Descanse bem, Detinha!

Após vários anos no cicloativismo e já fazendo parte da União de Ciclistas do Brasil, começo a ouvir uma voz dissonante, de um dos centros  não tão conhecidos pelos cicoativistas mais antigos. Vinha de Vitória, no Espírito Santo, aquela voz feminina, uma voz batalhadora, de quem lutava com imenso ímpeto pela mudança de uma situação que gerava – e gera – riscos à vida de quem usa as duas rodas.

Detinha, sempre que possível, queria mais – e fazia mais! Participou do CUC – Ciclistas Urbanos Capixabas, do Bike Anjo e, inclusive, na própria União de Ciclistas do Brasil.

Mas durante muito tempo o seu rosto permaneceu como uma incógnita para mim. Vitória e Florianópolis têm mais em comum do que o fato de serem capitais em ilhas. Ambas são politicamente carentes de planos de estado, aqueles que atravessam governos. Ao menos, de plano de estados que privilegiem a mobilidade humana. Sempre é preciso que a sociedade relembre os políticos para quem eles devem governar e de quem eles devem se lembrar ao planejar uma cidade. Frequentemente, planeja-se para o congestionamento, para as doenças respiratórias, para carros e mais carros.

Não é disso que uma cidade saudável precisa! Eu sei disso e Detinha sabia disso!

Enfim nos encontramos na terceira edição do Bicicultura, ocorrido em maio deste 2016 em São Paulo. A voz ganhou um rosto. A admiração já existia.

Quis o destino que fosse justamente no Festival da Cultura da Bicicleta a única vez que eu me encontrasse pessoalmente com uma das mais atuantes ativistas da bicicleta do país.

Na quinta-feira, 30 de junho, logo após palestrar sobre mobilidade urbana na 6ª Conferência das Cidades, Detinha foi atingida por uma porta recém-aberta, caindo no chão e batendo a cabeça. Entrou em coma após o traumatismo craniano, vindo a falecer horas depois.

Quis o destino que, nas circunstâncias de sua morte, Detinha fosse reconhecida pelo que era e pelo que lutava: uma MULHER que buscava o melhor para a cidade, através de políticas de mobilidade voltada aos pedestres e aos ciclistas. Essa mulher não parava de agir! E foi necessária uma desatenção irresponsável para que ela repousasse.

As batalhas pela sobrevivência aqui em terra continuam. E você lutou bravamente! Queremos nós que tua – a minha, a nossa – luta tenha ajudado a sensibilizar o coração de quem tem o poder de mudança em larga escala. De quem pode salvar vidas ao investir no ser humano e no meio ambiente.

Descanse bem, Detinha!

E obrigado por ter existido.

Detinha Son

Fabiano Faga Pacheco

Anúncios

DC: Ciclistas fazem homenagem a jornalista morto

DC 2015-01-18 p.12 Ghost Bike Roger
(Veja em PDF)

O texto acima foi originalmente publicado no periódico Diário Catarinense, versão impressa, na segunda-feira, 18 de janeiro de 2016, na página 12. Pode ser lida também neste link.

Abaixo, versão online da matéria do periódico, publicada em 17 de janeiro, às 10h23, aqui.

Leia mais deste post

(Charge) Ghost bike em homenagem a Róger Bitencourt

charge - Zé Dassilva DC 2015-01-18 Ghost bike Roger

A charge acima foi publicada no Diário Catarinense em 18 de janeiro de 2016 (pág. 4). A autoria dela é de Zé Dassilva.

(Vídeo) Ghost Bike Róger: “Simplesmente vidas, sendo, novamente, perdidas”

As belas imagens do Felipe Munhoz e as belas palavras de desabafo do Fabiano Faga na homenagem ao ciclista Róger Bitencourt na instalação da Bicicleta Fantasma em sua memória.

“Em um domingo de verão, dia de sol como há meses não se via em Floripa, centenas de pessoas deixaram de fazer o que gostam, para pendurar uma bicicleta branca em um poste da SC 401, local do assassinato do ciclista Róger Bitencourt, por um motorista bêbado.

O que buscam essas pessoas, não é muito, pelo contrário, buscam condições mínimas de mobilidade, de forma segura e humana.

O que parece simples está infelizmente longe de ser atingindo, devido a uma parcela raivosa da população e pela omissão das instituições públicas.

A morte do Róger se tornou notória, devido à forma brutal e banal que ocorreu, também em um domingo, fazendo o que gostava, pedalando com os amigos, no acostamento da SC 401, às 10 horas da manhã.

Apesar disso, a bicicleta, por ser mais humana e, portanto, mais frágil que um carro, de forma alguma é mais perigosa.

Perigosas, são as altas velocidades que matam motoristas, passageiros, ciclistas e pedestres.

Mortes não deveriam ser toleradas no trânsito, simplesmente porque poderiam ser facilmente evitadas.

Usuários de bicicleta sabem disso, e não toleram nenhuma morte, por isso estão nas ruas e não vão sair de lá.”

Felipe Munhoz

(Vídeo) Band: Manifestação silenciosa marca velório de ciclista atropelado na SC-401

Ciclistas promovem cena comovente no velório do jornalista Róger Bitencourt.

Entrevista com a educadora física Rafaella Della Giustina, o ciclista Sander DeMira e o presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Daniel de Araújo Costa. O governador João Raimundo Colombo e o prefeito de Florianópolis Cesar Souza Júnior também falaram.

Conteúdo exibido originalmente no programa “BAND Cidade”, da Band Santa Catarina, em 28 de dezembro de 2015. Veja a edição completa do programa aqui.

(Vídeo) Bom Dia SC: Após morte de ciclista na SC-401, motorista é preso em flagrante

Róger Bitencourt morreu atropelado por um motorista embriagado na SC-401, perto de Jurerê, em Florianópolis. A matéria conta com entrevista da testemunha Alex Marques e do delegado Cléber Trappi Serrano, da Polícia Civil.

Como correções, a manifestação aconteceu no dia 30 de dezembro e a instalação da bicicleta-fantasma (ghost bike) está prevista para o dia 10 de janeiro de 2016. O infográfico mostra erroneamente Jacinto Silveira e Róger Bitencourt ao final do pelotão, quando, em realidade, eles estavam na ponta dianteira.

Conteúdo exibido originalmente no Bom Dia Santa Catarina, da RBS TV SC, em 28 de dezembro de 2015. Assista aqui e aqui à reportagem no site.

(Vídeo) Olhares: Ciclistas prestam homenagem a Róger Bitencourt

Ciclistas promovem cena comovente no velório do jornalista Róger Bitencourt.

Entrevista com a educadora física Rafaella Della Giustina, o ciclista Sander DeMira e o presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Daniel de Araújo Costa. O governador João Raimundo Colombo e o prefeito de Florianópolis Cesar Souza Júnior também falaram.

Conteúdo exibido originalmente no programa “Olhares”, da Band Santa Catarina, em 28 de dezembro de 2015. Veja a edição completa do programa aqui.

(Vídeo) Jornal do Almoço: Após morte de ciclista na SC-401, motorista é preso em flagrante

Breves entrevistas com os ciclistas João Carlos Neves, policial militar, Daniel de Araújo Costa, presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Carlos Duarte, diretor da Eco Floripa, Sander DeMira, presidente da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), João Raimundo Colombo, governador de Santa Catarina, e Cesar Souza Júnior, prefeito de Florianópolis, Cléber Trappi Serrano, delegado, durante o velório de Róger Bitencourt, jornalista e ciclista, presidente em exercício da Associação Catarinense de Imprensa. Alex Marques, testemunha do ocorrido assim como Sander, também foi ouvido.

O major Mauro Rezende, da Polícia Militar Rodoviária Estadual, é convidado a falar sobre a Lei Seca e a fiscalização das rodovias catarinenses.

Conteúdo exibido originalmente no Jornal do Almoço, da RBS TV SC,  em 28 de dezembro de 2015. Assista aqui e aqui à reportagem no site.

(Vídeo) SC no Ar: Motorista que matou ciclista em Florianópolis tem prisão preventiva decretada

Conteúdo exibido originalmente no programa SC no Ar, da RIC Record SC,  em 29 de dezembro de 2015, tendo o ciclista Milton Carlos Della Giustina entrevistado.

(Vídeo) Jornal do Meio Dia: Ciclistas protestam e pedem mais segurança na SC-401 em Florianópolis

A pedalada ocorreu como forma de manifesto contra a morte do jornalista e ciclista no domingo.

O grupo foi até o cemitério onde Roger foi velado para prestar as últimas homenagens.

Dentre os entrevistados, temos os ciclistas Milton Carlos Della Giustina e Rafaella Della Giustina, o jornalista Frutuoso Oliveira, o major Mauro Rezende, da Polícia Militar de Santa Catarina, e o prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior.

Conteúdo exibido originalmente no programa Jornal do Meio Dia, edição de Florianópolis, da RIC Record SC, em 28 de dezembro de 2015.

(Vídeo) Jornal do Meio-Dia: Ciclista morre atropelado na SC-401 em Florianópolis

Os ciclistas Róger Bitencourt, 49, e Jacinto Silveira, 40, pedalavam na SC-401, próximo ao viaduto de Jurerê, quando foram atropelados.

Róger morreu no local e Jacinto teve ferimentos. O motorista foi detido e indiciado por dirigir sob efeito de drogas, lesão corporal dolosa e homicídio doloso.

Conteúdo exibido no programa Jornal do Meio Dia, edição de Florianópolis, da RIC Record SC,  em 28 de dezembro de 2015.

(Vídeo) Renato Igor: Morte de ciclista evidencia falta de fiscalização da lei seca

Conteúdo exibido originalmente no Bom Dia Santa Catarina, da RBS TV SC,  em 28 de dezembro de 2015. Assista aqui à reportagem no site.

Renato Igor comenta a morte do ciclista e jornalista Róger Bitencourt.

(Vídeo) Morte de ciclista na SC-401 causa indignação e comoção em Florianópolis

Conteúdo exibido originalmente no RBS Notícias, da RBS TV SC,  em 28 de dezembro de 2015. Assista aqui à reportagem no site.

(Vídeo) Bom Dia SC: Três ciclistas falecem no trânsito de SC

Conteúdo exibido originalmente no Bom Dia Santa Catarina, da RBS TV SC,  em 29 de dezembro de 2015. Assista aqui à reportagem no site.

Gabriel

Gabriel era um sujeito comum, tanto quanto eu e você. Dava aulas de Química no Instituto Federal de Santa Catarina, em Florianópolis. Gostava de pedalar pela cidade. Tinha uma esposa, irmãos, filhos e amigos. Gabriel era um sujeito comum. Era. Na última segunda-feira, 5 de outubro, Gabriel faleceu, fazendo uma das coisas das quais mais gostava: andar de bicicleta.

Mol, como era chamado por seus alunos, tinha uma química incrível. Sobre duas rodas, formava uma ligação – não covalente – que o fazia brilhar. E a luz de sua lanterna piscava nos seus pedais por Florianópolis.

Zeloso, participara ativamente do dia mais importante para o cicloativismo nacional e internacional. Vinte e dois de Setembro, o Dia Mundial Sem Carro, contou com sua presença e com a de sua bicicleta no Pedal Unificado. Dia… sem… carro. Parece impossível para alguns imaginar essa utopia que era a regra há século atrás, quando as pessoas ainda paravam para conversar nas ruas. Uma invenção tecnológica que pode salvar vidas – e também tirá-las.

No dia 5, estava marcado mais um passeio do Pedal do Della, do qual Gabriel era freqüentador. O rumo: Santo Antônio de Lisboa. Mas naquela noite, o seu desejo era outro. Em vez do norte, foi ao sul, em direção ao Campeche. Quase todo o trajeto de sua residência, no Saco dos Limões, até a praia é feito em ciclovias. Ciclovias unidas por pontos de teletransporte, como tem sido hábito dos governos municipal e estadual, que não têm absolutamente nenhum cruzamento entre ciclovias distintas corretamente executado. NENHUM.

Quando já retornava para sua casa, Gabriel teve que sair da ciclovia. A segurança despediu-se de Gabriel e seguiu o rumo do centro pela ciclovia enquanto ele dela saía para encontrar a sua família. O horário era 21h40.

O reencontro familiar não aconteceu. Não foi possível de ser realizado em vida. Na pista sentido sul da Via Expressa Sul uma colisão atingiu em cheio, não possibilitando a menor reação. Quase exatos sete anos depois de Esaú, outro grupo de ciclistas da Grande Florianópolis também perdia um de seus membros devido a uma motocicleta.

Na manhã do sábado 11, as cantorias da Igreja Presbiteriana Betânia, em frente à sua casa, aquietavam as almas de quem por ele sofria. Nos céus, Esaú aguardava a chegada do novo companheiro de pedaladas celestiais.

Nesta terça-feira 13, a décima bicicleta-fantasma surgirá na paisagem de Florianópolis.

:: Confirme sua presença pelo Facebook

Gabriel Seroa da MotaGabriel Serôa da Mota
∗ 25/07/1954   † 05/10/2015

%d blogueiros gostam disto: