11 razões para fazer o Audax Floripa 2010

Restam poucas vagas para mais uma edição do Audax Floripa, que será realizado no domingo, 21 de março, em Florianópolis e São José (SC).

Mais uma vez, a atual maior prova não-competitiva de ciclismo do Estado ocorrerá na capital catarinense. E vem com muitas alterações e novidades que prometem melhorar – e muito – a qualidade desta edição em relação ao ano passado.

O percurso foi alterado. A logística, também. O apoio do governo estadual também veio para este ano, depois do relativo sucesso de 2009.

Abaixo, citamos 10 outras razões para você participar do Audax:

1 – Numa atitude inédita, os ciclistas terão a oportunidade de pedalar por cima da Ponte Colombo Sales, vislumbrando a histórica Ponte Hercílio Luz.

2 – Em outra oportunidade única, os ciclistas passarão por dentro do terreno da Base Aérea da Tapera, por dentro da qual só militares estão autorizados a passar.

3 – Acabou o sufoco para a maioria dos participantes: os trechos de paralelepípedo no Ribeirão da Ilha não estão no percurso oficial.

4 – Os PCs (Postos de Controle) estarão cheios e fartos! Houve mudança quanto aos responsáveis pela logística dos alimentos (maior reclamação em relação a 2009) e, desta vez, já está tudo preparado para os ciclistas adquirirem suas energias durante a prova. [O que vai ter lá? Melhor não contar ainda para não estragar a surpresa do momento!]

5 – Pela primeira vez, os ciclistas passarão pela Av. Paulo Fontes, que foi fechada ao tráfego de veículos motorizados (exceto ônibus) no final de 2009, mais humanizada.

6 – Pela última vez se passará pela R. Ver. Osni Ortiga como ela se encontra hoje. Ano que vem deverá estar pronta a primeira ciclovia da Lagoa!

7 – Haverá vários trechos com ciclovias  e ciclofaixas (embora parte malfeita e/ou com problemas, inclusive de acessibilidade) como a da Av. Beira-Mar Norte, Via Expressa Sul, Av. Hercílio Luz, Av. da Saudade, além dos bairros Agronômica, Ingleses, Cachoeira do Bom Jesus (Av. Luiz Boiteux Piazza) e Rio Tavares, além da Tapera, Armação (compartilhados) e Canasvieiras (indefinida na Rod. Tertuliano de Brito).

8 – São José, município adjacente a Florianópolis, incluindo seu centro histórico (e a ciclovia de sua beira-mar), também faz parte do percurso.

9 – O Morro da Lagoa, um dos locais de maior inclinação dos trajetos urbanos de Florianópolis, não está incluído no roteiro! Quer moleza maior que essa?

10 – A edição de 2009 demonstrou o espírito de solidariedade e companheirismo entre os participantes, que, diferente de todas as demais provas de ciclismo, se cumprimentavam ao encontrarem-se.

Quer mais uma razão ainda? Tá legal…

11 – Estarão na prova os ciclistas Márcio May, que representou o Brasil em três Jogos Olímpicos, Michael Lin, triatleta australiano, Jorge Rovetto, vice-campeão panamericano de ciclismo em Cuba-1998, Luiz Faccin, que completou o Randonée/Audax Paris-Brest-Paris em 2007, e Peter Cox, inglês que palestrará no Fórum das Américas sobre Mobilidade Urbana nas Cidades.

Veja também:

10 razões para fazer o Audax Floripa

%d blogueiros gostam disto: