Descanse bem, Detinha!

Após vários anos no cicloativismo e já fazendo parte da União de Ciclistas do Brasil, começo a ouvir uma voz dissonante, de um dos centros  não tão conhecidos pelos cicoativistas mais antigos. Vinha de Vitória, no Espírito Santo, aquela voz feminina, uma voz batalhadora, de quem lutava com imenso ímpeto pela mudança de uma situação que gerava – e gera – riscos à vida de quem usa as duas rodas.

Detinha, sempre que possível, queria mais – e fazia mais! Participou do CUC – Ciclistas Urbanos Capixabas, do Bike Anjo e, inclusive, na própria União de Ciclistas do Brasil.

Mas durante muito tempo o seu rosto permaneceu como uma incógnita para mim. Vitória e Florianópolis têm mais em comum do que o fato de serem capitais em ilhas. Ambas são politicamente carentes de planos de estado, aqueles que atravessam governos. Ao menos, de plano de estados que privilegiem a mobilidade humana. Sempre é preciso que a sociedade relembre os políticos para quem eles devem governar e de quem eles devem se lembrar ao planejar uma cidade. Frequentemente, planeja-se para o congestionamento, para as doenças respiratórias, para carros e mais carros.

Não é disso que uma cidade saudável precisa! Eu sei disso e Detinha sabia disso!

Enfim nos encontramos na terceira edição do Bicicultura, ocorrido em maio deste 2016 em São Paulo. A voz ganhou um rosto. A admiração já existia.

Quis o destino que fosse justamente no Festival da Cultura da Bicicleta a única vez que eu me encontrasse pessoalmente com uma das mais atuantes ativistas da bicicleta do país.

Na quinta-feira, 30 de junho, logo após palestrar sobre mobilidade urbana na 6ª Conferência das Cidades, Detinha foi atingida por uma porta recém-aberta, caindo no chão e batendo a cabeça. Entrou em coma após o traumatismo craniano, vindo a falecer horas depois.

Quis o destino que, nas circunstâncias de sua morte, Detinha fosse reconhecida pelo que era e pelo que lutava: uma MULHER que buscava o melhor para a cidade, através de políticas de mobilidade voltada aos pedestres e aos ciclistas. Essa mulher não parava de agir! E foi necessária uma desatenção irresponsável para que ela repousasse.

As batalhas pela sobrevivência aqui em terra continuam. E você lutou bravamente! Queremos nós que tua – a minha, a nossa – luta tenha ajudado a sensibilizar o coração de quem tem o poder de mudança em larga escala. De quem pode salvar vidas ao investir no ser humano e no meio ambiente.

Descanse bem, Detinha!

E obrigado por ter existido.

Detinha Son

Fabiano Faga Pacheco

Bicicleta é tema de debate na Semana do Meio Ambiente da UFSC

Nesta terça-feira, 7 de junho, ocorrerá uma mesa-redonda com a temática “Ciclovias em Florianópolis”, como parte das atividades da Semana de Meio Ambiente da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis. As palestras acontecerão a partir das 18h no auditório do Centro Sócioeconômico (CSE).

O debate, mediado pelo Prof. Arnoldo Debatin, contará com a Profa. Dora Orth, engenheira civil do Observatório de Mobilidade da UFSC, que falará sobre a rede cicloviária da Universidade, com a arquiteta Ingrid Etges Zandomeneco, do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), que comentará sobre a rede cicloviária do município, e com o ciclista Audálio Marcos Vieira Jr., do site parceiro Pedala Floripa, que finalizará com a palestra “Ciclovias: boas para você e para o nosso meio ambiente“.

A atividade é gratuita e inscrições podem ser feitas através deste link.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Bikes vs Carros” terá exibição gratuita na Virada da Saúde

Como parte das atividades da Virada da Saúde, será re-exibido em Florianópolis o filme “Bike vs Carros”, filmado em cidades como Los Angeles, São Paulo, Amsterdam, Toronto e Copenhagen, mostrando as facilidades e dificuldades com que as gestões públicas tratam da circulação ativa sobre duas rodas, mostrando exemplos positivos e negativos sob a óptica de ciclistas, taxistas, urbanistas e gestores urbanos.

A atividade ocorrerá na Rua Francisca Luiza Vieira nº 53, Lagoa da Conceição, com exibição do filme às 17h30 e roda de conversas com Rafaella Della Giustina, ao final.

Exibição do filme “Bikes vs Carros”

Local: O Sítio
R. Francisca Luiza Vieira nº 53, Lagoa da Conceição.
Data: 30 de abril

  • 17h30 – exibição do filme Bike VS Carro
  • 19h00 – Roda de conversa com ciclistas convidados. Mediadora Rafaella Della Giustina
  • 20h00 – Encerramento

Horário do evento: das 17 às 21h.
Evento gratuito!

Vagas limitadas: faça sua inscrição pelo site ou pelo tel dO Sitio: http://ositio.com.br/

Haverá bicicletário (para quem quiser vir de bike) e estacionamento exclusivo no local.

Florianopolis 2016-04-30 Bike vs Carros

Em 2014, Florianópolis anunciou 3 ciclovias que não saíram do papel

Em 2014, a Prefeitura Municipal de Florianópolis assinou ordem de serviço para que três ruas fossem contempladas com ciclovias. Mais de 1 ano e meio depois, veja como está a situação das ruas:

  • Rua Dante de Patta (Ingleses): foi revitalizada em meados de 2015, mas não consta com ciclovia nem ciclofaixa.
  • Rua Pref. Waldemar Vieira (Saco dos Limões): não houve obra nesta rua. Não há previsão para sair o projeto.
    (Atualização em 20/01: a rua foi recapeada. Alguns quarteirões parece que não tiveram o tratamento final, mas o trecho entre o Ilha Sul e a Igreja Quadrangular foi recuperado. Há também alguns “tapetinhos” no asfalto.)
  • Av. Jorge Lacerda (Costeira do Pirajubaé): a obra foi iniciada, ficou 6 meses parada e, em novembro, foi retomada. Grande parte dela ainda está esburacada. Não foi feita nenhuma ciclovia e as notícias que a imprensa oficial do município têm divulgado não citam mais a existência de ciclovia.

Veja a promessa veiculada oficialmente no site da Prefeitura Municipal de Florianópolis em 23 de junho de 2014.

Prefeito entrega ordens de serviço para recuperar vias

Seis ruas e avenidas serão beneficiadas; obras começam imediatamente

O prefeito Cesar Souza Júnior e o secretário de Obras Domingos Zancanaro começam nesta terça-feira (24) a entregar as ordens de serviço para a requalificação das primeiras seis vias – de um total de 18 ruas e avenidas, na Ilha e no Continente, previstas no plano de obras voltadas à mobilidade urbana – nas regiões Norte, Centro e Sul da Ilha, para início imediato dos trabalhos.

Ao custo de mais de R$ 10,6 milhões, as obras preveem a recuperação asfáltica de todas as seis vias, a recuperação dos passeios de duas delas e a construção de ciclovias em três delas.

Vão ganhar ciclovias a avenida Jorge Lacerda, no Sul da Ilha (total de 3,3 km, custo de R$ 5,77 milhões), a rua Prefeito Waldemar Vieira, na região central (total de 1,8 km, custo de R$ 1,29 milhão) e a rua Dante de Patta, no Norte da Ilha (total de 637 metros, custo de R$ 423,6 mil).

Rua Dante de Patta vai ganhar ciclovia. Foto: Petra Mafalda / PMF.

Rua Dante de Patta vai ganhar ciclovia. Foto: Petra Mafalda / PMF.

A Waldemar Vieira também terá recuperação do passeio, ao lado da rua Delminda da Silveira, na região central (total de 1,8 km, custo de R$ 1,36 milhão). Terão somente recuperação asfáltica a rua Apóstolo Paschoal (total de 1,3 km, custo de R$ 649 mil) e a travessa Abílio Nunes Vieira (total de 92 metros, custo de R$  136,8 mil), estas duas no Norte da Ilha.

A seguir, a programação das entregas de ordens de serviço:
  • 10h30 – Travessa Abilio Nunes Vieira, ao lado do número 90, Ingleses
  • 11 horas – Entrega Rua Dante de Patta, em frente ao número 155, Ingleses
  • 11h30 – Rua Apóstolo Paschoal, no pátio de estacionamento do Supermercado Magia, Canasvieiras
  • 14 horas –Rua Delminda da Silveira, próximo ao posto de gasolina (passando a casa do governador), Agronômica
  • 15 horas – Avenida Waldemar Vieira, ao lado do Centro de Saúde, Saco dos Limões
  • 16 horas – Avenida Governador Jorge Lacerda, em frente à APAM, Costeira do Pirajubaé

Leia também:

Novas solicitações durante a “Prefeitura no Bairro” – Prefeitura comenta as obras na Rua Dante de Pata, nos Ingleses.
As promessas de Cesar Souza Júnior para a mobilidade por bicicleta – Sempre é bom relembrar as promessas de campanha.

DC: Ciclistas fazem homenagem a jornalista morto

DC 2015-01-18 p.12 Ghost Bike Roger
(Veja em PDF)

O texto acima foi originalmente publicado no periódico Diário Catarinense, versão impressa, na segunda-feira, 18 de janeiro de 2016, na página 12. Pode ser lida também neste link.

Abaixo, versão online da matéria do periódico, publicada em 17 de janeiro, às 10h23, aqui.

Leia mais deste post

(Charge) Ghost bike em homenagem a Róger Bitencourt

charge - Zé Dassilva DC 2015-01-18 Ghost bike Roger

A charge acima foi publicada no Diário Catarinense em 18 de janeiro de 2016 (pág. 4). A autoria dela é de Zé Dassilva.

(Vídeo) Ghost Bike Róger: “Simplesmente vidas, sendo, novamente, perdidas”

As belas imagens do Felipe Munhoz e as belas palavras de desabafo do Fabiano Faga na homenagem ao ciclista Róger Bitencourt na instalação da Bicicleta Fantasma em sua memória.

“Em um domingo de verão, dia de sol como há meses não se via em Floripa, centenas de pessoas deixaram de fazer o que gostam, para pendurar uma bicicleta branca em um poste da SC 401, local do assassinato do ciclista Róger Bitencourt, por um motorista bêbado.

O que buscam essas pessoas, não é muito, pelo contrário, buscam condições mínimas de mobilidade, de forma segura e humana.

O que parece simples está infelizmente longe de ser atingindo, devido a uma parcela raivosa da população e pela omissão das instituições públicas.

A morte do Róger se tornou notória, devido à forma brutal e banal que ocorreu, também em um domingo, fazendo o que gostava, pedalando com os amigos, no acostamento da SC 401, às 10 horas da manhã.

Apesar disso, a bicicleta, por ser mais humana e, portanto, mais frágil que um carro, de forma alguma é mais perigosa.

Perigosas, são as altas velocidades que matam motoristas, passageiros, ciclistas e pedestres.

Mortes não deveriam ser toleradas no trânsito, simplesmente porque poderiam ser facilmente evitadas.

Usuários de bicicleta sabem disso, e não toleram nenhuma morte, por isso estão nas ruas e não vão sair de lá.”

Felipe Munhoz

Curitiba: onde estão os 300 km de ciclovias de Gustavo Fruet?

São Paulo está cumprindo a promessa de 400km de ciclovias em 4 anos.
Curitiba parece distante dos seus 300km prometidos.
Em Florianópolis, os 40km prometidos nos primeiros 18 meses não saíram. E os 100km em 4 anos estão a virar piada eleitoral.

Confira o texto sobre Curitiba escrito pelo agora doutor Odir.

as bicicletas

curitiba é uma cidade pela qual tenho apreço: onde moram meus pais. visito-a desde a infância. em 2010 eu achava melhor pedalar em curitiba do que em são paulo, e hoje, cada vez que venho, menos seguro sinto-me ao pedalar por curitiba. e sempre lembro que gustavo fruet, seu prefeito,prometeu em campanha 300 km de ciclovias e foi tomar posse pedalando. mas onde estão pelos menos 100 km de ciclovias novos?

adesivos e tornozeleiras refletivas distribuidos pela prefeitura de curitiba. bons mimos, mas onde estão as novas ciclovias? adesivos e tornozeleiras refletivas distribuídos pela prefeitura de curitiba. bons mimos, mas onde estão as novas ciclovias?

Não sejamos injustos:  áreas calmas foram instaladas em Curitiba, áreas com limite máximo de 40 km/h para os motorizados. Também antigas ciclovias e calçadas compartilhadas forma requalificadas, reformadas.

Mas onde estão os 300 km novos, 300 km de ciclovias prometidos em campanha?

Ver o post original 907 mais palavras

Projeto de revitalização do José Mendes será apresentado

Nesta segunda-feira, 11 de janeiro, será apresentado o projeto que pretende transformar o bairro José Mendes, em Florianópolis. O evento ocorrerá na EBM Jurema Cavallazzi, na Rua Aníbal Nunes Píres, situada num aclive perto da praia principal do bairro, às 18h30.

Desenvolvido por arquitetos a partir de 2007, a expectativa é que as vias principais do bairro passem a dar prioridade a ciclistas e pedestres, com a construção de ciclovias de mão dupla e passeios compartilhados nos trechos mais estreitos.Florianopolis 2016-01-11 Jose Mendes(Veja em PDF)

O atual projeto tem sido gestado desde o início de 2013 por servidores de carreira dentro do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), para confecção do projeto final técnico-executivo.

Em 2015, o orçamento municipal previa a destinação R$ 2,16 milhões para drenagem e pavimentação das ruas José Maria da Luz e Jerônimo José Dias, envolvidas no projeto. Em 14 de agosto, atráves do Decreto nº 14.995, parte da dotação orçamentária foi anulada. O prefeito vem afirmando que apenas com aporte do governo federal a revitalização será feita.

(Vídeo) Band Cidade: Ciclistas promovem manifestação no pedágio desativado de Canasvieiras

Ciclistas promovem manifestação no pedágio desativado de Canasvieiras para protestar contra a impunidade e a falta de educação no trânsito.

Cabe corrigir que a manifestação promoveu panfletagem do programa “Balada pela Vida” e não seguiu para nenhum local de moradia ou trabalho do representante do Executivo estadual.

Conteúdo exibido originalmente no programa “BAND Cidade”, da Band Santa Catarina, em 29 de dezembro de 2015. Veja a edição completa do programa aqui.

(Vídeo) Jornal do Meio Dia: Sete pessoas já morreram pedalando na SC-401, em Florianópolis

Vítimas que sobreviveram após acidentes no local relatam a experiência e a falta de segurança de pedalar na rodovia. Conheça as histórias de sobrevida das atletas Ivone Tarine e Marta Fiorentini.

Conteúdo exibido originalmente no programa Jornal do Meio Dia, edição de Florianópolis, da RIC Record SC, em 29 de dezembro de 2015.

(Vídeo) Band: Manifestação silenciosa marca velório de ciclista atropelado na SC-401

Ciclistas promovem cena comovente no velório do jornalista Róger Bitencourt.

Entrevista com a educadora física Rafaella Della Giustina, o ciclista Sander DeMira e o presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Daniel de Araújo Costa. O governador João Raimundo Colombo e o prefeito de Florianópolis Cesar Souza Júnior também falaram.

Conteúdo exibido originalmente no programa “BAND Cidade”, da Band Santa Catarina, em 28 de dezembro de 2015. Veja a edição completa do programa aqui.

(Vídeo) Bom Dia SC: Após morte de ciclista na SC-401, motorista é preso em flagrante

Róger Bitencourt morreu atropelado por um motorista embriagado na SC-401, perto de Jurerê, em Florianópolis. A matéria conta com entrevista da testemunha Alex Marques e do delegado Cléber Trappi Serrano, da Polícia Civil.

Como correções, a manifestação aconteceu no dia 30 de dezembro e a instalação da bicicleta-fantasma (ghost bike) está prevista para o dia 10 de janeiro de 2016. O infográfico mostra erroneamente Jacinto Silveira e Róger Bitencourt ao final do pelotão, quando, em realidade, eles estavam na ponta dianteira.

Conteúdo exibido originalmente no Bom Dia Santa Catarina, da RBS TV SC, em 28 de dezembro de 2015. Assista aqui e aqui à reportagem no site.

(Vídeo) Olhares: Ciclistas prestam homenagem a Róger Bitencourt

Ciclistas promovem cena comovente no velório do jornalista Róger Bitencourt.

Entrevista com a educadora física Rafaella Della Giustina, o ciclista Sander DeMira e o presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Daniel de Araújo Costa. O governador João Raimundo Colombo e o prefeito de Florianópolis Cesar Souza Júnior também falaram.

Conteúdo exibido originalmente no programa “Olhares”, da Band Santa Catarina, em 28 de dezembro de 2015. Veja a edição completa do programa aqui.

(Vídeo) Jornal do Almoço: Após morte de ciclista na SC-401, motorista é preso em flagrante

Breves entrevistas com os ciclistas João Carlos Neves, policial militar, Daniel de Araújo Costa, presidente da Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis (ViaCiclo), Carlos Duarte, diretor da Eco Floripa, Sander DeMira, presidente da Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), João Raimundo Colombo, governador de Santa Catarina, e Cesar Souza Júnior, prefeito de Florianópolis, Cléber Trappi Serrano, delegado, durante o velório de Róger Bitencourt, jornalista e ciclista, presidente em exercício da Associação Catarinense de Imprensa. Alex Marques, testemunha do ocorrido assim como Sander, também foi ouvido.

O major Mauro Rezende, da Polícia Militar Rodoviária Estadual, é convidado a falar sobre a Lei Seca e a fiscalização das rodovias catarinenses.

Conteúdo exibido originalmente no Jornal do Almoço, da RBS TV SC,  em 28 de dezembro de 2015. Assista aqui e aqui à reportagem no site.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.606 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: