estavam localizadas em bons pontos, mas eram em número insuficiente para gerar uma demanda atrativa ao serviço.

SAMBA Blumenau. Foto: Jaime Batista da Silva.SAMBA Blumenau

Já na orla paraibana, o Pedala João Pessoa mostrou-se um sucesso, mas o clima do nordeste prejudicou a durabilidade das bicicletas e, no início de 2012, o projeto foi retirado para ser reestruturado e recolocado em operação com foco nos moradores da cidade – o principal uso era por turistas. Até agora, o Pedala João Pessoa não foi reativado.

Pedala João Pessoa. Foto: Rogério Leite / Pedalando e Olhando.Pedala João Pessoa

Recentemente, a empresa adquiriu os direitos para implantar e operar os sistemas de bicicletas coletivas de diversas outras cidades brasileiras.

Confira a abordagem das bicicletas coletivas pela Serttel durante o Bicicultura 2010

Em março de 2011, a empresa disponibilizou em Petrolina (PE) o empréstimo de bicicletas, local onde opera já o sistema de estacionamentos rotativos (equivalente à Zona Azul).

SAMBA Petrolina. Foto: Plantão do Vale.SAMBA Petrolina

Em 2012, entrou em operação o BikeSampa. A capital paulista hoje possui 96 estações e 1152 bicicletas passíveis de circulação. Já na Baixada Santista, o BikeSantos conta com 30 estações e até 360 bicicletas.

BikeSantos. Foto: A Tribuna.BikeSantos

Além disso, venceu as licitações para Porto Alegre e Sorocaba. No Rio Grande do Sul, também são 30 as estações já em operação no BikePoA.

BikePoA. Foto: Deb Dorneles / Porto Alegre Cycle Chic.BikePoA

Já em Sorocaba, cidade-modelo quando se trata de mobilidade por bicicleta, o aluguel de bicicletas é gratuito. Para pegarem bicicletas em algumas das 18 estações do IntegraBike, o usuário deve utilizar um dos cartões de transporte coletivo.

Integrabike. Foto: Eu Vou de Bike.IntegraBike

Em Recife, no começo deste ano, começou a operar o Porto Leve, um projeto da incubadora tecnológica pernambucana Porto Digital. São 10 estações e 100 bicicletas em funcionamento, número que deve dobrar em três anos.

Porto Leve. Foto:  Rhayana Fernandes / LeiaJá.Porto Leve

Saiba mais:

(I) Especial Floribike: Edital de concorrência será lançado no aniversário da cidade
(II) Especial Floribike: São Paulo e Rio de Janeiro foram pioneiros
(III) Especial Floribike: Projeto de bicicletas coletivas vem de 2009
(IV) Especial Floribike: Conheça as concorrentes – Compartibike
(V) Especial Floribike: Conheça as concorrentes – Movement Barcelona
(VI) Especial Floribike: Conheça as concorrentes – Serttel
(VII) Especial Floribike: As empresas que ficaram pelo caminho
(VIII) Especial Floribike: A opção por Nova York
(IX) Especial Floribike: Compartilhamento universitário
(X) Especial Floribike: Iniciativa do interior do Paraná é premiada
(XI) Especial Floribike: Bicicletas coletivas que salvam vidas
(XII) Especial Floribike: Como funcionará em Florianópolis

Veja também:

Floribike: encaminhamento do edital homenageou os 10 anos da Bicicletada em Florianópolis
Apenas duas empresas são habilitadas a concorrer ao sistema de bicicletas públicas de Florianópolis
Aberto edital de pré-qualificação do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis é tema de Podcast
Embora pronto, edital das bicicletas públicas de Florianópolis não será lançado em 2011
Ata da Audiência Pública do Sistema de Bicicletas Públicas de Florianópolis (Floribike)
Florianópolis dá primeiro passo para implantação de bicicletas coletivas
Audiência pública debaterá aluguel de bicicletas em Florianópolis
Aluguel de bicicletas de Florianópolis deve ficar pronto em novembro de 2012
Florianópolis espera contar com bicicletas públicas em 2012

Bicicletadas de julho pelo Brasil

Quarta-feira, 25 de julho

João Pessoa, PB

Em homenagem a triatleta atropelado.
Saiba mais.

Sexta-feira, 27 de julho

Aracaju, SE

Belo Horizonte, MG

Hoje, concentração às 18h, saída às 19h.

Brasília, DF

Cuiabá, MT

Florianópolis, SC

Joinville, SC

Juiz de Fora, MG

Lages, SC

Maceió, AL

Manaus, AM

Mossoró, RN

Pelotas, RS

Concentração a partir das 20h30, na Praça José Bonifácio (Catedral São Francisco de Paula). Saída às 21h.

Porto Alegre, RS

Recife, PE

Ribeirão Preto, SP

Rio de Janeiro, RJ

Salvador, BA

São Luís, MA

Saída às 19h da Praça do Rodão, na Cohab, em frente à Igreja Católica.

São Paulo, SP

Concentração a partir das 18h, na Praça do Ciclista, esquina da Av. Paulista com R. da Consolação. Saída às 20h.

São Sebastião, SP

Vitória, ES

Concentração a partir das 19h na Praça dos Namorados, próximo ao Cine Metrópolis, UFES. Saída às 20h.

Sábado, 28 de julho

Curitiba, PR

Jacareí, SP

Natal, RN

Rio Grande da Serra, SP

Massa Crítica do Grande ABC

Bicicletadas pelo Brasil – Março de 2012

Março termina e traz com ele as manifestações cicloativistas pelo Brasil. Mesmo renovados de esperança pela presença maciça de milhares de ciclistas na Bicicletada Nacional, ocorrida em fevereiro, este mês de março ficou indelevelmente marcado pelo atropelamento e morte de Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, por Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, homem de maior fortuna do país. Orgulhando-se de feitos como ter dirigido a mais de 200km/h numa rodovia brasileira, e de ter atingido 51 pontos na carteira, sem tê-la visto ser apreendida, Thor observa este acidente ganhar proporções que fogem da esfera do Rio de Janeiro e alcançam, inclusive, outros países. Ciclistas de dezenas de cidades irão manifestar-se – novamente – contra a impunidade, nas diversas Bicicletadas/Massas Críticas que vão ocorrer neste final de semana. Confira abaixo a relação e a informação sobre a pedalada de cada cidade.

Sexta-feira, 30 de março

Aracaju, SE

Facebook

Belo Horizonte, MG

Facebook

Brasília, DF

Concentração a partir das 18h30 na Praça das Bicicletas, em frente ao Museu da República. Saída às 19h.

Facebook

Cachoeirinha, RS

Facebook

Caxias do Sul, RS

Saída às 19h, em frente à Prefeitura.

Facebook

Cuiabá, MT

Florianópolis, SC

Fortaleza, CE

Concentração a partir das 18h, na Praça da Gentilândia.

Ipatinga, MG

Saída às 19h da Praça do Abracadabra, na Cidade Nobre.

Jacareí, SP

Saída do Parque da Cidade, às 19h35.

Facebook

João Pessoa, PB

Saída ás 19h no Busto de Tamandaré.

Joinville, SC

Facebook

Mossoró, RN

No Teatro Dix-Huit Rosado, às 19h.

Porto Alegre, RS

Recife, PE

Facebook

Rio de Janeiro, RJ

Salvador, BA

São Luís, MA

Concentração às 19h, na Praça do Rodão, em frente à igreja católica da Cohab.

São Paulo, SP

Teresina, PI

Facebook

Vitória, ES

Em Vitória, haverá também Pedalada Pelada (World Naked Bike Ride). Concentração às 18h, saída às 20h da Ponte da Passagem.

Facebook

Sábado, 31 de março

Curitiba, PR

Jundiaí, SP

Saída às 15h30 embaixo do viaduto da Av. 9 de Julho.

Natal, RN

Facebook

Maceió, AL

Concentração a partir das 18h, em cima do Viaduto Aprígio Vilela.

Bicicletada Nacional: em todo Brasil, ciclistas vão às ruas pedindo mais segurança e eqüidade no trânsito

Até agora, trinta e oito cidades (Itajaí, Balneário Camboriú, São Lourenço, Campinas e Piracicaba são as que não constam no cartaz abaixo) irão realizar Bicicletadas, pedaladas, protestos e/ou manifestações de indignação pela situação em que os ciclistas do país se encontram:desencorajados pelo trânsito perigoso que privilegia injustificadamente o fluxo automotor, relegados a segundo plano na formulação de políticas públicas voltadas à mobilidade, constrangidos pela ameaça diária e constante ao seu hábito saudável e, por algumas vezes, esquecidos tombados no asfalto, quando a situação poderia ser evitada.

Em apenas um dia, ao menos cinco ciclistas morreram no Brasil. Além da bióloga e cicloativista Julie Dias, em São Paulo, faleceram indivíduos em Marituba (PA), Brasília, Pomerode (SC) e Camaragibe (PE).

Cansados de esperar pacientemente pela solução de situações que lhes impingem risco, ciclistas vãos às ruas, ao mesmo tempo, em diferentes partes do Brasil, chamar atenção para o descaso que a mobilidade por bicicleta ainda enfrenta neste país.

Sugere-se que se vá de preto.

BICICLETADA NACIONAL

Aracaju (SE): Concentração a partir das 19h30, saída às 20h, Mirante da Treze de Julho;
http://www.facebook.com/events/189511917819107/

Balneário Camboriú (SC): 20h, Praça Tamandaré;

Belém (PA): Concentração a partir das 18h no Centro Arquitetônico de Nazaré – CAN. Saída às 19h30;

Belo Horizonte (MG): 19h, Praça da Estação;

Brasília (DF): 19h, Praça das Bicicletas (Museu Nacional);
http://www.facebook.com/events/263072160435461/

Campinas (SP): 19h, Praça Arautos da Paz – Lagoa do Taquaral;
http://www.facebook.com/events/312190452167988/

Campo Grande (MS): 18h, Praça do Ciclista (rotatória da Avenida Duque de Caxias com a Afonso Pena);
http://www.facebook.com/events/282569125145597/

Cascavel (PR): 18h30/19h, reunião em frente à Catedral para fazer uma panfletagem e apitaço;

Caxias do Sul (RS): 19h, em frente à Prefeitura Municipal;
http://www.facebook.com/events/371954129490520/

Cuiabá (MT): 20h, Praça 8 De Abril (em frente do Choppão);
http://www.facebook.com/events/255342117881035/

Curitiba (PR): 19h, Pátio da Reitoria (UFPR) Amintas de Barros (entre Dr. Faivre e Gen. Carneiro);
http://www.facebook.com/events/188615161246812/

Florianópolis (SC): 19h, Skate Park Trindade (em frente ao Shopping Iguatemi);
http://www.facebook.com/events/125659387560391/

Gramado (RS): 19h, Praça Major Nicoletti;

Itajaí (SC): 20h, Av. Sete de Setembro nº 1089;

João Monlevade (MG): 19h, Praça do Povo;

João Pessoa (PB): 19h, Busto de Tamandaré (Praia do Cabo Branco, final da Av. Epitácio Pessoa)
http://www.facebook.com/events/123970004397594/

Jundiaí (SP): Embaixo do pontilhão na Av. 9 de Julho;

Laranjeiras do Sul (PR): 19h, em Frente ao Lodi – Casa do Ciclista;

Londrina (PR): 19h, ponte da Av. Higienópolis (Lago 2);

Maceió (AL): 20h, Corredor Vera Arruda;

Manaus (AM): 19h30, Parque dos Bilhares (lado da Constantino Nery);

Maringá (PR): 19h, Praça da Catedral;
http://www.facebook.com/events/189134974528650/

Natal (RN): 19h, Calçadão do Midway (Av. Salgado Filho);

Parnamirim (RN): 19h30, Posto BR (Aguinelo), Cohabinal;

Pelotas (RS): 20h, em frente ao teatro 7 de Abril;

Piracicaba (SP): 19h30, Rua Bernardino de Campo nº 52 – Bairro Alto (em frente ao Fórum de Piracicaba);

Ponta Grossa (PR): 19h30, no Parque Ambiental;
http://www.facebook.com/events/309611795760654

Porto Alegre (RS): 19h, Largo Zumbi dos Palmares (EPATUR);
http://www.facebook.com/events/347944488583219/

Recife (PE): 19h, Praça do Derby;
http://www.facebook.com/events/325505750831153/

Rio de Janeiro (RJ): 18h30, na Cinelândia (em frente ao Cine Odeon);
http://www.facebook.com/events/288811831192660/

Salvador (BA): 19h, Largo da Mariquita;

Santa Maria (RS): Concentração a partir das 18h15, Largo da Gare;

Santo André (ABC – SP): 19h, Praça do Ciclista – Av. Perimetral;
http://www.facebook.com/groups/217308051626659/

São Lourenço (MG): 19h, Praça da Federal;

São Luís (MA): 19h, Praça do Rodão (Cohab);

São Paulo (SP): 19h, Praça do Ciclista (Av. Paulista X Rua da Consoloção);

Timbó (SC): 19h, em frente ao marco zero do Velotour (em frente do restaurante Thapyoka);

Vitória (ES): 19h, na Praça dos Namorados até a Praia de Camburi.

Outros países:

Caracas (Venezuela): 19h, desde la Plaza Brión de Chacaíto hasta Bellas Artes.
http://www.facebook.com/events/359258877438627/

Saiba mais:

Ciclistas promovem Bicicletada Nacional – Brasil de Fato

Cinco ciclistas mortos em um dia. Mas jamais vão deter a Primavera – Ir e Vir de Bike

Um apelo e sobre Fulanos, outros e etc – De Camelo

Morreu pedalando atrapalhando o tráfegoBicicleta na Rua

(Bicicultura) Serttel aborda a iniciativa das bicicletas públicas

A tarde de sexta-feira, 03 de dezembro, contou com a presença de Ângelo Leite, presidente da Serttel, empresa que detém as concessões do sistema de bicicletas públicas nas cidades de Rio de Janeiro, Blumenau e João Pessoa. Nestas três cidades, os usuários cadastrados desfrutam das bicicletas do SAMBA – Solução Alternativa para Mobilidade por Bicicletas de Aluguel.

Ângelo afirmou que não é possível viabilizar economicamente o sistema de bicicletas públicas apenas com o dinheiro dos usuários do sistema, pois, se os custos de operacionalização fossem repassados os ciclistas, o valor da tarifa seria tão elevado que acabaria por inviabilizar o próprio sistema.

Ângelo Leite fala do sistema de bicicletas públicas implantado no Rio de Janeiro, Blumenau e João Pessoa.

As bicicletas do SAMBA são liberadas através do celular e isso deve-se a dois motivos. O primeiro é financeiro: diminui-se o custo de instalação das estações nas quais as bicicletas poderão ser retiradas. A utilização de cartão encarece muito o custo de cada estação. Já o sistema de liberação pelo celular permite que a implantação de cada estação seja feita com 1/4 do valor de uma estação européia. O segundo motivo é a relação do consumidor com o celular: o aparelho é de uso pessoal, cada pessoa tem o seu, é difícil alguém passar o aparelho para os outros, como pode acontecer com o cartão. Mesmo assim, o sistema pode funcionar com o uso de cartões, que podem, inclusive, ser integrado ao sistema de transporte público dos municípios, ou ainda serem deixados em hotéis e liberaram as bicicletas para que os turistas possam utilizar com maior facilidade e comodidade as bicicletas públicas. A tecnologia para isso a empresa já tem desenvolvida.

Rio de Janeiro

As primeiras bicicletas públicas da Serttel começaram a ser implementado no Rio de Janeiro em caráter experimental em dezembro de 2008 e liberadas para todos no começo do ano seguinte. Começou tímido, com baixa procura, mas, com o aumento no número de estações, o número de usuários foi aumentando exponencialmente.

O SAMBA na Cidade Maravilhosa conta com cerca de mil usuários habituais e mais mil eventuais, totalizando cerca de 3000 viagens por mês, número expressivo quando se observa que, antes de abril deste ano, seram totalizadas entre 500 e 700 viagens mensais. Por lá, há ciclistas que utilizam as bicicletas públicas 90 vezes num mês!

Houve ainda expressivo aumento no número de usuários, destaca Ângelo, através de uma parceria com o jornal O Globo, no qual seus assinantes pagam apenas R$2,00 por mês ante o preço normal de R$20,oo. Hoje, eles somam 30% dos cadastrados no SAMBA.

Para o futuro, a empresa espera colocar nas ruas mais 2600 bicicletas até 2016, implantando 60 novas estações – todas funcionam com energia solar – por ano.

Blumenau

O SAMBA implantado na cidade catarinense apresenta um baixo uso frente à expectativa. Há cerca de 300 usuários cadastrados. Ângelo avaliou que isso ocorreu devido à implantação em locais inadequados e afirmou que o sistema na cidade deverá ser re-estruturado.

João Pessoa

Ao contrário de Blumenau, as bicicletas de João Pessoa tiveram um sucesso inesperado. Inauguradas em março deste ano, hoje já contam com mais de 500 pessoas cadastradas. Foram implantadas apenas quatro estações na orla da praia, voltadas ao lazer da população.

O caso de Florianópolis

Foi divulgada a implantação do sistema de bicicletas públicas de Florianópolis, o Floripa Bike, que deveria entrar em funcionamento em 22 de setembro de 2010. Mas isso não aconteceu. A cidade iria ser a segunda em que a Serttel instalaria as suas bicicletas, chegou a fazer todo um projeto, o IPUF projetou a instalação física e definiu locais em que a cidade deveria receber o sistema, em três fases de implantação.

Na hora da viabilização do projeto, as conversas entre a empresa e a prefeitura não avançaram. Opinou-se utilizar o dinheiro arrecadado com a Zona Azul, o sistema de estacionamento rotativo nas ruas da cidade, para financiar a manutenção das bicicletas públicas. Recebeu-se a negativa. Tentou-se falar com o banco que administra a folha de pagamento da cidade, que poderia se interessar pela imagem positiva que isso iria lhe proporcionar. Mais uma negativa. Sendo assim, teria-se que viabilizar o sistema apenas com as tarifas dos usuários, o que resultaria num projeto de alto risco que a empresa preferiu não assumir.

Fabiano Faga Pacheco

%d blogueiros gostam disto: